A integração cidade-campo como esquema de colonização e criação de cidades novas: do Norte Paranaense à Amazônia Legal

Renato Leão Rego

Resumo


Em Cidades e fronteiras no Brasil, o geógrafo norte-americano Martin Katzman notou que o projeto do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para a ocupação da bacia amazônica na década de 1970 havia “tomado emprestado” elementos do bem-sucedido esquema de colonização privada norte-paranaense da primeira metade do século XX. Chamado de Urbanismo Rural, o projeto do INCRA previa a instalação de uma rede de núcleos urbanos hierarquizados, próximos, regularmente espaçados, conectados entre si e integrados ao campo. Assim, foram implantadas dezenas de agrovilas, agrópolis e rurópolis ao longo da rodovia Transamazônica. Ao analisar o Urbanismo Rural, este trabalho mostra que os elementos comuns entre o projeto do INCRA e o esquema da colonização norte-paranaense são precisamente aqueles derivados do ideário garden city. Notando a adaptação ao empreendimento privado de colonização e à política governamental, este trabalho constata como a ideia original de Ebenezer Howard contribuiu para a ocupação planejada do interior do país.

 


Palavras-chave


cidades novas planejadas; circulação de ideias; cidades satélites; cidade jardim; urbanismo rural.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ABERCROMBIE, P. Town & country planning. Londres: Thornton Butterworth Ltd., 1933.

ALMANDOZ, A. (Ed.). Planning Latin America’s Capital Cities 1850-1950. Londres: Routledge, 2010.

BRAGA, A. M. C. (Im)possíveis Brasílias. Os projetos apresentados no concurso do plano piloto da nova capital federal. São Paulo: Alameda, 2011.

BRASIL. I Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) – 1972-1974. Brasília: Presidência da República, 1971a.

BRASIL. Anais do Seminário de Desenvolvimento Urbano e Local. Brasília: Ministério do Interior/Serviço Federal de Habitação e Urbanismo, 1971b.

BRASIL. Planejamento urbano e local e o desenvolvimento das faixas pioneiras. Brasília: Ministério do Interior/Serviço Federal de Habitação e Urbanismo – SERFHAU, 1972a.

BRASIL. Seminário sobre sistemas de colonização na Amazônia. Belém/Altamira: Ministério da Agricultura/INCRA/Instituto Interamericano de Ciências Agrícolas da OEA, 1972b.

BRASIL. Controle do uso do solo urbano. Anais do IV Curso Intensivo de Planejamento Urbano e Local. Brasília: SERFHAU/MINTER/OEA, 1973.

CALABI, D. História do urbanismo europeu. São Paulo: Perspectiva, 2012.

CAMARGO, J. G. C. Urbanismo rural. Brasília: Ministério da Agricultura; INCRA, 1973.

CARDOSO, A. C. D.; LIMA, J. J. F. A influência do governo federal sobre cidades na Amazônia: os casos de Marabá e Medicilândia. Novos Cadernos NAEA, Belém, v. 12, n. 1, p. 161-192, jun. 2009.

COLONIZADORA SINOP. Projeto aprovado pelo INCRA e SUDAM. [S.l.]: [s.n.], 1972.

COMPANHIA MELHORAMENTOS NORTE DO PARANÁ – CMNP. Colonização e desenvolvimento do norte do Paraná. S.l.: CMNP, 1975.

DOULA, S. M.; KIKUCHI, M. Y. 2005. A estratégia da ocupação territorial da Amazônia: A cidade planejada de Sinop. In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 5., 1998, Campinas. Anais do V Seminário de História da Cidade e do Urbanismo. Campinas: PUC-Campinas, 1998. Disponível em . Acesso em: 20 dez. 2013.

DOZIER, C. L. Northern Paraná, Brazil: an example of organized regional development. Geographical Review, v. 46, n. 3, p. 318-333. 1956.

FICHER, S. Os arquitetos da Poli: ensino e profissão em São Paulo. São Paulo: EDUSP, 2005.

HALL, P. Cidades do amanhã. São Paulo: Perspectiva, 1988.

HALL, P.; WARD, C. Sociable cities. The legacy of Ebenezer Howard. Chichester: John Wiley & Sons, 1998.

HOWARD, E. Garden cities of to-morrow. Cambridge, Mass.: The MIT Press, 1965.

KATZMAN, M. T. Cities and frontiers in Brazil: regional dimensions of economic development. Cambridge: Harvard University Press, 1977.

KATZMAN, M. T. Colonization as an approach to regional development: Northern Paraná, Brazil. Economic Development and Cultural Change, v. 26, n.4, p. 709-24, 1978.

LEME, M. C. S. A circulação de ideias e modelos na formação do urbanismo em São Paulo, nas primeiras décadas do século XX. In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 8., 2004, Niterói. Anais do VIII Seminário de História da Cidade e do Urbanismo. Niterói: PPGAU/UFF, 2004.

Disponível em: . Aceso em: 20 nov. 2014.

MILLER, M. Garden cities and suburbs: at home and abroad. Journal of Planning History, v. 1, p. 6-28, 2002.

MILLER, M. English garden cities. Swindon: English Heritage, 2010.

OLIVEIRA NETO, A. C.. Entrevista concedida em 14/11/2012 (Arquivo do Grupo de Pesquisa Arte, Arquitetura, Cidade). Maringá: DAU/UEM, 2012.

PARANÁ Plantations. Increasing land sales. Railway developments. The Times, n. 46502, 21 jul. 1933, p. 25.

PUPPI, I. C. Estruturação sanitária das cidades. Curitiba: Ed. UFPR, 1981.

PURDOM, C B. The building of satellite towns. A contribution to the study of town development and regional planning. Londres: J. M. Dent & Son Ltd., 1949 [1925].

REGO, R. L. As cidades plantadas. Os britânicos e a construção da paisagem do norte do Paraná. Londrina: Humanidades, 2009.

REGO, R. L. A tropical enterprise: British planning ideas in a private settlement in Brazil. Planning Perspectives, v. 26, n. 2, p. 261-282, 2011.

REGO, R. L. Imagining the model, designing the city. Planning diffusion in twentieth-century Brazil. Planning Perspectives, v. 29, n. 4, p. 557-569, 2014.

REGO, R. L.; MENEGUETTI, K. S. Planted towns and territorial organization: the morphology of a settlement process in Brazil. Urban morphology, v. 14, n. 2, p. 101-109, 2010.

REZENDE, V. (Org.). Urbanismo na era Vargas: a transformação das cidades brasileiras. Niterói: Ed. UFF, 2012.

RODGERS, D. T. Atlantic crossings. Cambridge: Belkmap, 1998.

SAID, E. W. Traveling Theory. In: SAID, E. W. The World, The Text, and The Critic. Cambridge: Harvard University Press, 1983. p. 157-181.

SUTCLIFFE, A. Towards the planned city. Germany, Britain, the United States and France, 1780-1914. Oxford: Basil Blackwell, 1981.

TAVARES, J. C. Projetos para Brasília e a cultura urbanística nacional. 2004. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2004.

TREVISAN, R. Cidades plantadas na floresta Amazônica: ações estatais para ocupação e urbanização do centro-norte brasileiro. Revista Geográfica de América Central, n. especial EGAL, p. 1-18. 2011.

WARD, S. V. The garden city introduced. In: WARD, S. V. (Ed.). The garden city: past, present and future. Londres: E & FN Spon, 1992. p. 1-27.

WARD, S. V. Re-examining the international diffusion of planning. In: FREESTONE, R. (Ed.). Urban planning in a changing world. Londres: E & FN Spon, 2000. p. 40-60.

WARD, S. V. Ebenezer Howard: his life and times. In: PARSON, K. C.; SCHUYLER, D. (Ed.) From garden city to green city: the legacy of Ebenezer Howard. Baltimore: John Hopkins University Press, 2002. p. 14-37.

WARD, S. V. Cities as planning models. Planning Perspectives, v. 28, n. 2, p. 295-313, 2013.

YAMAKI, H. Labirinto da memória. Londrina: Humanidades, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2015v17n1p89

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia