A luta pelo espaço no contexto do projeto Porto Maravilha: novos sujeitos e contradições | The struggle for space in the context of Porto Maravilha: new subjetcs and contradictions

Letícia de Carvalho Giannella

Resumo


Ao mesmo tempo em que os promotores do Projeto Porto Maravilha se empenham em divulgar imagens de uma cidade devidamente asséptica e isenta de conflitos, observa-se que estes têm se intensificado na cidade do Rio de Janeiro nos últimos anos. O artigo procura desvendar tais conflitos a partir do campo das resistências e das diversas formas de luta que têm sido construídas e mobilizadas atualmente, em especial no escopo do Fórum Comunitário do Porto, coletivo, formado em 2011, que atuou na denúncia de violações de direitos das populações afetadas pelo projeto e na articulação interinstitucional para a defesa de seus direitos. Buscamos submeter à análise os novos processos de mobilização, a construção de contrapoderes e as fissuras que se dão no cerne da produção do espaço, identificando também as contradições internas à luta e apontando para a necessidade de abordagens teóricas que ajudem a compreender o mundo contemporâneo.

 


Palavras-chave


Porto Maravilha; Fórum Comunitário do Porto; conflitos urbanos; luta pelo espaço; movimentos sociais.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


COMITÊ POPULAR DA COPA E OLIMPÍADAS. Dossiê Megaeventos e violações dos direitos humanos no Rio de Janeiro, 2014. Rio de Janeiro: Comitê Popular da Copa e Olimpíadas, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2015.

DE CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2012 [1990].

DUARTE, R. G. O processo de reabilitação e renovação urbana na cidade do Rio de Janeiro e suas perspectivas. Scripta Nova, Barcelona, v. IX, n. 194, n.p., 2005.

FAULHABER, L.; AZEVEDO, L. SMH 2016: remoções no Rio de Janeiro olímpico. Rio de Janeiro: Mórula, 2015.

FOUCAULT, M. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008 [1977-1978].

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 2010 [1975].

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2011 [1979].

GIANNELLA, L. Revirando o Porto Maravilha: luta pelo espaço e contradições urbanas na zona portuária do Rio de Janeiro. 2015. 309 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.

HARVEY, D. A justiça social e a cidade. São Paulo: Hucitec, 1980 [1973].

HOLLOWAY, J. Fissurar o capitalismo. São Paulo: Publisher Brasil, 2013.

LEFEBVRE, H. A re-produção das relações de produção. Porto: Escorpião, 1973.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008 [1970].

LEFEBVRE, H. La producción del espacio. Madrid: Capitain Swing, 2013 [1974].

ROLNIK, R. Apresentação – As vozes das ruas: as revoltas de junho e suas interpretações. In: MARICATO, E et al. Cidades rebeldes: passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo; Carta Maior, 2013. p. 7-12.

VAINER, C. Pátria, empresa e mercadoria: notas sobre a estratégia discursiva do Planejamento Estratégico Urbano. In: ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2009 [2000]. p. 75-104.

ZIBECHI, R. Dispersar el poder: los movimientos como poderes antiestatales. Buenos Aires: Tinta Limón, 2006.

ZIBECHI, R. Autonomías y emancipaciones: América Latina en movimento. Lima: Fondo Editorial de la Facultad de Ciencias Sociales (UNMSM), 2007.

ZIBECHI, R. Espacios, territorios y regiones: la creatividad social de los nuevos movimientos sociales en América Latina. Cuchará y paso atrá, n. 18, p. 95-119, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2015v17n3p150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia