Cultura náutica e patrimônio material: um olhar sobre a Costa da Lagoa, Ilha de Santa Catarina

Esdras Pio Antunes da Luz, Pedro Martins

Resumo


A Ilha de Santa Catarina, malgrado sua condição e potencial para o emprego do transporte náutico, tem como seu principal, e quase exclusivo, modal de transporte de massas o transporte rodoviário. A única exceção presente na Ilha é a localidade da Costa da Lagoa. Nessa localidade, a população optou conscientemente pela exclusão do transporte rodoviário, elegendo como seu modal exclusivo o transporte náutico. O texto, elaborado a partir de pesquisa empírica de caráter qualitativo, trata de resgatar o histórico da localidade e sua formação cultural e inventariar a diversidade de embarcações utilizadas para o transporte de pessoas, tanto público quanto privado. Aponta o texto para uma reflexão sobre a necessidade de planejamento urbano a partir das características geográficas da Ilha.

 


Palavras-chave


cultura náutica; patrimônio material; identidade; Costa da Lagoa; Ilha de Santa Catarina.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ANTUNES DA LUZ, E. Na Reversa do Vento: a cultura náutica da Costa da Lagoa -

Florianópolis/SC. 2014. 160 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental) – Centro de Ciências Humanas e da Educação, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

BASARAB, N. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: TRIOM, 1999.

CASTELLS, M. O poder da Identidade. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

GOLDEMBERG, M. A arte de pesquisar. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 1999.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

IPHAN – INSTITUTO NACIONAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO. Patrimônio naval brasileiro. Brasília: IPHAN, 2012.

LEROI-GOURHAN, A. Evolução e técnicas: I - O homem e a matéria. Lisboa: Edições 70, 1971.

MALINOWSKI, B. Argonautas do pacífico ocidental. São Paulo: Abril Cultural, 1976.

MENESES, U. T. B. A paisagem como um fato cultural. In: YÁZIGI, E. (Org.). Turismo e paisagem. São Paulo: Contexto, 2002. p. 29-64.

MORIN, E. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand, 2002.

MUSSOLINI, G. Aspectos da cultura e da vida social no litoral brasileiro. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 81-97, 1953.

PACHECO, J. A canoa baleeira dos Açores e da Ilha de Santa Catarina. Florianópolis: Ed. do Autor, 2009.

SAUER, C. O. The morfology of landscape. Publications in Geography, California, v. 2, n. 2. p. 19-54, 1925.

SIMMEL, G. A filosofia da paisagem. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 2009.

TEMPASS, M. C. Sobre a questão do patrimônio cultural: repensando princípios e fins. Cadernos de pesquisa do CDHIS, Uberlândia, n. 35, p. 133-144, 2006.

VÁRZEA, V. Santa Catarina: a Ilha. Florianópolis: Lunardelli, 1985.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2014v16n2p205

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                            


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia