Resistir, festejar: Tico Tico Serra Copo, ação direta e apropriação do espaço no carnaval contemporâneo de Belo Horizonte | Resist, celebrate: Tico Tico Serra Copo, the direct action and appropriation of space in the contemporary carnival of Belo Horizonte

Carlos Eduardo Frankiw de Andrade

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar aspectos da retomada do carnaval de rua de Belo Horizonte nos anos recentes, a partir da interpretação dos sentidos políticos imersos na atuação de um de seus blocos carnavalescos contemporâneos. Para tanto, parte-se de uma leitura que busca enquadrar suas intervenções festivas sobre o espaço urbano e sua relação com os poderes públicos a partir do conceito político de Ação Direta. Os sentidos políticos desdobrados do cruzamento desse conceito com a atuação desse sujeito permitem traduzir sua manifestação cultural como perpassada por uma perspectiva singular de apropriação dos espaços da cidade para resistência e transformação.


Palavras-chave


carnaval; ação direta; apropriação de espaços urbanos; resistência urbana; direito à cidade.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ALBUQUERQUE, C. A. “Ei, polícia, a praia é uma delícia”: rastros de sentidos nas conexões da Praia da Estação. 2013. 167 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

ANDRÉS, R. O progresso avança pelo asfalto. Revista Piauí, São Paulo, dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

ANDRÉS, R. O prefeito e os liberticidas. Facebook, Belo Horizonte, 25 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

ARREGUY, C. A. C.; RIBEIRO, R. R. Histórias de bairros de Belo Horizonte: Regional Leste. Belo Horizonte: APCBH; ACAP-BH, 2008.

CARNAVAL DE RUA BH. Facebook, Belo Horizonte, 24 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

CASTELLS, M. Redes de indignação e de esperança: movimentos sociais na era da Internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CRUZ, L. PBH vai cadastrar ambulantes para carnaval 2015. Estado de Minas, Belo Horizonte, 15 jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

CRUZ, M. M.; COUTINHO, J. F. Temporada de ensaios abertos para o Carnaval é intensificada em BH. Estado de Minas, Belo Horizonte, 11 jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

DA MATTA, R. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

DIAS, P. L. C. Sob a “lente do espaço vivido”: a apropriação das ruas pelos blocos de carnaval na Belo Horizonte contemporânea. 2015. 201 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

FRANÇA, B. Tico-tico Serra Copo faz desfile no São Geraldo em comunhão com moradores. O Tempo, Belo Horizonte, 15 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

GRAEBER, D. Direct Action: an etnography. London: AK Press, 2009.

GUIMARÃES, A. Anarquismo e Ação Direta. 2009. 142 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

HEMERSON, L.; LOPES, V. PM teme que blocos ‘escondidos’ coloquem segurança do carnaval de BH em risco. Estado de Minas, Belo Horizonte, 4 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

HOBSBAWM, E. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

JACQUES, P. B. Apologia da deriva: escritos situacionistas sobre a cidade. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

KATSIAFICAS, G. The subversion of politics: european autonomous social movement and the decolonization of everyday life. Oakland: AK Press, 2006.

KROPOTKIN, P. Palavras de um revoltado. São Paulo: Imaginário, 2005.

LEFEBVRE, H. A Revolução Urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

LEITE, F. “Se não posso dançar, esta não é a minha revolução”. Palavras sobre coisas, s. l., 19 fev. 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

LIBERATO, L. V. Expressões contemporâneas da rebeldia: poder e fazer da juventude autonomista. 2006. 269 f. Tese (Doutorado em Sociologia Política) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

LOPES, V. Carnaval de BH cresce e rouba foliões de cidades do interior com tradição carnavalesca. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 MAR. 2017.

LUDD, N. (Org.). Urgência das ruas: Black Block, Reclaim The Streets e os Dias de Ação Global. Porto Alegre: Conrad, 2002.

OLIVEIRA, I. Uma “praia” nas alterosas, uma “antena parabólica” ativista: configurações contemporâneas da contestação social de jovens em Belo Horizonte. 2012. 244 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

PEREIRA FILHO, H. F. Glórias, conquistas perdas e disputas: as muitas máscaras dos carnavais de rua em Belo Horizonte (1899 - 1936). 2006. 225 f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE. História São Geraldo. Belo Horizonte: Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, s. d. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

RIGUEIRA, M. Belo Horizonte estreia pacotes turísticos para o Carnaval 2015. Estado de Minas, Belo Horizonte, 8 jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

SARAIVA, Adriana Coelho. Movimentos em movimento: uma visão comparativa de dois movimentos sociais juvenis no Brasil e Estados Unidos. 2010. 258 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília, Brasília, 2010. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

TICO TICO SERRA COPO. Facebook, Belo Horizonte, 1 mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

TICO TICO SERRA COPO. Facebook, Belo Horizonte, 12 fev. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2017v19n3p459

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia