Processos de configuração identitária com o lugar: a experiência de residentes dos municípios de Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, Pernambuco, Brasil | The processes of constructing a place-based identity: the experience of residents in the municipalities of Cabo de Santo Agostinho and Ipojuca, Pernambuco, Brazil

Helenilda Wanderlei de Vasconcelos Cavalcanti, Breno Bittencourt Santos

Resumo


Identidade e lugar são conceitos subjetivos relacionados com os sentimentos intrínsecos a cada indivíduo, cujos significados se vinculam às múltiplas interações entre pessoas e espaços. Partindo do questionamento a respeito de quais fatores e de sua influência no processo de configuração identitária dos indivíduos com os lugares em que vivem, buscamos analisar o processo de construção identitária com o lugar de residentes dos municípios de Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, Pernambuco. Para isso, utilizamos métodos de natureza quantitativa, especialmente algumas análises descritivas e a construção de um índice estatístico para investigar processos de configuração identitária associados ao sentimento de pertencimento aos municípios de residência. Como resultados, verificamos que fatores como grupo etário, condição de migração e tempo de residência no município apresentam influência no sentimento de pertencimento dos indivíduos aos lugares em que vivem.


Palavras-chave


identidade; lugar; pertencimento; dinâmicas socioespaciais; migração.

Referências


BECKER, O. M. S. Mobilidade espacial da população: conceitos, tipologia, contextos. In: CASTRO, I.; GOMES, P. C.; CORRÊA, R. L. (Org.). Explorações geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. p. 319-367.

CASTELLS, M. O poder da identidade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1999.

CAVALCANTI, H. W. V. Imaginário social e práticas de saída da pobreza: o povoado de São Severino “dos macacos”. 1999. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

CAVALCANTI, H. W. V.; SOUZA, M. A. A.; OLIVEIRA, R. V. (Coord.). Impactos do Complexo Industrial Portuário de Suape (CIPS): migração, trabalho, condições de moradia, identidade e novas territorialidades. Relatório de Pesquisa. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Observatório Pernambuco de Políticas Públicas e Práticas Socioambientais/Universidade Federal de Pernambuco, Laboratório de Estudos e Pesquisa sobre Trabalho e Políticas Públicas/Universidade Federal da Paraíba, 2015.

CIAMPA, A. Identidade. In: LANE, S. T. M.; CODO, W. (Coord.). Psicologia social: o homem em movimento. São Paulo: Brasiliense, 1984.

CUBA, L.; HUMMON, D. M. A place to call home: identification with dwelling, community, and region, The Sociological Quarterly, v. 34, n. 1, p. 111-131, 1993. https://doi. org/10.1111/j.1533-8525.1993.tb00133.x

CUNHA, M. J. et al. Migração e identidade: olhares sobre o tema. São Paulo, Centauro, 2007.

DANTAS, S. et. al. Identidade, Migração e suas Dimensões Psicossociais. Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, v. 18, n. 34, p. 45-60, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2017.

DESCHAMPS, J.; MOLINER, P. A identidade em psicologia social: dos processos identitários às representações sociais. Petrópolis: Vozes, 2004.

DUARTE, A.; LIMA, M. L. Análise dos conteúdos da identidade associada ao lugar. PSICOLOGIA: Revista da Associação Portuguesa de Psicologia, v. 18, n. 2, 2005.

FRIED, M. Residential Attachment: Sources o Residential and Community Satisfaction. Journal of Social Issues, v. 38, n. 3, p. 107-119, 1982. https://doi. org/10.1111/j.1540-4560.1982.tb01773.x

FRIED, M. Continuities and Discontinuities of Place. Journal of Environmental Psychology, v. 20, n. 3, p. 193-205, 2000. https://doi.org/10.1006/jevp.1999.0154

GADAMER, H. Verdade e método II: complementos e índice. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Ed. USF, 2011.

GARCÍA, I.; GIULIANI, F.; WIESENFELD, E. El lugar de la teoría en Psicología Social Comunitaria: comunidade y sentimento de comunidade. In: MONTERO, M. (Org.). Psicología Social Comunitaria: Teoria, Metodo y Experiencia. México: Universidad de Guadalajara, 2002. p. 75-101.

GIDDENS, A. As novas regras do método sociológico. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

HABERMAS, J. A lógica das ciências sociais. Petrópolis: Vozes, 2008.

GUSTAFSON, P. Meaning of Place: Everyday Experience and Theoretical Conceptualizations. Journal of Environmental Psychology, v. 21, n. 1, p. 5-16, 2001. https://doi. org/10.1006/jevp.2000.0185

HAESBAERT, R. Identidades Territoriais. In: ROSENDHAL, Z.; CORRÊA, R. L. (Org.). Manifestações da Cultura no Espaço. Rio de Janeiro: EDUERJ, 1999. p. 169-190.

HAESBAERT, R. O Mito da Desterritorialização. Do “Fim dos Territórios à Multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

HIDALGO, M.; HERNANDÉZ, B. Place attachment: Conceptual and empirical questions. Journal of Environmental Psychology, v. 21, n. 3, p. 273-281, 2001. https://doi. org/10.1006/jevp.2001.0221

HOLZER, W. O lugar na geografia humanista. Revista Território, v. IV, n. 7, p. 67-78, jul./ dez. 1999.

KORPELA, K. Place-Identity as a Product of Environmental Self-Regulation. Journal of Environmental Psychology, v. 9, n. 3, p. 241-256, 1989. https://doi.org/10.1016/s02724944(89)80038-6

LEVIN, J. Estatística aplicada às ciências humanas. São Paulo: Harbra, 1987.

MARTINS, G. Sobre a confiabilidade e validade. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 8, n. 20, p. 1-12, jan./abr. 2006. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2017.

MARANDOLA JR., E.; DAL GALLO, P. M. Ser Migrante: Implicações Territoriais e Existenciais da Migração. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE MIGRAÇÕES, 6., Belo Horizonte, 2009. Anais... Belo Horizonte: ABEP, 2009. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2017.

MARANDOLLA JR., E.; HOLZER, W.; OLIVEIRA, L. Qual o espaço do lugar? São Paulo: Perspectiva, 2012.

MOREIRA, E.; HESPANHOL, R. O lugar como uma construção social. Revista Formação, v. 2, n. 14, p. 48‐60, 2007. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2017.

SAYAD, A. A imigração ou os paradoxos da Alteridade. São Paulo: Ed. Edusp, 1998.

TODOROV, T. A Conquista da América: a Questão do Outro. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

TODOROV, T. Nós e os Outros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editores, 1993.

TUAN, Y-F. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. Londrina: EDUEL, 2013.

WEIL, S. A condição operária e outros estudos sobre a opressão. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2017v19n3p475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia