Reestruturação produtiva e consolidação de novos eixos de desenvolvimento territorial: O caso do Vetor de Desenvolvimento Perimetral da Macrometrópole Paulista | The productive restructuring and consolidation of the new vectors of territorial development: the case of the Perimetrical Development Vector of the São Paulo Macrometropolis

Anderson Dias de Almeida Proença, Wilson Ribeiros dos Santos Jr.

Resumo


Analisa-se, neste artigo, a concepção do Vetor de Desenvolvimento Perimetral da Macrometrópole Paulista como um eixo linear de planejamento territorial privilegiado na reorganização espacial da estrutura produtiva paulista. Os dados apresentados demonstram que há, por parte dos órgãos estaduais de planejamento do Estado, um grande volume de investimentos em infraestruturas de transporte inter-regional, cujo objetivo é dotar esse eixo territorial entre Sorocaba, Campinas, São José dos Campos e o porto de São Sebastião de ótimas condições para atrair a localização dos setores mais modernos da indústria contemporânea e, por conseguinte, consolidá-lo como o principal corredor de produção e escoamento de mercadorias relacionadas aos novos padrões industriais/logísticos. 


Palavras-chave


Corredor produtivo; Eixos regionais; Macrometrópole Paulista; Reestruturação produtiva; Vetor de Desenvolvimento Perimetral.

Referências


BENKO, G. Economia, espaço e globalização na aurora do século XXI. São Paulo: HUCITEC, 1999.

CORDOVIL, F. C. D. S.; CESTARO, L. R. DAS UTOPIAS COMUNITÁRIAS À MODERNIZAÇÃO DOESTADO: O PLANEJAMENTO REGIONAL EM SÃO PAULO ENO PARANÁ, BRASIL, A PARTIR DA ATUAÇÃO DA SAGMACS (1950-1960). XIV Coloquio Internacional de Geocrítica, Barcelona, p. 1-26, 2016.

CORRÊA, R. L. Região e organização espacial. São Paulo: Editora Ática, 2000.

EMPLASA. Dinâmica da Macrometrópole - análise introdutória. Emplasa/Secretaria do Estado de Planejamento e Gestão/São Paulo [estado]. São Paulo. 1993.

EMPLASA. Emplasa 40 anos de planejamento metropolitano. Emplasa/Secretaria Estadual da Casa Civil/São Paulo [estado]. São Paulo. 2014.

EMPLASA. Plano de Ação da Macrometrópole Paulista 2013 : 2040 - O futuro das metrópoles paulistas. Emplasa/Secretaria Estadual da Casa Civil/São Paulo [estado]. São Paulo. 2015a.

EMPLASA. Plano de Ação da Macrometrópole Paulista 2013 : 2040 - Uma visão da Macrometrópole. Emplasa/Secretaria da Casa Civil/São Paulo [estado]. São Paulo. 2015b.

HAESBAERT, R. Região, regionalização e regionalidade: questões contemporâneas. Antares - Letras e Humanidades, jan./jun. 2010. 2-24.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

LEITE, A. Polo Campinas-Sorocaba já é 2º maior PIB: Eixo conhecido por "corredor asiático" supera estados como Minas e Rio. Estado de São Paulo, São Paulo, 20 abr. 2013.

LENCIONI, S. O processo de metropolização do espaço: uma nova maneira de falar da relação entre metropolização e regionalização. In: SCHIFFER, S. (. ). Globalização e Estrutura Urbana. São Paulo: Fapesp/Hucitec, 2004.

NEGREIROS, R. Políticas de Crescimento da Macro Região e a Integração dos Modos de Transporte. Emplasa. São Paulo. 2010.

PROENÇA, A. Vetores urbano-regionais no Estado de São Paulo: O caso do Corredor Urbano Campinas-Sorocaba: Tese (Doutorado em Urbanismo). Campinas: Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 2019.

SANTOS, M. A urbanização brasileira. São Paulo: Hucitec, 1994.

SÃO PAULO (ESTADO). Abertura de túnel em serra marca nova etapa da duplicação da Tamoios, 2017. Disponivel em: . Acesso em: 16 fev. 2018.

SÃO PAULO [ESTADO]. Complexo Metropolitano Expandido de São Paulo - apresentação geral. Governo do Estado de São Paulo/Secretaria dos Transportes Metropolitanos/Emplasa - Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo SA. São Paulo. 2001.

SERRA, G. Urbanização e centralismo autoritário. São Paulo: EDUSP/Nobel, 1991.

SILVA NETO, M. L. D. Regionalização histórico-administrativa versus. X Encontro Nacional da Anpur, Belo Horizonte, 2003. 1-17.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2019v21n2p312

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia