Encontros e desencontros de moradores da favela no espaço social segregado: um estudo sobre as relações sociais cotidianas nos espaços privatizados

  • Maria Inês Caetano Ferreira Centro de Estudos da Metrópole (CEM/CEBRAP), São Paulo, SP
Palavras-chave: segregação, espaço privatizado, desigualdade social, favela, espaço urbano.

Resumo

O artigo discute resultados de pesquisa realizada numa favela no sofisticado distrito de Vila Andrade, na capital paulista, enfocando a segregação espacial e as práticas dos favelados para participar da produção do espaço social. O método do estudo de trajetórias mapeou a mobilidade dos sujeitos, possibilitando desvendar os encontros dos favelados com os vizinhos de média e alta rendas. Um dos temas do artigo é a reflexão sobre a presença de camadas sociais heterogêneas no espaço segregado, em virtude da constatação de que os favelados freqüentam espaços voltados para as camadas de média e alta rendas. O artigo também aponta a desigualdade das relações dentro da favela, onde a estrutura hierárquica da sociedade brasileira é reproduzida. Pondera, ainda, sobre os impactos da convivência dos sujeitos de uma mesma camada e também de diferentes camadas sociais nos espaços privatizados cuja lógica se distingue dos princípios do espaço público.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inês Caetano Ferreira, Centro de Estudos da Metrópole (CEM/CEBRAP), São Paulo, SP

Referências

ARENDT, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

AUGÉ, M. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BOURDIEU, P. La distinction: critique social de jugement. Paris: Minuit, 1979.

BOURDIEU, P. Efeitos de lugar. In: BOURDIEU, P. (Coord) A miséria do mundo. Petrópolis: Vozes, 1997. p.159-66.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2004.

CABANES, R. Quelle approche biographique? Révue Internationale de Psychologie, v.VI, n.14, p.1-17, 2000.

CALDEIRA, T. P. R. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: Edusp; Ed.34, 2000.

MARICATO, E. As idéias fora do lugar e o lugar fora das idéias: planejamento urbano no Brasil. In: ARANTES, O. B. F.; VAINER, C.; MARICATO, E. (Org.) A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000. p.121-92.

REVEL, J. Microanálise e construção do social. In: REVEL, J. (Org.) Jogos de escalas: aexperiência da microanálise. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1998. p.15-38.

RIBEIRO, L. C. de Q. Rio de Janeiro: exemplo de metrópole partida e sem rumo? Novos Estudos Cebrap, n.45, p.167-77, jul. 1996.

SASSEN, S. The global city: New York, London and Tokyo. New York: Princenton University, 1991.

SENNETT, R. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

SILVA, L. A. M. da. A continuidade do “problema da favela”. In: OLIVEIRA, L. L. (Org.) Cidade: história e desafios. Rio de Janeiro: Editora FGV, CNPq, 2002. p.220-37.

THOMPSON, P. Des récits de vie a l’analyse du changement social. Cahiers Internationaux de Sociologie, v.LXIX, p.249-68, 1980.

VALLADARES, L. do P. Que favelas são essas. Insight Inteligência, p.58-63, ago./set./out., 1999. VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel; Fapesp; Lincoln Institute, 1998.

Publicado
2005-11-30
Seção
Artigos