O campo e a práxis transformadora do Planejamento: reflexões para uma agenda brasileira | The field and the transformative praxis of Planning: reflections for a brazilian agenda

Jeroen Johanes Klink, Sandra Momm, Silvana Zioni, Arilson Favareto, Mariana Mencio

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar, a partir dos conceitos bourdieusianos de campo, habitus e capital, como processos de reestruturação na economia, na política e na própria sociedade geraram uma série de desafios e oportunidades para a formação e atuação no planejamento do espaço e dos territórios no Brasil. Argumenta-se que as transformações no período pós-1970 produziram novas competências e habilidades para o planejamento que transbordaram a formação tradicional. Ao mesmo tempo, observase que o complexo brasileiro de instituições responsáveis pela formação e atuação profissional ainda está desarticulado e com alcance limitado para absorver as novas demandas que cercam o planejamento do país. É apresentada, sinteticamente, uma experiência em andamento na Universidade Federal do ABC (UFABC): um bacharelado interdisciplinar em planejamento territorial a partir da implantação da pósgraduação em planejamento e gestão dos territórios. Conclui-se com uma reflexão sobre a necessidade de uma agenda nacional pautada nesse tema.


Palavras-chave


atuação profissional; bacharelado interdisciplinar; campo do planejamento; formação em planejamento; planejamento territorial; planejamento no Brasil.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS. Subsídios para a Reforma da Educação Superior. Rio de Janeiro: ABC, 2004.

BOURDIEU, P. Science de la science et reflexivité. Paris: Raisons d´Agir, 2001.

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Ed. UNESP, 2004.

DALTON, L.C. Preparing planners for the breadth of practice. Journal of the American Planning Association, v. 73, n. 1, p. 35-48, 2007. http://dx.doi.org/10.1080/01944360708976135

EUROPEAN COUNCIL OF SPATIAL PLANNERS. Complete Charter. International Agreement and Declaration by the National Institutes and Associations of Professional Town Planners within the European Economic Community. [Online] City: Publisher. Disponível em: http://www.ectp-ceu.eu/index.php/en/about-us-2/founding-charter?id=89 . Acesso em: 19 set. 2016.

FAINSTAIN, S.; CAMPBELL, S. (Ed.). Readings in Planning Theory (Studies in Urban & Social Change). Chichester: Wiley-Blackwell, 2012

FRANK, A. I. et al. Educating planners in Europe: A review of 21st century study programmes. Progress in Planning, v. 91, p. 30-94, jul. 2014. https://doi.org/10.1016/j.progress.2013.05.001

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2011.

LATOUR, B. Ciência em ação: como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo: Ed. UNESP, 2000.

LIMONAD, E.; CASTRO, E. (Org.). Um novo planejamento para um novo Brasil? Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014.

PIQUET, R., RIBEIRO, A. C. T. Tempos, ideias e lugares. O ensino do planejamento urbano e regional no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 10, n. 1, p. 49-60, maio 2008. https://doi.org/10.22296/2317-1529.2008v10n1p49

POPPER, K. R. A sociedade aberta e seus inimigos. Belo Horizonte: Itatiaia, 1998.

POPPER, K. R. A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix, 2011.

RANDOLPH, R. O Campo do Planejamento Urbano e Regional. Em busca de uma agenda para o Planejamento Urbano e Regional: uma homenagem a Ana Clara Torres Ribeiro. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 15, n. 1, p. 11-32, maio 2013. https://doi.org/10.22296/2317-1529.2013v15n1p11

RIBEIRO, A. C. T. O ensino do planejamento urbano e regional – propostas a ANPUR. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 4, n. 1/2, p. 63-73, maio/nov. 2002. https://doi.org/10.22296/2317-1529.2002v4n1-2p63

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Projeto pedagógico. Santo André: UFABC, 2006. Disponível em: http://www.ufabc.edu.br/images/stories/pdfs/institucional/projetopedagogico.pdf . Acesso em: 19 set. 2016.

VIGAR, G. Planning and professionalism: Knowledge, judgment and expertise in English planning. Planning Theory, v. 11, n. 4, p. 361-378, nov. 2012. https://doi.org/10.1177/1473095212439993




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2016v18n3p381

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                               


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia