Sistema político multinível no Brasil: uma análise da relação entre transferências intergovernamentais e redução das desigualdades territoriais no Estado do Paraná | Multi-level government structures in Brazil: the relationship between intergovernmental transfers and a reduction in regional inequalities in the state of Paraná

Carin Caroline Deda, Samira Kauchakje

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar os efeitos na taxa de crescimento do desenvolvimento dos municípios paranaenses exercidos pelo grau de dependência das transferências intergovernamentais, representadas sobretudo pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM), bem como pelas despesas de investimento. Para tanto, é empregado um modelo econométrico de regressão baseado no método de Mínimos Quadrados Ordinários (MQO). A amostra é composta de 349 municípios paranaenses no período de 2002 a 2013. Os resultados indicam uma relação positiva entre o grau de dependência dos orçamentos dos governos locais quanto ao FPM e à taxa de crescimento do índice de desenvolvimento, ou seja, o aumento da dependência das transferências estimula a evolução do desenvolvimento dos municípios paranaenses. Por fim, o artigo, com base nos dados apresentados, ratifica a importância da aplicação de mecanismos de coordenação das ações entre os diversos níveis de governo para a efetiva viabilização do processo de redução das desigualdades intermunicipais.


Palavras-chave


transferências intergovernamentais; Fundo de Participação dos Municípios; grau de dependência; governo multinível; municípios paranaenses.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ABRUCIO, F. A Coordenação Federativa no Brasil: a experiência do período FHC e os desafios do Governo Lula. Revista de Sociologia e Política, n. 24, p. 41-67, 2005. https:// doi.org/10.1590/s0104-44782005000100005

ABRUCIO, F.; FRANZESE, C. Federalismo e Políticas públicas: o impacto das relações intergovernamentais no Brasil. In: ARAÚJO, M. F. I.; BEIRA, L. (Org.). Tópicos de Economia Paulista para Gestores Públicos. São Paulo: Edições FUNDAP, 2007.

AMORIM NETO, O.; SIMONASSI, A. G. Bases Políticas Das Transferências Intergovernamentais No Brasil (1985-2004). Revista de Economia Política, v. 33, n. 4, p. 704-25, 2013. https://doi.org/10.1590/s0101-31572013000400010

ARRETCHE, M. Quem taxa e quem gasta: a barganha federativa na federação brasileira. Revista de Sociologia e Política, n. 24, p. 69-85, jun. 2005. https://doi.org/10.1590/ s0104-44782005000100006

ARRETCHE, M. Federalismo e igualdade territorial: uma contradição em termos? Revista Dados, v. 53, n. 3, p. 587-620, 2010. https://doi.org/10.1590/s0011-52582010000300003

ARRETCHE, M.; RODDEN, J. Política Distributiva Na Federação: Estratégias Eleitorais, Barganhas Legislativas e Coalizões de Governo. Revista Dados, v. 47, n. 3, p. 549-76, 2004. https:// doi.org/10.1590/s0011-52582004000300004

BARRO, R. J.; SALA-I-MARTIN, X. Convergence. Journal of Political Economy, v. 100, n. 2, p. 223-251, abr. 1992. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

BLANCO GARCÍA, Á. D. et al. Distribución de competencias tributarias y financiación local en América Latina: un análisis comparado. Alcalá de Henares: IELAT, 2012 (Documentos de Trabajo IELAT, 42). Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

BREMAEKER, F. E. J. Reforma tributária: vantagem ou desvantagem para os municípios. Salvador: Transparência Municipal, 2011. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

BRITO, J. R. S.; MATOS FILHO, J.; COSTA, E. M. Análise das transferências intergovernamentais e seus efeitos nas finanças públicas dos municípios do Rio Grande do Norte (2001 - 2010). Revista Econômica do Nordeste, v. 45, n. 1, p. 47-62, jan./mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

ESTEBAN-LALEONA, S.; FRUTOS-MADRAZO, P.; MIGUEL-BILBAO, M. C. A Review of the empirical literature about the relationship between fiscal decentralization and economic growth. Economía, Sociedade y Territorio, v. 11, n. 36, p. 349-381, 2011. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

FERREIRA JÚNIOR, S.; DINIZ, J. S. Desigualdades na oferta municipal de serviços da atenção primária no estado de Minas Gerais: uma análise dinâmica entre os anos de 2007 e 2012. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA DA SAÚDE, 11., Rio de Janeiro, 2014. Anais... Rio de Janeiro: ABRES, 2014. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

GASPARINI, C. E.; MIRANDA, R. B. Evolução dos aspectos legais e dos montantes de transferências realizadas pelo Fundo de Participação dos Municípios. Brasília: IPEA, dez. 2006 (Texto para Discussão, 1243). Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

GIBSON, E. L.; CALVO, E. F.; FALLETI, T. G. Reallocative Federalism: Legislative Overrepresentation and Public Spending in the Western Hemisphere. In: GIBSON, E. L. (Ed.). Federalism and Democracy in Latin America. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2004. p. 173-196.

GUJARATI, D.; PORTER, D. C. Econometria Básica. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

MARQUES, E.; BICHIR, R. Investimentos públicos, infraestrutura urbana e produção da periferia em São Paulo. Espaço & Debates, n. 42, p. 9-30, 2001.

MENDES, M.; MIRANDA, R. B.; COSIO, F. B. Transferências Intergovernamentais no Brasil: Diagnóstico e Proposta de Reforma. Brasília: Consultoria Legislativa do Senado Federal, abr. 2008 (Textos para Discussão, 40). Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

NAKAGUMA, M. Y.; BENDER, S. A emenda da reeleição e a Lei de Responsabilidade Fiscal: impactos sobre ciclos políticos e performance fiscal dos Estados (1986-2002). Economia Aplicada, v. 10, n. 3, p. 377-397, 2006. https://doi.org/10.1590/s141380502006000300005

PALOTTI, P. L. M.; COSTA, B. L. D. Relações intergovernamentais e descentralização: Uma análise da implementação do SUAS em Minas Gerais. Revista de Sociologia e Política, v. 19, n. 39, p. 211-235, jun. 2011. https://doi.org/10.1590/s0104-44782011000200015

PRADO, S. Transferências Fiscais e Financiamento Municipal no Brasil. São Paulo: [s.n.], jul. 2001. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

PRADO, S. A Questão Fiscal na Federação Brasileira: Diagnósticos e Alternativas. Brasília: IPEA, CEPAL, mar. 2007. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

SOARES, M. M.; NEIVA, P. Federalism and Public Resources in Brazil: Federal Discretionary Transfers to States. Brazilian Political Science Review, v. 5, n. 2, p. 94-116, 2011. Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

SOUSA, A. L. R.; ARANTES, E. C. FPM: Importância, dependência e o impacto das reduções para o município de Boa Vista-RR – Uma análise do período de 2001 a 2011. Revista de Administração de Roraima, v. 2, n. 2, p. 51-69, 2º sem. 2012. https://doi. org/10.18227/rarr.v2i2.1138

SOUZA, C. Federalismo e Conflitos Distributivos: Disputa dos Estados por Recursos Orçamentários Federais. Revista Dados, v. 46, n. 2, p. 345-384, 2003. https://doi. org/10.1590/s0011-52582003000200006

SOUZA, C. Governos Locais e gestão de políticas locais universais. São Paulo em Perspectiva, v. 18, n. 2, p. 27-41, dez. 2004. https://doi.org/10.1590/s0102-88392004000200004

TURGEON M.; CAVALCANTE P. Desproporcionalidade da Representação dos Estados no Congresso Nacional e seus Efeitos na Alocação dos Recursos Federais. Brasília: IPEA, jun. 2014 (Texto para Discussão, 1980). Disponível em: . Acesso em: 31 maio 2017.

WOOLDRIDGE, J. M. Introdução à econometria: Uma abordagem moderna. São Paulo: Thomson, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2017v19n3p530

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                              


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia