Relato de pesquisa: uma leitura diplomática da evolução urbana de Salvador sob a ótica dos Termos de Alinhamentos e Vistorias (1724-1891) | Research report: a diplomatic view of Salvador's urban evolution from the perspective of the Terms of Alignments and Surveys (1724-1891)

Jan Maurício van Holthe

Resumo


Este artigo consiste no relato do projeto de pesquisa desenvolvido com os Termos de Alinhamentos e Vistorias (1724-1891), extensa coleção de fontes primárias pertencentes ao Arquivo Histórico Municipal de Salvador (AHMS), visando preservar, em caráter definitivo, os registros documentais do antigo Senado da Câmara do município. Em função do precário estado de conservação do referido material, o trabalho, dispondo de recursos técnicos bastante simples – mas eficientes –, foi subdivido em três etapas: análise in loco dos documentos, captura de imagens digitais e posterior transcrição paleográfica diplomática. Ao final, com a doação ao AHMS de uma versão impressa de todos os documentos transcritos, junto com uma coleção de mídias contendo as fotografias coletadas durante o processo de manuseio dos volumes encadernados, esperamos poder contribuir para um maior conhecimento da evolução urbana de nosso município, bem como de aspectos distintos e variados de sua sociedade nos séculos XVIII e XIX.

Palavras-chave


Salvador, história, urbanismo, paleografia, diplomática.

Referências


ANDRADE, E. A.; DELGADO, M. S. L. Estudo paleográfico de um manuscrito do século XVIII – Edições fac-similar e semidiplomática. In: CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA, 15., 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Instituto de Letras da UERJ, 2011. p. 1743-1758. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

ARAÚJO, E. Publicação de documentos históricos. Rio de Janeiro: Ministério da Justiça; Arquivo Nacional, 1985.

ARQUIVO HISTÓRICO MUNICIPAL DE SALVADOR (AHMS). Termos de Alinhamentos e Vistorias: 1775-1800. Estante 09. Número de Ordem 174.3. 245 f. ms.

______. Termos de Alinhamentos e Vistorias: 1800-1812. Estante 09. Número de Ordem 174.4. 281 f. ms.

______. Termos de Alinhamentos e Vistorias: 1817-1827. Estante 09. Número de Ordem 174.6. 301 f. ms.

______. Termos de Alinhamentos e Vistorias: 1827-1829. Estante 09. Número de Ordem 174.7. 200 f. ms.

______. Termos de Alinhamentos e Vistorias: 1837-1841. Estante 09. Número de Ordem 174.8. 163 f. ms.

ARQUIVO NACIONAL. Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

BERWANGER, A. R.; LEAL, J. E. F. Noções de paleografia e de diplomática. 4. ed. Santa Maria: Ed. UFSM, 2012.

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR. Actas da Câmara: 1765-1775. Salvador: Câmara Municipal, Fundação Gregório de Matos, 2010.

CASSARES, N. C. Como Fazer Conservação Preventiva em Arquivos e Bibliotecas. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial, 2000.

FARIAS, J. B. Memórias em apuros. Revista de História da Biblioteca Nacional, n. 78, p. 68-71, mar. 2012.

FLEXOR, M. H. O. Proposta de edição das Atas da Câmara de Salvador. In: CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA, 4., 2000, Rio de janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos, 2000. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

______. Abreviaturas: manuscritos dos séculos XVI ao XIX. 3. ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2008.

FUNDAÇÃO GREGÓRIO DE MATOS. Arquivo Histórico Municipal de Salvador. Fundação Gregório de Matos, Salvador, 10 abr. 2014. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

MATOS, P. Resultados da Avaliação da Capes revelam que pós-graduação teve crescimento de 23% no triênio. Portal da CAPES, Brasília, 10 dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

OLIVEIRA, M. M. As fortificações portuguesas de Salvador quando Cabeça do Brasil. Salvador: Omar G., 2004.

RUY, A. História da Câmara Municipal da Cidade do Salvador. Salvador: Câmara Municipal de Salvador, 1953.

SILVA, A. M. Diccionario da lingua portuguesa recompilado dos vocabularios impressos ate agora, e nesta segunda edição novamente emendado e muito acrescentado, por Antonio de Moraes Silva. Lisboa: Typographia Lacerdina, 1789. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

SILVA, M. C. B. C. Constituição e importância das Atas do Senado da Câmara. In: CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA, 4., 2000, Rio de janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos, 2000. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2017.

SOUSA, A. P. Poder local e cotidiano: a Câmara de Salvador no século XVIII. 1996. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1996.

VILHENA, L. S. A Bahia no século XVIII. Bahia: Ed. Itapuã, 1969. v. 1-3.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2018v20n1p69

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia