Espaços urbanos seguros: a temática da segurança no desenho da cidade

Maria Julieta Nunes de Souza, Rose Compans

Resumo


O artigo trata de uma nova tendência surgida no desenho urbano que incorpora estratégias espaciais visando à segurança pública. A partir de metodologia desenvolvida nos países centrais e difundida por agências multilaterais, tais estratégias são adotadas no Brasil pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, no âmbito do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania. Com base na bibliografia pertinente ao assunto, pretende-se apresentar os principais aspectos deste programa, sua base metodológica, bem como os pressupostos teóricos que o fundamentam. Transformado em metodologia de projeto urbano, vem sendo aplicado a várias metrópoles brasileiras, através do chamado Projeto Espaços Urbanos Seguros, que consiste em um conjunto de intervenções físicas em bolsões de pobreza. A experiência enfocada neste trabalho ocorre no Rio de Janeiro, em 30 áreas de favelas, e foi adotada por ocasião da realização dos Jogos Pan-Americanos em 2007.

 


Palavras-chave


espaços urbanos seguros; segurança pública; espaço e criminalidade.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ALVITO, M. Um bicho-de-sete-cabeças. In: ALVITO, M.; ZALUAR, A. (Orgs.) Um século de favela. 5ª edição. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p.181-208. Banco Interamericano de Desarollo. Alda, E.; Beliz, G. Introducción. In: Cuál es la salida? La agenda inconclusa de la seguridad ciudadana. Washington DC: Erik Alda, Gustavo Beliz, editores, 2007.

CAVALCANTI, M.; OLIVEIRA, L.; SÁ-CARVALHO, C.; VAZ, P. Pobreza e risco: a imagem da favela no noticiário de crime. Anais da COMPÓS, 2005.

FOUCAULT, M. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008. (Coleção Tópicos)

JACQUES, P. B. Estética da ginga: a arquitetura das favelas através da obra de Hélio Oiticica. 2ª edição. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

JACOBS, J. Morte e vida nas grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

MACHADO, L. A.; LEITE, M. P. Violência, crime e polícia: o que os favelados dizem quando falam desses temas? Sociedade e Estado, Brasília, v. 22, n. 3, pp. 545-91, set./dez. 2007. Ministério da Justiça. Secretaria Nacional de Segurança Pública. Capacitação em desenho urbano em espaços populares. Guia do Participante. Obras com participação popular. Rio de Janeiro, 2007.

RAU, M. Prevención de la Delincuencia. Prevención de la Delincuencia Mediante el Diseño Ambiental, 2003.

SEPÚLVEDA, R.; PUENTE, P. DE LA; TORRES, E.; TAPIA, R. Seguridad residencial y comunidad. Universidad de Chile/ Facultad de arquitetctura y Urbanismo/INVI/ Facultad de Ciencias Sociales – Departamento de Sociología. Chile, 1999.

WACQUANT, L. As duas faces do gueto. São Paulo: Boitempo, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2009v11n1p9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                            


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia