A produção associada autogestionária na construção civil como estratégia para a integração do sistema da economia social na autogestão territorial

Cristiano Gurgel Bickel

Resumo


Neste trabalho problematiza-se o segmento autogestionário da construção civil como um lugar teórico-prático de transformação socioeconômica para a superação da produção capitalista do espaço. Para tanto, formulam-se críticas à cultura produtiva, em suas formas heterogestionária e autogestionária, estabelecendo-se proposições teórico-práticas para um amplo funcionamento da economia social no setor da construção civil. Essas proposições estão sintetizadas nos conceitos de canteiro-escola para autogestão e redes de construção autogestionária, enfocando-se respectivamente a reprodução sociopolítica do trabalho associado na construção civil e a reprodução socioeconômica da produção associada em autogestão no território. Dessa forma, por meio da atuação integrada de cooperativas de trabalho, produção e consumo nos segmentos imobiliário, infraestrutura e serviços de construção civil, concebe-se um sistema socioprodutivo em economia social como estratégia para a autogestão territorial.


Palavras-chave


autogestão; construção civil; cultura produtiva; economia social; produção do espaço.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


CARLOS, Ana Fani Alessandri. Da “organização” à “produção” do espaço no movimento do pensamento geográfico. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; SOUZA, Marcelo Lopes de; SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão (Org.). A Produção do Espaço Urbano: agentes e processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2011.

CORAGGIO, José Luis. Da economia dos setores populares à economia do trabalho. In: KRAYCHETE, Gabriel; LARA, Francisco; COSTA, Beatriz (Org.). Economia dos setores populares: entre a realidade e a utopia. Petrópolis: Vozes, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

HARVEY, David. The right to the city. New Left Review, n. 53, set./out. 2008. Disponível em: http://newleftreview.org/II/53/david-harvey-the-right-to-the-city . Acesso em: 11 dez. 2012.

KAPP, Silke. Direito ao espaço cotidiano: moradia e autonomia no plano de uma metrópole. Cadernos Metrópole/Observatório das Metrópoles, v. 14. n. 28, jul./dez. 2012a. Disponível em: http://web.observatoriodasmetropoles.net/index.php?option=com_ k2&view=item&id=4 44:dieito-ao-espa%C3%A7o-cotidiano-moradia-e-autonomia-nametr%C3%B3pole&Itemid= 165 〈=pt . Acesso em: 11 dez. 2012.

LEFEBVRE, Henri. A Cidade do Capital. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

LEFEBVRE, Henri. A reprodução das relações de produção. Porto: Escorpião, 1973.

LEFEBVRE, Henri. Espaço e Política. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à cidade. 4. ed. São Paulo, Centauro, 2006.

MANCE, Euclides André. A Revolução das redes: a colaboração solidária como uma alternativa pós-capitalista à globalização atual. Petrópolis: Vozes, 1999.

MANCE, Euclides André. Redes de colaboração solidária. Aspectos econômico-filosóficos: complexidade e libertação. Petrópolis: Vozes, 2002.

MOTHÉ, Daniel. Autogestión. In: CATTANI, Antonio David; CORAGGIO, José Luis; LAVILLE, Jean-Louis (Org.). Diccionario de la otra economía. Buenos Aires: Altamira, 2009.

SINGER, Paul. Introdução à economia solidária. São Paulo: Perseu Abramo, 2002.

TIRIBA, Lia. Economia popular e cultura do trabalho: pedagogia(s) da produção associada. Ijuí: Unijuí, 2001.

TIRIBA, Lia. Educação Popular e Pedagogia(s) da Produção Associada. Cadernos CEDES, Campinas, v. 27, n. 71,

jan./abr. 2007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-32622007000100006




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2013v15n2p25

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia