Cidade compacta e cidade dispersa: ponderações sobre o projeto do Alphaville Brasília

Carolina Pescatori

Resumo


Parte das teorias contemporâneas sobre a forma da cidade foca-se em um debate dual: de um lado, estudos demonstram a intensidade do crescimento e a expansão da urbanização, formando uma leitura de cidade dispersa, considerada, por alguns autores, como a morte da cidade; de outro, investigações objetivam frear essa dispersão e prover respostas urbanísticas baseadas no resgate da cidade "tradicional", formando uma leitura de cidade compacta. O embate entre essas leituras é central para a discussão acerca da morfologia urbana contemporânea. A análise do projeto urbanístico do Alphaville Brasília aponta para a inserção da capital nos padrões de intensificação da dispersão urbana, com a materialização de modos de vida ainda raros ali e a constituição de uma “nova periferia”. A estratégia urbanística e mercadológica da empresa baseia-se na construção de uma imagem ambígua de cidade, ora dispersa, ora incorporando parcialmente a ideia de cidade compacta, mas sempre negando seu contexto na região do entorno do DF.

 


Palavras-chave


cidade compacta; cidade dispersa; Brasília; Alphaville; urbanismo.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ALPHAVILLE URBANISMO S.A. Alphaville 40 Anos. São Paulo: DBA, 2014.

ASCHER, F. Os novos princípios do urbanismo. São Paulo: Romano Guerra, 2010.

BRAGA, M. O concurso de Brasília: sete projetos para uma capital. São Paulo: Cosac Naify; Imprensa Oficial; Museu da Casa Brasileira, 2010.

BRUEGMANN, R. La dispersión urbana: una historia condensada. Madrid: Consejería de Medio Ambiente y Ordenación del Territorio, 2011.

CALABI, D. História do Urbanismo Europeu. São Paulo: Perspectiva, 2012.

CALDEIRA, T. P. R. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: EDUSP; Editora 34, 2000.

CENTRO DE ESTUDOS DA METRÓPOLE - CEM. Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno. São Paulo: CEM, 2008. 1 mapa. Escala gráfica. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2015.

CHOAY, F. El Reino de lo Urbano y la Muerte de Ciudad. In: RAMOS, Á. M. (Ed.). Lo Urbano en 20 autores contemporáneos. Barcelona: ETSAB; UPC, 2004.

CHOAY, F. O urbanismo: utopias e realidades, uma antologia. Sao Paulo: Perspectiva, 2005.

COLLINS, G. R. Lo Sviluppo della Pianificazione Lineare. In: SORIA Y MATA, A. La Città Lineare. Milão: Alberto Mondadori, 1968.p.13-85.

ECHAVARRI, J. P.; DAUDÉN, F. J. L.; SCHETTINO, M. P. La ciudad paseable: recomendaciones para la consideración de los peatones en el planeamiento, el diseño urbano y la arquitectura.Madrid: CEDEX, 2009.

FERNANDES, A. Decifra-me ou te Devoro: Urbanismo Corporativo, Cidade-fragmento e Dilemas da Prática do Urbanismo no Brasil. In: PAVIANI, A.; GONZALES, S. F. N.; FRANCISCONI, J. G. (Org.). Planejamento e Urbanismo na atualidade brasileira. Brasília: Livre Expressão, 2013.

FISHMAN, R. Urban utopias in the twentieth century: Ebenezer Howard, Frank Lloyd Wright, and Le Corbusier. Cambridge, Mass: MIT Press, 1982.

GEHL, J. Life between buildings using public space. Washington: Island Press, 2011.

GEHL, J. Cidades para pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013.

GEHL, J.; GEMZØE, L. Novos espaços urbanos. Barcelona: Gustava Gili, 2002.

HOLANDA, F. R. B. Urbanidade: Arquitetônica e Social. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPARQ, 1., 2010, Rio de Janeiro. Anais do I ENAnparq. Rio de Janeiro: Anparq, 2010a. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

HOLANDA, F. R. B. Brasília: cidade moderna, cidade eterna. Brasília: FAUnB, 2010b.

HOLFORD, W. Brasília: A new capital city for Brazil. In: XAVIER, A.; KATINSKY, J. R. (Org.). Brasília: antologia crítica. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

HOWARD, E. Cidades-jardim do amanhã. São Paulo: Hucitec, 1996.

JATOBÁ, S. U. Crescimento urbano na metrópole de Brasília: potencial e limitações. In: PAVIANI, A. et al. (Org.). Brasília 50 anos: da capital a metrópole. Brasília: Ed.UnB; NEUR/UnB, 2010. p. 307–338.

KOPP, A. Arquitectura y urbanismo soviéticos de los años veinte. Barcelona: Editorial Lumen, 1974.

LIMONAD, E. Urbanização dispersa mais uma forma de expressão urbana? Revista Formação, Presidente Prudente, n. 14, v. 1, p. 31-45, 2007. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

MONCLÚS, J. La ciudad dispersa. In: MONCLÚS, J. (Ed.).La ciudad dispersa: suburbanización y nuevas periferias.Barcelona: CCBB, 1998.

MONTE-MÓR, R. L. Urbanização extensiva e a produção do espaço social contemporâneo. In: REIS FILHO, N. G.; TANAKA, M. M. S.; SPOSITO, M. E. B. (Org.). Brasil: estudos sobre dispersão urbana. São Paulo: FAU-USP, 2007. p. 241-251.

NEWMAN, P.; JENNINGS, I. Cities as sustainable ecosystems principles and practices. Washington: Island Press, 2008.

NEWMAN, P.; KENWORTHY, J. R. Sustainability and cities: overcoming automobile dependence. Washington: Island Press, 1999.

PATRIOTA DE MOURA, C. Condomínios horizontais em Brasília: elementos e composições. Antropolítica: Revista Contemporânea de Antropologia, Niterói, n. 28, p. 87-112, 1º sem. 2010.

Disponível em: . Acesso em 13 jul. 2015.

PAVIANI, A. Brasília, moradia e exclusão. Brasília: Ed. UnB; NEUR/CEAM/UnB, 1996.

PAVIANI, A. Brasília, a metrópole em crise: ensaios sobre urbanização. Brasília: Ed. UnB, 2010.

PEREIRA, M. S. Dos conceitos de cidade ou pequeno manifesto em favor de objetos múltiplos, indecisos e fluídos. In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 10., 2008, Recife.Anais do X SHCU.Recife: MDU/UFPE, 2008. Disponível em:. Acesso em: 15 jul. 2015.

QUILICI, V. Ciudad rusa y ciudad soviética: caracteres de la estructura histórica. Ideología y práctica de la transformación socialista. Barcelona: Gustavo Gili, 1978.

REIS FILHO, N. G. Notas sobre urbanização dispersa e novas formas de tecido urbano. São Paulo: Via das Artes, 2006.

RTKL. Urban Renaissance. Brasilia gets a major master planning upgrade that reflects the city’s past and anticipates its bright future. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2014.

RYKWERT, J. A ideia de cidade: a antropologia da forma urbana em Roma, Itália e no mundo antigo. São Paulo: Perspectiva, 2006.

SABOIA, L. Reconfiguring Brasilia's Modernist Landscape: the Openness of the Esplanade of Ministries. In: Annual Meeting of the Society for Architectural Historians, 64., 2011, New Orleans. The 64 th Annual Meeting of the Society for Architectural Historians. New Orleans: SAH, 2011.

SABOIA, L.; PALAZZO, P. P. Capital in a Void: Modernist Myths of Brasilia. In: BIENNIAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL ASSOCIATION FOR THE STUDY OF TRADITIONAL ENVIRONMENTS, 2012, Portland. Biennial Conference of the IASTE. Portland: IASTE, 2012.

SANTOS, M. A urbanização brasileira. São Paulo: EDUSP, 2005.

SANTOS JUNIOR, O. A.; MONTANDON, D. T (Org.). Os Planos Diretores Municipais Pós-Estatuto da Cidade: balanço crítico e perspectivas. Rio de Janeiro: Letra Capital; Observatório das Metrópoles; IPPUR/UFRJ, 2011.

SECCHI, B. Primeira lição de urbanismo. São Paulo: Perspectiva, 2006.

SECCHI, B. A cidade do século vinte. São Paulo: Perspectiva, 2009.

SORIA Y MATA, A. La Città Lineare. Milão: Alberto Mondadori, 1968.

SOUZA, B. T.; RIBEIRO, R. J. C. O antagonismo entre emprego e moradia no Distrito Federal. Cadernos Metrópole, São Paulo, v. 12, n. 23, p. 125-143, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015

SPOSITO, M. E. B. Novas formas de produção do espaço urbano no Estado de São Paulo. In: REIS FILHO, N. G.; TANAKA, M. M. S.; SPOSITO, M. E. B. (Org.). Brasil: estudos sobre dispersão urbana. São Paulo: FAU-USP, 2007. p. 7-28.

WEBBER, M. M. The Post-City Age. Daedalus, v. 97, n. 4, p. 1091-1110, 1968.

WIRTH, L. Urbanism as a Way of Life. The American Journal of Sociology, v. 44, p. 1-24, 1938.

WRIGHT, F. L. Modern architecture: being the Kahn lectures for 1930. Princeton: Princeton University Press, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2015v17n2p40

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia