Produção da paisagem e grandes projetos de intervenção urbana: o caso do Porto Maravilha no Rio de Janeiro Olímpico

  • Leonardo Marques de Mesentier Universidade Federal do Rio de Janeiro, Departamento de Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ
  • Clarissa da Costa Moreira Universidade Federal do Rio de Janeiro, Departamento de Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: paisagem, identidade social, reestruturação urbana, utopia.

Resumo

Qual será o lugar da paisagem nos grandes projetos de reestruturação urbana contemporâneos? Como intervenções na paisagem podem contribuir para processos de valorização imobiliária e gentrificação urbana? Para analisar estas questões, este trabalho busca realizar uma leitura da transformação e produção da paisagem urbana, decorrentes de uma grande intervenção no Porto da Cidade do Rio de Janeiro, num contexto onde a cidade passa a abrigar megaeventos de alcance mundial. De que modo a paisagem do Porto do Rio de Janeiro está se constituindo? Quais camadas morfológicas ela remove, quais mantém e que novas camadas introduz? O que inspira, o que reproduz e quais seus impactos sobre a "imagem” e o imaginário sobre a área do porto? Essas são as questões que se pretende trabalhar ao longo deste artigo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Marques de Mesentier, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Departamento de Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ
Arquiteto e urbanista, mestre e doutor em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); arquiteto do Centro Lucio Costa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) / Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO); professor adjunto do Departamento de Urbanismo da Universidade Federal Fluminense (UFF), Brasil
Clarissa da Costa Moreira, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Departamento de Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ
Arquiteta e urbanista, Mestre em Urbanismo (PROURB/UFRJ) Doutora em Filosofia da Arte e da Arquitetura (Universidade Paris 1- Sorbonne). Professora Adjunta do Departamento de Urbanismo da EAU/UFF.

Referências

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 10. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

CHOAY, F. O urbanismo: utopias e realidades – uma antologia. São Paulo: Perspectiva, 1979.

COSGROVE, D. A geografia está em toda parte: cultura e simbolismo nas paisagens humanas. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Paisagem, tempo e cultura. 2. ed. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004. p. 92-123.

COSTA, B. P. As relações entre os conceitos de território, identidade e cultura no espaço urbano: por uma abordagem microgeográfica. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Paisagem, tempo e cultura. 2. ed. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004.

CULLEN, G. A paisagem urbana. Lisboa, Portugal: Edições 70, 1996.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

HARVEY, D. Espaços da esperança. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HARVEY, D . A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

HAESBAERT, R. Identidades territoriais. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Manifestações da cultura no espaço. 2. ed. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999. P. 169-190.

HOLZER, W. Paisagem, imaginário, identidade: alternativas para o estudo. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Org.). Manifestações da cultura no espaço. 2. ed. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999. P. 149-168.

KARA-JOSÉ, B. Políticas culturais e negócios urbanos: a instrumentalização da cultura na revalorização do centro de São Paulo. São Paulo: Annablume; FAPESP, 2007.

LARAIA, R. B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1986.

MANNHEIM, K. Sociologia da cultura. São Paulo: Perspectiva; Ed. USP. 1974

MANNHEIM, K. Ideologia e Utopia. Rio de Janeiro: Zahar Editores. 1976

RIBEIRO, R. W. Paisagem Cultural e Patrimônio. Rio de Janeiro: IPHAN/COPEDOC. 2007

SÁNCHEZ, F. A reinvenção das cidades na virada do século: agentes, estratégias e escalas de ação política. Revista Sociologia e Política, Curitiba, n. 16, p. 31-49, jun. 2001.

SÁNCHEZ, F. A reinvenção das cidades para um mercado mundial. Chapecó: Argos, 2003.

SMITH, N. Gentrificação, a fronteira e a reestruturação do espaço urbano. GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, n. 21, p. 15-31, 2007.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, T. T. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2012, p. 7-72.

Publicado
2014-05-31
Seção
Artigos | Articles: Cidade, Espetacularização e os Grandes Projetos