Espaços públicos e infâncias urbanas: a construção de uma cidadania contemporânea | Public spaces and urban childhoods: the construction of a contemporary citizenship

Marina Simone Dias, Bruna Ramos Ferreira

Resumo


Este artigo discute o lugar da criança nos espaços urbanos e sua relação com a sociedade contemporânea, tendo como fundamento a ideia de que a cidadania é estruturada a partir da experiência, da apropriação e da identificação dos sujeitos com a cidade. Busca-se dar voz a atores sociais excluídos dos processos de mobilização social. Pela análise da dinâmica socioespacial brasileira, observa-se que as cidades são planificadas sem considerar os desejos e as necessidades das crianças, normalmente confinadas em espaços privados e especializados, o que reforça sua marginalização e segregação social. Fundamentado na participação das crianças em uma coletividade, o artigo evidencia que a apropriação dos espaços urbanos pela infância pode contribuir tanto para a reelaboração da noção de cidade como espaço comum, igualitário e compartilhado, quanto para a construção e a vivência da cidadania na infância.


Palavras-chave


infância; cidade; espaços urbanos; espaços públicos; cidadania.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


AITKEN, S. Do Apagamento à Revolução: o direito da criança à cidadania/direito à cidade. Revista Educação e Sociedade, Campinas. v. 35, n. 128. p. 629-982, jul./set. 2014.

ALDEROQUI, S. S. La ciudad: un territorio que educa. Caderno CRH, Salvador, v. 16, n. 38, p. 153-176, jan./jun. 2003.

ALMEIDA, E. Arte lúdica. São Paulo: Edusp, 1997.

ARENDT, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

ARIÈS, P. História Social da Infância e da Família. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

BAUDRILLARD, J. À sombra das maiorias silenciosas. O fim do social e o surgimento das massas. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BORJA, J. Els reptes del territori i els drets de la ciutadania. Barcelona: Ajuntament de Barcelona, 1999.

CARDOSO, B. B. Infâncias urbanas multidiscursivas. SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA CULTURAL. 5., 2010,

Brasília. Anais do V Simpósio Nacional de História Cultural: Paisagens subjetivas e paisagens sociais. Brasília: UnB, 2010.

CARLOS, A. F. A. O lugar no/do mundo. São Paulo: FFLCH, 2007.

CASTELLS, M. Espacios públicos en la sociedad informacional, In: SUBIRÓS, P. (Ed.) Ciutat real, ciutat ideal, urbanitats. Barcelona: Centro de Cultura Contemporánea de Barcelona, 1998.

DEBORTOLI, J. A. O.; MARTINS, M. F. A.; MARTINS, S. (Org.). Infâncias na Metrópole. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

DE CERTEAU, M. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 2003.

DELGADO, M. Prólogo. In: CABANELLAS, I.; ESLAVA, C. (Coord.). Territorios de la infancia. Diálogos entre arquitectura y pedagogía. Barcelona: Editorial Graó, 2014. p. 11-17.

FORTUNA, C. (Org.). Cidade, Cultura e Globalização. Oeiras: Celta Edições, 2001.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1993.

GEHL, J. Cidades para pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013.

HABERMAS, J. Mudança estrutural da esfera pública. Investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

INDOVINA, F. Un escrit: Ciutat/nens, una simbiosi la ciutat a la fi del mil.leni. In: JORNADES BARCELONA A L’ESCOLA, 4., 1995, Barcelona. Jornades Barcelona a l’escola. Barcelona, 1995.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico Nacional. Rio de Janeiro: Ed. IBGE, 2010.

JACOBS, J. Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2011.

LEFEBVRE, H. La producción del espacio. Madrid: Capitán Swiny, 2013.

LIMA, M. S. A Cidade e a Criança. São Paulo: Nobel, 1989.

LOUREIRO, A. S. S. A cidade também é nossa: jardim-de-infância, espaço urbano e educação para a cidadania. 2010. Dissertação (Mestrado em Sociologia da Infância) - Universidade do Minho, Braga, 2010.

MALHO, M. J. A criança e a cidade: independência de mobilidade e representações sobre o espaço urbano. In: CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA. 5., 2004, Lisboa. Actas dos ateliers do V Congresso Português de Sociologia. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia, 2004. p.49-56.

MENDONÇA, E. M. S. Apropriações do espaço público: alguns conceitos. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, p.296-306, ago. 2007.

NIEMEYER, C. A. C. Parques Infantis de São Paulo. Lazer Como Expressão de Cidadania. São Paulo: Annablume; Edusp, 2002.

OLIVEIRA, C. O Ambiente Urbano e a Formação da Criança. São Paulo: Aleph, 2004.

POSTMAN, N. O desaparecimento da Infância. Rio de Janeiro: Graphia Editorial, 1999.

SALDANHA, N. O jardim e a praça. O privado e o público na vida social e histórica. São Paulo: Edusp, 1993.

SANTOS, M. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 1996.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1997.

SARMENTO, M. J. As culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade. In: SA.RMENTO, M. J; CERISARA A. B. (Org.). Crianças e miúdos: Perspectivas sociais pedagógicas da infância e da educação. Porto: ASA, 2004. p. 9-34.

SARMENTO, M. J. (Org.). 3C – Crianças, Cidades, Cidadania. Braga: Universidade do Minho; IEC, 2008.

SARMENTO, M. J. Notas sobre a infância e a cidade. Braga: Universidade do Minho; IEC, 2009.

SARMENTO, M. J.; FERNANDES, N.; TOMÁS, C. Políticas públicas e participação infantil. Revista Educação, Sociedade & Culturas, Porto, n. 25, p. 183-206, 2007.

SOBARZO, O. A produção do espaço público: da dominação à apropriação. Revista GEOUSP, São Paulo, n. 19, p.93-111, maio 2006.

TAVARES, M. T. G. Infância(s) em periferias urbanas: o direito à cidade e a formação das professoras da infância numa escolar de educação infantil. Revista Aleph, Niterói, v. 11, n. 22, p.33-49, dez. 2014.

TONUCCI, F. La città dei bambini. Un modo nuovo di pensare la città. Bari: Editori Laterza, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2015v17n3p118

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia