Ocupações urbanas: a poética territorial da política | Urban occupations: the territorial poetics of politics

Natália Lelis

Resumo


Este trabalho propõe uma reflexão sobre as recentes ocupações urbanas organizadas da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele procura explorar conflitos e contradições que envolvem a constituição e a dinâmica cotidiana desses espaços, tendo como contribuições teóricas principais alguns conceitos de Rancière e de Lefebvre. Defendemos que a própria constituição deles é poiesis política e que o seu cotidiano, marcado por contradições, heterogeneidades e conflitos, aponta para a impossibilidade da política como ordem instituída. Além disso, como espaços diferenciais escavados no espaço abstrato, essas ocupações se tornam espaços do que difere e do que não difere, bem como do conflito entre ambos. Elas se inscrevem no movimento de produção-reprodução que muda e repete o cotidiano da metrópole. Com isso, recolocam a questão da possibilidade do planejamento em relação ao que é efetivamente político.


Palavras-chave


ocupações urbanas organizadas; política; espaço diferencial; conflitos fundiários urbanos; Rancière; Lefebvre

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. O. Entre a desposessão e a apropriação, o direito à cidade: quando o comum é possível. 2015. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

BOURDIEU, P. Razões práticas. São Paulo: Ática,1983.

CARDOSO, A. L. Habitação social no Brasil: política ou mercado? Reflexões sobre a construção do espaço metropolitano. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 14, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPUR, 2011. Disponível em: http://unuhospedagem.com.br/revista/rbeur/index.php/anais/article/view/3082 . Acesso em: 13 jun. 2015.

CARDOSO, A. L. (Org.). O Programa Minha Casa Minha Vida e seus efeitos territoriais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2013.

DAVIS, M. Planeta favela. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.

FERNANDES, E. A regularização de favelas no Brasil: o caso de Belo Horizonte. In: FERNANDES, E. A. (Org.) Direito Urbanístico. Belo Horizonte: Del Rey, 1998. p. 136-167.

FERNANDES, E. A Reforma urbana e reforma jurídica no Brasil: duas questões para reflexão. In: COSTA, G. M.; MENDONÇA, J. G. (Org.). Planejamento urbano no Brasil: trajetória, avanços e perspectivas, Belo Horizonte, C/Arte, 2008. p. 123-135.

FIX, M. São Paulo cidade global: fundamentos financeiros de uma miragem. São Paulo: Boitempo Editorial, 2007.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Documentos, 1969.

LEFEBVRE, H. El manifiesto diferencialista. 2. ed. México: Siglo Veinteuno Editores, 1970.

LEFEBVRE, H. The production of space. Oxford: Blackwell Publishing, 1991.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG,1999.

LELIS, N. Por uma teoria instável: pensamento e não pensamento em arquitetura e o caso de Bernard Tschumi. 2007. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

LELIS, N. Regularização, regulação e o Estado: entre a política e a polícia. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 15., 2013, Recife. Anais... Recife: ANPUR, 2013.

LELIS, N. Do momento-espaço político: o momento político e o espaço diferencial. In: COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MONTE-MÓR, R. (Org.). Teorias e práticas urbanas: condições para a sociedade urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015. p. 297-316.

LOURENÇO, T. C. B. A cidade ocupada. 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2014.

MAYER, J. G. B. O comum no horizonte da metrópole biopolítica. 2015. Dissertação. (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

MAGALHÃES, F.; SILVA, H.; TONUCCI FILHO, J. B. M. Valorização imobiliária e produção do espaço: novas frentes na RMBH. In: COSTA, H. S. M.; MENDONÇA, J. G. (Org.). Estado e capital imobiliário: convergências atuais na produção do espaço urbano brasileiro. Belo Horizonte: C/Arte, 2011. p. 17-40.

MARICATO, E. Habitação e Cidade. São Paulo: Atual, 2004

MARICATO, E. et al. Cidades rebeldes: passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo, Carta Maior, 2013.

MARINS, P. C. G. Habitação e vizinhança: limites da privacidade no surgimento das metrópoles brasileiras. In: SEVCENKO, N. (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras. 1998. p. 131-170. v. 3.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. 9. ed. São Paulo: Contexto, 2010.

RANCIÈRE, J. O desentendimento: política e filosofia. São Paulo: Ed. 34,1996a.

RANCIÈRE, J. O dissenso. In: NOVAES, A. (Org.). A crise da razão. São Paulo: Companhia das Letras, 1996b. p. 367-382.

RANCIÈRE, J. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Ed. 34, EXO experimental org., 2005.

RANCIÈRE, J. O ódio à democracia. São Paulo: Boitempo Editorial, 2014.

SHIMBO. L. Habitação social de mercado: a confluência entre Estado, empresas construtoras e capital financeiro. Belo Horizonte: C/Arte, 2012.

SANTOS JÚNIOR, O. A. Cidade, cidadania e planejamento urbano: desafios na perspectiva da reforma urbana. In: FELDMAN, S.; FERNANDES, A. (Org.). O urbano e o regional no Brasil contemporâneo. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 293-314.

TONUCCI FILHO, J. B. M. Urban occupations as urban commons? Explorations from Belo Horizonte, Brasil. In: IASC THEMATIC CONFERENCE, 1... 2015, Bologna. Annals... Bolonha: IASC, 2015.

VAINER, C. Pátria, empresa e mercadoria. In: ARANTES, O.; MARICATO, E.; VAINER, C. A Cidade do Pensamento Único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 75-103.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2016v18n3p428

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                               


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia