Entre a natureza e o artifício: percepções e perspectivas nos projetos para parques urbanos e orlas fluviais na Amazônia

  • Mauricio de Brito e Cunha Valladares Mestre em Urbanismo (PROURBFAU-UFRJ). Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: filosofia da natureza, meio ambiente urbano, cidades amazônicas, projeto urbano.

Resumo

O presente trabalho tem por objeto de estudo a ideia de natureza e, por conseguinte, suas implicações no campo do urbanismo e no processo de construção da cidade. Seu objetivo principal é compreender como essa ideia é capaz de influenciar a forma urbana e, consequentemente, ser transformada por ela, assim como contribuir com o projeto urbano e as políticas públicas na Amazônia. Esta, construída ideologicamente no cerne da dialética entre natureza e cultura, apresenta um fértil campo de análise de temas ambientais. Da mesma forma, os projetos para parques urbanos e orlas fluviais, cuja origem está impregnada deste paradigma, permitem exemplificar distintas relações entre natureza e artifício em sete cidades analisadas na região. Foram verificadas diferentes abordagens projetuais correspondentes, em linhas gerais, aos projetos para orlas fluviais com matizes naturalistas, a projetos de revitalização urbana marcados pela naturalização do artifício, aos parques ecológicos e aos parques lineares interdisciplinares e multifuncionais, que apontam para uma abordagem socioecológica de cidade. Os conflitos discursivos encontrados refletem ambivalências históricas, ao mesmo tempo em que permitem colocar a Amazônia urbana como local privilegiado para a reflexão e possibilidades.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACSELRAD, H. O Zoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia e o panoptismo imperfeito. Cadernos do IPPUR, IPPUR / UFRJ, Rio de Janeiro, ano XVI, n.1, 2002.

AMARAL, M. D. Brito. A Guerra das Águas: concepções e práticas de planejamento e gestão urbana na orla fluvial de Belém. Dissertação de mestrado, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém do Pará, 2005.

ARGAN, G. C. História da Arte como História da Cidade. Martins Fontes, São Paulo, 1998 (primeira edição em italiano 1984).

ARNT, R. A.; SCHWARTZMAN, S. Prefácio de CASTRO, E. V. de. Um Artifício Orgâ- nico: transição na Amazônia e Ambientalismo (1985-1990). Rocco, Rio de Janeiro, 1992.

BECKER, Bertha K. Amazônia. Editora Ática, São Paulo, 1991, 2a edição.

BRITTO, A. L.; SILVA, V. A. da. Viver às margens dos rios: uma análise da situação dos moradores da favela Parque Unidos do Acari. In: Costa, L. (org.). Rios e Paisagens Urbanas em Cidades Brasileiras. Viana & Mosley, PROURB/FAU/UFRJ, Rio de Janeiro, 2006.

CARDOSO, A. L. Visões da Natureza no processo de Constituição do Urbanismo Moderno. Cadernos IPPUR, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, pp. 119- 50, janeiro-julho de 2000.

CARVALHO, J. C. Amazônia Revisitada: de Carvajal a Márcio Souza. Edufac, Rio Branco, 2005.

CHOAY, F. O Urbanismo. Perspectiva, São Paulo, 2005 (1a publicação em 1965). COSGROVE, D. E. Social Fomation and Symbolic Landscape. The University of Wisconsin Press, Wisconsin, 1998 (primeira impressão em 1984).

COSTA, L. M. Sá A. Paisagismo e Urbanismo: Permeabilidades. In: PINHEIRO MACHADO, D. B. P. ; SILVA, M. S. ; SILVA, R.L C. M. (Org.). Urbanismo em Questão. Prourb, Rio de Janeiro, 2003.

CROWE, N. Nature and the idea of a man-made world. MIT Press, London, 1997.

DIEGUES, A. C. S. O Mito Moderno da Natureza Intocada. Nupaub, São Paulo, 1994.

DUARTE, C. F. Belém, cidade das águas grandes. In: Costa, L. (org). Rios e Paisagens Urbanas em Cidades Brasileiras. Viana & Mosley, Rio de Janeiro, 2006.

GANDY, M. Urban nature and the ecological imaginary. In the Nature of Cities: Urban political ecology and the politics of urban metabolism. Routledge, London, pp. 63-74, 2006.

HARVEY, D. Justice, Nature and the Geography of Difference. Blackwell Publishers, Oxford, 1996.

HEYNEN, N.; KAIKA, M.; SWYNGEDOUW, E. Urban Political Ecology: Politicizing the production of urban natures. In the Nature of Cities: Urban political ecology and the politics of urban metabolism. Routledge, London, 2006, pp. 1-19.

HOUGH, M. Cities and Natural Process. Routledge, New York, 2000 (primeira impressão em 1995).

KLIASS, R. G.; ZEIN, R. V. Rosa Kliass: desenhando paisagens, moldando uma profissão. Senac, São Paulo, 2006.

LENOBLE, R. História da Idéia de Natureza. Edições 70, Lisboa, 1969.

LOUREIRO, J. J. de P. Obras Reunidas: cultura amazônica, uma poética do imaginário. Escrituras, São Paulo, 2001 (1a publicação em 1991).

MACEDO, S. S.; SAKATA, F. Parques Urbanos no Brasil. Edusp, São Paulo, 2002.

MARIN, R.; CHAVES, E. Imagens de Belém, paradoxo da modernidade e cultura na Amazônia. In: XIMENES, T. (Org.). Perspectiva do Desenvolvimento Sustentável. NAEAUFPA, Belém, 1997.

MERLEAU-PONTY, M. A Natureza – Curso do Collège de France. Martins Fontes, São Paulo, 2006.

MCHARG, I. Design with Nature. John Wiley & Sons, United States, 1992 (primeira publicação em 1969).

PÁDUA, J. A. Biosfera, história e conjuntura na análise da questão amazônica. História, Ciências e Saúde, vol. VI, setembro de 2000.

PEREIRA, J. C. M. A Urbanização da Amazônia e o papel das Cidades Médias na Rede Urbana Regional. O Rural e o Urbano na Amazônia: diferentes olhares e perspectivas. EDUFPA, Belém, 2006.

PEREIRA, M. S. A Arquitetura Brasileira e o Mito: Notas Sobre um Velho Jogo entre a “Afirmação-Homem” e “Presença-Natureza”. Revista Gávea. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, n.8, dezembro de 1990.

PONTE, J. P. X. A orla de Belém: intervenções e apropriação. Dissertação de mestrado. IPPUR/UFRJ, 2004.

ROSSET, C. A Anti-Natureza: elementos para uma filosofia trágica. Espaço e Tempo. Rio de Janeiro, 1989 (primeira publicação em 1973).

SANTOS, M. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção. Editora Hucitec, São Paulo, 1996.

SANTOS, M. A redescoberta da Natureza. Estudos Avançados. Universidade de São Paulo, São Paulo, pp. 95-106, v.6, n.14, janeiro/abril de 1992.

SILVA, M. A. P.; RIBEIRO, R. Portos e trapiches como imagem de Belém: sociabilidade e identidades urbanas à margem da metrópole. XII Encontro da ANPUR, Belém do Pará, 2007.

STEINBRENNER, R. A. Centralidade Ambiental x Invisibilidade Urbana (ou os novos “fantasmas” da Amazônia). XII Encontro da ANPUR, Belém do Pará, 2007.

TRINDADE JÚNIOR, S.-C. C. da; SANTOS, E. R. C. dos; RAVENA, N. A Cidade e o Rio: espaço e tempo na orla fluvial de Belém. Belém: a Cidade e o Rio na Amazônia. EDUFPA, Belém, 2005.

VARGAS, G. M. Território e Natureza. XII Encontro da ANPUR, Belém do Pará, 2007.

VICENTINI, Y. Cidade e História na Amazônia. Tese de doutorado. FAU/USP, São Paulo, 1994.

Publicado
2009-05-31
Seção
Artigos