Sustentabilidade, desenvolvimento e planejamento urbano: reconfiguração de margens fluviais em Belém (PA)

Juliano Pamplona Ximenes Ponte

Resumo


Em torno de Belém (PA), norte do Brasil, podemos falar na existência de uma política sobre a apropriação e as formas de uso do território próximo à água. Atualmente, intervenções territoriais e políticas públicas lidam, em frentes diversas, com esse contexto através de projetos urbanísticos, ambientais, da modernização portuária e da promoção de discursos da sustentabilidade e da melhoria do ambiente urbano em geral. Tais ações parecem apontar para uma reconfiguração de espaços, em direção a uma incorporação do patrimônio cultural à dimensão ambiental; a uma pretensa retomada da natureza na cidade; à mudança do caráter da zona portuária; e à conversão da idéia de “Natureza” em paisagem de consumo visual, em projetos de autodeclaradas “sustentabilidades” no território próximo à água.

 


Palavras-chave


planejamento ambiental; sustentabilidade urbana; água.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ACSELRAD, H. Sustentabilidade e território nas Ciências Sociais. ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 7. In: Anais. Recife: UFPE, 1997. p.1910-34.

ACSELRAD, H. Sustentabilidad y ciudad. EURE (Santiago). Santiago, v.25, n.74, p.3646, maio 1999. Disponível em: http://scielo-test.conicyt.cl/scielo.php?script =sci_arttext &pid=S0250-1611999007400003&lng=en&nrm=iso. Acesso em 15.10.2005.

BAUDOUIN, T. A cidade portuária na mundialização. In: SILVA, G.; COCCO, G. (Org.) Cidades e portos: os espaços da globalização. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p.2738. (Coleção Espaços do Desenvolvimento.)

BELÉM. Prefeitura Municipal. Mensagem à Câmara Municipal de Belém: relatório de atividades 2001. Belém: Prefeitura Municipal/Secretaria de Coordenação Geral do Planejamento e Gestão, 2002.

BELÉM. Versão oficial Portal da Amazônia. Gabinete da Prefeitura Municipal, 2006a. Disponível em: www.belem.pa.gov.br. Acesso em 10.12.2006.

BELÉM. Portal da Amazônia: urbanização da bacia da Estrada Nova e orla do Rio Guamá. [Apresentação em meio digital; textos e imagens eletrônicos.] Belém: Prefeitura Municipal/Secretaria de Urbanismo, 2006b. (CD-Rom.)

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BRENNER, N; THEODORE, N. Cities and the geographies of “actually existing neoliberalism”. London, Antipode, v.34, n.3, p.349-79, june 2002.

CAMPBELL, S. Green cities, growing cities, just cities? Urban planning and the contradictions of sustainable development. Chicago, Journal of the American Planning Association, v.62, n.3, p.296-312, Summer 1996.

CAP (Conselho de Autoridade Portuária do Ministério dos Transportes), Comissão 1. Implementação do complexo: expansão do porto de Vila do Conde e transferência gradual das operações do porto de Belém. Belém: CAP (Belém; Vila do Conde; Santarém), 2001. (Relatório final, súmula da 7ª reunião.) Disponível em: http://www.cdp. com.br/novo/cap/relatorios/2001/comissao1_relatorio_final_minuta_20maio 2001.htm. Acesso em 11.2.2006.

CAP. Plano de desenvolvimento e zoneamento – PDZ do porto de Belém e terminal de Miramar. Belém: Companhia Docas do Pará, 2005. Disponível em: www.cdp. com.br. Acesso em 6.1.2006.

CARDOSO, A. L. Trajetórias da questão ambiental urbana: da Rio 92 às Agendas 21 locais. Curitiba, Revista Paranaense de Desenvolvimento, n.102, p.51-69, jan./jun. 2002. Disponível em: www.pr.gov.br/ipardes/publicacoes/revista_pr/revista_pr_ 102.htm. Acesso em 5.2.2006.

CDP (Companhia Docas do Pará). As potencialidades do terminal marítimo offshore do Espadarte. Belém: CDP, 2005a. Disponível em: www.cdp.com.br. Acesso em 6.1.2006.

CEF (Caixa Econômica Federal). Programa de revitalização de sítios históricos – PRSH. Brasília, 2006. Disponível em: https://webp.caixa.gov.br/urbanizacao/publicacao/ texto/programa/prsh.htm. Acesso em 9.2.2006.

CHILE, W. Por que amar a Cidade Velha? Belém, Pará +, v.47, p.10-13, jan. 2006.

CODEM (Companhia de Desenvolvimento da Área Metropolitana de Belém). Cadastro técnico multifinalitário. [Mapas eletrônicos.] Belém: Codem/Prefeitura Municipal de Belém, 2001. (3 CD-Roms.)

CORBIN, A. O território do vazio. A praia e imaginário ocidental. São Paulo: Cia. das Letras, 1988.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 20.ed. São Paulo: Graal, 2004.

HARVEY, D. Justice, nature and the geography of difference.Londres: Blackwell publishers, 1996.

HARVEY, D. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 9.ed. São Paulo: Loyola, 2000.

LEFF, E. A geopolítica da biodiversidade e o desenvolvimento sustentável: economização do mundo, racionalidade ambiental e reapropriação social da natureza. In: MARTINS, R.C.; VALENCIO, N. F. L. da S. (orgs.) Uso e gestão dos recursos hídricos no Brasil: desafios teóricos e político-institucionais. São Carlos: RiMA, 2003. v.2, p.1-20.

LEFF, E. Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

LIPIETZ, A. A regulationist approach to the futureof urban ecology. Santa Cruz, CA, Capitalism, nature, socialism: a journal of socialist ecology, n.3, v.3, p.101-10, set. 1992.

MELLO, S. S. DE. Gestão ambiental urbana dos espaços de margens de cursos d’água. I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE REGENERAÇÃO AMBIENTAL DE CIDADES: ÁGUAS URBANAS. In: Anais. Rio de Janeiro, 5 a 8 de dezembro de 2005. Organizado por Vera Regina Tângari, Mônica Bahia Schlee, Rubens de Andrade. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, 2005. (CD-Rom.)

MORAES, A. C. R. Contribuições para a gestão da zona costeira do Brasil: elementos para uma geografia do litoral brasileiro. São Paulo: Hucitec/Edusp, 1999.

ORLA LIVRE, MOVIMENTO. [Arquivos, textos e imagens eletrônicas.] Belém, 2004. Disponível em: http://www.orlalivre.com.br/inicio.html. Acesso em 9.2.2006.

PALHETA JUNIOR, F. X. Mobilidade residencial em Belém do Pará. Rio de Janeiro, 2003. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

PARÁ. Governo do Estado. Estação das Docas: três anos de incentivo ao turismo. Belém: 2003. Disponível em: www.governodopara.pa.gov.br/noticias2003/05_2003/08 _10.asp. Acesso em 20.12.2003.

PARÁ. Governo do Estado. Mangal das Garças. Belém: Secretaria Executiva de Cultura, 2005a. Disponível em: http://www.prodepa.psi.br/mangal/home.htm. Acesso em 9.2.2006.

PARÁ. Governo do Estado. Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente. Conferência estadual do meio ambiente. Propostas do Estado do Pará. Documento síntese do Estado do Pará da II CEMA encaminhado à II Conferência Nacional de Meio Ambiente – II CNMA. Belém: Governo do Estado do Pará/Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, 2005b. Disponível em: www.sectam.pa.gov.br. Acesso em 1.2.2006. PARÁ +. Interligação litorânea de Belém à ilha do Mosqueiro. Belém: Ed. Círios. v.47, p.10-3, jan. 2006.

PENTEADO, A. R. O sistema portuário de Belém. Belém: UFPA, 1973. (Coleção Amazônica, série José Veríssimo).

SACHS, W. Anatomia política do desenvolvimento sustentável. Democracia viva. São Paulo: Moderna/Ibase. v.1, n.1, p.11-23, nov. 1997.

SCHAMA, S. Paisagem e memória. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. SMITH, N. Desenvolvimento desigual. Natureza, capital e a produção de espaço. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

TADDEI, P. Os grandes projetos. Um olhar sobre a cultura brasileira: patrimônio. Brasília: MinC, 1998. Disponível em: http://www.minc.gov.br/textos/olhar/grandesprojetos.htm. Acesso em 9.2.2006.

THOMAS, K. O homem e o mundo natural: mudanças de atitude em relação às plantas e aos animais (1500-1800). São Paulo: Cia. das Letras, 1988.

XIMENES, J. A orla de Belém: intervenções e apropriação. Rio de Janeiro, 2004. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

XIMENES, M. Rede intra-urbana de água e esgotamento sanitário na cidade de Belém: aspectos históricos, políticos e econômicos da estruturação sanitária. Rio de Janeiro, 2003. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2006v8n1p27

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                            


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia