Para além da faixa de domínio: políticas empresariais de controle territorial na extensão da Malha Regional Sudeste

Autores

  • Jéssica de Fátima Rossone Alves Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, Rio de Janeiro, RJ, Brasil https://orcid.org/0000-0002-9921-3158

DOI:

https://doi.org/10.22296/2317-1529.rbeur.202404

Palavras-chave:

Neoliberalização, Infraestrutura, Ferrovias brasileiras, Malha Regional Sudeste, Políticas empresariais

Resumo

Este artigo aborda o capitalismo exportador de commodities na América Latina no século XXI, tendo como cerne as relações de poder entre empresas e agentes públicos na gestão da infraestrutura ferroviária brasileira, abordando o caso da Malha Regional Sudeste (MRS), sob gestão da concessionária MRS Logística S/A. Fundamenta-se na literatura marxista sobre a produção capitalista do espaço e as infraestruturas. Examina publicações oficiais dos órgãos governamentais competentes e da empresa, trazendo uma perspectiva enraizada em um ambiente diretamente impactado pela atuação empresarial. Expõe circunstâncias sob as quais está a MRS e discute artifícios e práticas da empresa para a legitimação do seu poder sobre os territórios onde atua, utilizando-se de tecnologias políticas, jurídicas, econômicas e socioculturais próprias da governamentalidade neoliberal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica de Fátima Rossone Alves, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Arquiteta e Urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e Mestra em Ambiente Construído pelo Programa de Pós-Graduação em Ambiente Construído (PROAC) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Doutoranda em Planejamento Urbano e Regional pelo Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGPUR/UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Referências

ANPTrilhos. Balanços do Setor Metroviário. Disponível em: https://anptrilhos.org.br/categoria/balancos/. Acesso em 10 maio 2023.

ANTF. Informações Gerais. O setor ferroviário de carga brasileiro. 2023. Disponível em: https://www.antf.org.br/informacoes-gerais/. Acesso em 27 set. 2023.

ANTT. Acompanhamento dos Investimentos Obrigatórios. MRS Logística - MRS. Disponível em: https://www.gov.br/antt/pt-br/assuntos/ferrovias/fiscalizacao-e-infraestrutura/acompanhamento-dos-investimentos-obrigatorios. Acesso em 20 ago. 2023.

ANTT. Ferrovias. Disponível em: https://www.gov.br/antt/pt-br/assuntos/ferrovias. Acesso em 10 maio 2023.

ANTT. Mapa Concessões Ferroviárias. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/antt/pt-br/assuntos/ferrovias/concessoes-ferroviarias/ferrovia-transnordestina-logistica-s-a/mapa. Acesso em: 27 set. 2023.

ANTT. Proposições para solução de conflitos ferroviários. Brasília, DF: ANTT, 2014. Disponível em: https://bitlybr.com/tzueg.

ANTT. Relatórios Anuais de Atividades (2006 - 2021). Disponível em: https://www.gov.br/antt/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/relatorios-anuais. Acesso em 20 ago. 2023.

ANTT. Relatório Final. Prorrogação antecipada da malha sudeste MRS Logística S.A. 2019. Disponível em: https://www.gov.br/antt/pt-br/assuntos/ferrovias/novos-projetos-ferroviarios/mrs-logistica-prorrogacao-antecipada. Acesso em: 10 maio 2023.

ANTT. Resolução n 5.974 de 21 de março de 2022. Dispõe sobre o Transporte Ferroviário de Passageiros, regulado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres. Diário Oficial da União, 22 de março de 2022, seção 1. Disponível em: https://bitlybr.com/nfkzP.

ACSELRAD, H. Territórios do capitalismo extrativista: a gestão empresarial de “comunidades”. In: ACSELRAD, H. (org.). Políticas territoriais, empresas e comunidades. O neoextrativismo e a gestão empresarial do “social”. Rio de Janeiro: Garamond, 2019. p. 33-60.

ACSELRAD, H. Vulnerabilidade social, conflitos ambientais e regulação urbana. O Social em Questão. Ano XVIII. n. 33, p. 57-68, 2015.

ASSIS, A.C.V. et al. Ferrovias de carga brasileiras: uma análise setorial. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n. 46, 2017. Disponível em: http://web.bndes.gov.br/bib/jspui/handle/1408/14136

BNDES. Resgatando a história. Chamada Pública 2021. Edital. Disponível em: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/desenvolvimento-sustentavel/parcerias/resgatando-a-historia. Acesso em: 27 set. 2023.

BNDES. MRS Logística. Oficina Resgatando a História 15/07/2021. Disponível em: https://youtu.be/aEByC27zSww?si=YrFlQRxq_IVSLmI3. Acesso em 08 maio 2023.

BARAT, J. Transportes e industrialização no Brasil no período 1885-1985: o caso da indústria siderúrgica. Rio de Janeiro: Bibliex, 1991.

BARAT, J. A evolução dos transportes no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, IPEA, 1978.

BARBOSA, G. A ferrovia é uma cachaça. 2019. 149 f. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia. Niterói, Rio de Janeiro, 2019.

BRASIL. Programa de Parceria de Investimentos. Projetos Concluídos. MRS Logística S.A. 2022. Disponível em: https://www.ppi.gov.br/projetos/mrs-logistica-s-a-mrs. Acesso em 10 fev 2023.

BRASIL. MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO EXTERIOR E SERVIÇOS. Comex Stat. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/geral. Acesso em: 10 maio 2023.

CNT. Boletim Unificado CNT. Ago. 2023. Disponível em: https://cnt.org.br/boletins. Acesso em: 20 ago. 2023.

DARDOT, P.; LAVAL, C. A razão do mundo. São Paulo: Boitempo, 2016.

GALERIA VALE ARTE. @galeriavalearte. Disponível em: https://www.instagram.com/galeriavalearte/. Acesso em: 20 ago. 2023.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

INGOLD, T. Trazendo as coisas de volta à vida: emaranhados criativos num mundo de materiais. Horizontes Antropológicos, ano 18, n. 37, p. 25-44, 2012.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Em 2022, mercado de trabalho e Auxílio Brasil permitem recuperação dos rendimentos. Publicado em 11 de maio de 2023. Disponível em: https://bitlybr.com/DtXFR. Acesso em: 20 ago. 2023.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Lista do Patrimônio Cultural Ferroviário. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/127. Acesso em: 08 maio 2023.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). Transporte Ferroviário de Cargas no Brasil: Gargalos e Perspectivas para o Desenvolvimento Econômico e Regional. Brasília: IPEA, 2010. Disponível em: https://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/3767.

KPMG AUDITORES INDEPENDENTES LTDA. Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras. 2021. Disponível em: https://bitlybr.com/viENM. Acesso em: 10 maio 2023.

LOSEKANN, C. A política dos afetados pelo extrativismo na América Latina. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 20, p. 121-164, 2016.

MRS LOGÍSTICA S/A. Home. Disponível em: https://www.mrs.com.br. Acesso em: 08 maio 2023.

MRS LOGÍSTICA S/A. Canal MRS Logística. Disponível em: https://www.youtube.com/@MRSoficial. Acesso em: 10 maio 2023.

MARX, K. O Capital. Livro 2. O processo de circulação do capital. São Paulo: Boitempo, 2014.

MICHELOTTI, F.; SIQUEIRA, H. Financeirização das commodities e padrões espaciais de acumulação e dominação: implicações para apropriação e conflitos pela terra no Brasil. In: Encontro Nacional de Economia Política, 23., 2018, Niterói. Anais [...] Niterói: Sociedade Brasileira de Economia Política, 2018. Disponível em: https://bitlybr.com/AHPNm.

SVAMPA, M. Las fronteras del neoextractivismo en América Latina. Conflictos socioambientales, giro ecoterritorial y nuevas dependencias. Bielefeld, Alemanha: Universidad de Guadalajara/Calas. 2019. DOI:. https://doi.org/10.14361/9783839445266-fm.

VAINER, C. Fragmentação e projeto nacional: Desafios para o planejamento territorial. In: Diniz, Célio Campolina. (org.) Políticas de desenvolvimento regional: desafios e 67 perspectivas à luz da experiência da União Européia e do Brasil. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2007.

WERNER, D.; OLIVEIRA, F. L. P. Infrastructure in Brazil: From Marketization to Emancipation. Journal of Latin American Geography, v. 21, n. 3, p. 22-48, 2022.

Publicado

2024-01-14

Como Citar

Alves, J. de F. R. (2024). Para além da faixa de domínio: políticas empresariais de controle territorial na extensão da Malha Regional Sudeste . Revista Brasileira De Estudos Urbanos E Regionais, 26(1). https://doi.org/10.22296/2317-1529.rbeur.202404

Edição

Seção

Dossiê Neoextrativismo e autoritarismo