Produção de espaço e defesa do direito à cidade: crônica de uma saga urbana em Uberlândia (MG)

  • Hoyêdo Nunes Lins Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Economia e Relações Internacionais, Florianópolis, SC
  • Juliana Pena Ferrari Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Economia e Relações Internacionais, Florianópolis, SC
Palavras-chave: Uberlândia, reconfiguração urbana, periferização e segregação, organização comunitária, disputa pela cidade.

Resumo

Uberlândia, cidade do Triângulo Mineiro (MG), é ilustração do rápido crescimento das cidades médias brasileiras nas últimas décadas. A intensa imigração, ligada a dinamismo econômico que refletiu sua localização estratégica, resultou na multiplicação de áreas carentes representativas de produção de espaço urbano, com persistentes lutas dos moradores por melhores condições de moradia e vida. Situado na periferia leste de Uberlândia, o bairro Dom Almir destaca-se pela forte presença de tais características. Sua trajetória, aqui estudada com base em uma pesquisa de campo, é uma verdadeira saga urbana de produção de espaço e de incansável luta pelo direito à cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hoyêdo Nunes Lins, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Economia e Relações Internacionais, Florianópolis, SC

Departamento de Economia e Relações Internacionais

Economia e Desenvolvimento Regional e Urbano

Juliana Pena Ferrari, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Economia e Relações Internacionais, Florianópolis, SC
Graduada em Economia pela UFSC

Referências

ALVES, L. A.; LOPES, M. L. Perspectivas sobre as dinâmicas espaciais em Uberlândia (MG). Caminhos da Geografia, Uberlândia, v. 13, n. 42, p. 216-227, jun. 2012.

PNUD; FJP; IPEA. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil – 2013. Perfil do Município de Uberlândia, MG. Brasília: PNUD; Fundação João Pinheiro; IPEA, 2013. Disponível em: <http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/uberlandia_mg>. Acesso em: 15 maio 2014

BELAFONTE, C. Número de empresas que operam no entreposto em Uberlândia dobra em 1 ano. Correio de Uberlândia, Uberlândia, 1 mar. 2013. Disponível em: <http://www. correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/numero-de-empresas-que-operam-no-entreposto-em-uberlandia-dobra-em-1-ano/>. Acesso em: 2 maio 2014.

BESSA, K. C. F. O. Constituição e expansão do meio técnico-científico-informacional em Uberlândia: o local na era das redes. In: SANTOS, R. J.;

RAMIRES, J. C. L. (Org.). Campo e cidade no Triângulo Mineiro. Uberlândia: Edufu, 2004. p. 59-91.

BOTELHO, D. N. Dinâmica imobiliária e estruturação intra-urbana: estudo de caso dos condomínios horizontais fechados no setor sul de Uberlândia (MG). 2008. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2008.

CASTELLS, M. Crise do Estado, consumo coletivo e contradições urbanas. In:

POULANTZAS, N. (Dir.). O Estado em crise. Rio de Janeiro: Graal, 1977. p. 159-329.

COELHO, O. M,; PEREIRA, M. F. V. O circuito inferior da economia na área central de Uberlândia (MG): avaliação e caracterização. Geografia, Londrina, v. 20, n. 1, p.163-188, jan./abr. 2011.

CORRÊA, R. L. O espaço urbano. São Paulo: Ática, 1989. ENTREPOSTO da Zona Franca de Manaus em Uberlândia tem treze empresas em operação. Correio de Uberlândia, Uberlândia, 26 abr. 2011. Disponível em: Acesso em: 2 maio 2014.

FAUDRY-BRENAC, E.; MOREAU, P. Urbanisation et développement capitaliste. Espaces et Sociétés, n. 8, p. 71-90, 1973.

FAUSTO, B.; HORTA, C. J. G. Minas Gerais: crescimento demográfico, migrações e distribuição espacial da população. In: SEMINÁRIO SOBRE A ECONOMIA MINEIRA, 10., 2002, Diamantina. Anais do X Seminário sobre a Economia Mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2002. p. 1-19.

GOMES, D. C. et al. Indigência e pobreza em Uberlândia. In: LEME, H. J. C.; NEDER, H. D. (Coord.). Condições socioeconômicas das famílias de Uberlândia. Uberlândia: UFU/ NEDRU/NEST/CEPES, 2001. p. 50-86.

GOTTDIENER, M. A produção social do espaço urbano. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 1997.

GUARANYS, A. D. Almir, a miséria à margem da cidade. Correio do Triângulo, Uberlândia, 24 nov. 1991. p. 8. (Cidades).

GUIMARÃES, E. N. Formação e desenvolvimento econômico do Triângulo Mineiro: integração nacional e consolidação regional. Uberlândia: Edufu, 2010.

HARVEY, D. Social justice and the city. London: Edward Arnold, 1973.

HARVEY, D. The limits to capital. Oxford: Basil Blackwell, 1982.

JARAMILLO, S. Crise dos meios de consumo coletivo urbano e capitalismo periférico. Espaço & Debates, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 19-39, 1986.

JULIANO, A. A. et al. Dinâmica demográfica e caracterização da população. In: LEME, H.J. C.; NEDER, H. D. (Coord.). Condições socioeconômicas das famílias de Uberlândia. Uberlândia: UFU/NEDRU/NEST/CEPES, 2001. p. 24-49.

JULIANO, A. A.; LEME, H. J. C. Transformações econômicas e dinâmica migratória recente na área de Uberlândia: um perfil socioeconômico da população migrante. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 13., 2002, Ouro Preto. Anais do XIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais. Ouro Preto: ABEP, 2002.

LAMARCHE, F. Property development and the economic foundations of the urban question. In: PICKVANCE, C. G. (Ed.). Urban sociology: critical essays. London: Methuen, 1976. p. 85-118.

LEFEBVRE, H. La révolution urbaine. Paris: Gallimard, 1970.

LEFEBVRE, H. Le droit à la ville suivi de Espace et politique. Paris: Anthropos, 1974.

LEME, H. J. C.; NEDER, H. D. (Coord.). Condições socioeconômicas das famílias de Uberlândia. Uberlândia: UFU/NEDRU/NEST/CEPES, 2001.

LIPIETZ, A. Le tribute foncier urbain. Paris: François Maspéro, 1974.

LIPIETZ, A. Le capital et son espace. 2. ed. Paris: La Découverte, 1983.

LOJKINE, J. Contribution to a Marxist theory of capitalist urbanization. In: PICKVANCE, C. G. (Ed.). Urban sociology: critical essays. London: Methuen, 1976. p. 119-146.

LOJKINE, J. O Estado capitalista e a questão urbana. São Paulo: Martins Fontes, 1981.

MINGIONE, E. Social conflict and the city. Oxford: Basil Blackwell, 1981.

MORADORES pressionam Prefeitura e Câmara: obras de infra-estrutura foram embargadas depois de ação da bancada de oposição do governo. Correio de Uberlândia, Uberlândia, 11 out. 2001. p. A8.

MORAIS, S. P. Empobrecimento e “inclusão social”: vida urbana e pobreza na cidade de Uberlândia/MG (1980-2004). 2007. Tese (Doutorado em História Social) – Faculdade de Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

MORAIS, S. P. Vida urbana, imprensa e pobreza (Uberlândia-MG 1980-2000): notas de uma Pesquisa. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 16, n. 2, p. 431-462, 2011.

MOTA, H. M. Evolução urbana de Uberlândia: uma cidade do Triângulo Mineiro de porte médio e em contínuo crescimento. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 10., 2003, Belo Horizonte. Anais do X Encontro Nacional da ANPUR. Belo Horizonte: ANPUR, 2003.

PEREIRA, H. D. L. B.; CUNHA, S. T. C. Uberlândia: qualidade das moradias – 2010. Uberlândia: UFU/IE/CEPES, 2014. (Pesquisas).

PETUBA, R. Pelo direito à cidade: experiência e luta dos ocupantes de terra do Bairro D. Almir – Uberlândia (1990-2000). 2001. Dissertação (Mestrado em História Social) – Instituto de História, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2001.

PICKVANCE, C. G. Introduction: historical materialist approaches to urban sociology. In:

PICKVANCE, C. G. (Ed.). Urban sociology: critical essays. London: Methuen, 1976. p. 1-32.

QUEIROZ, D. Evento na SUFRAMA debate redução de custos logísticos para o PIM a partir da utilização do entreposto da ZFM em Uberlândia. Manaus: Superintendência da Zona Franca de Manaus, 14 jun. 2011. Disponível em: <https://www.suframa.gov.br/suf_pub_noticias.cfm?id=11174>. Acesso em: 2 maio 2014.

RAMIRES, J. C. de L.; SANTOS, M. A. F. Exclusão social em Uberlândia: algumas reflexões a partir do Bairro Dom Almir e seu entorno. Caminhos da Geografia, Uberlândia, v. 2, n. 4, p. 73-87, out. 2001.

RIBEIRO, R.; BORGES, M. M. C.; CUNHA, S. F. O mercado de trabalho em Uberlândia. In: LEME, H. J. C.; NEDER, H. D. (Coord.). Condições socioeconômicas das famílias de Uberlândia. Uberlândia: UFU/NEDRU/NEST/CEPES, 2001. p. 87-107.

SAUNDERS, P. Social theory and the urban question. 2. ed. London: Hutchinson, 1986. SEM-TETO do Dom Almir vivem dias de angústia e tristeza. Correio do Triângulo, Uberlândia, 10 out. 1991. p. 5. (Cidade Geral).

SHIKI, S.; NEDER, H. D. (Coord.). Condições socioeconômicas das famílias na periferia de Uberlândia. Uberlândia: UFU/Centro de documentação e Pesquisa Socioeconômica, 1996. (Série: Relatórios de Pesquisas, n. 001).

SILVA, F. Centro de Distribuição vai gerar 2,3 mil empregos em Uberlândia. Correio de Uberlândia, Uberlândia, 10 maio 2012. Disponível em: <https://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/centro-de-distribuicao-vai-gerar-23-mil-empregos-em-uberlandia/>. Acesso em: 2 maio 2014.

SILVA, K. N.; RIBEIRO FILHO, V. Desenvolvimento socioespacial e dinâmica urbana da zona sul da cidade de Uberlândia. GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, n. 31, p. 69-78, 2012.

SILVA, V. A. et al. Aglomeração Urbana de Uberlândia (MG): formação socioeconômica e centralidade regional. In: HOGAN, D. J. et al. (Org.). Migração e ambiente nas aglomerações urbanas. Campinas: NEPO/UNICAMP, 2001. p. 195-223.

SOARES, B. R. Habitação e produção do espaço em Uberlândia. 1988. Dissertação (Mestrado

em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1988.

UBERLÂNDIA. Prefeitura Municipal. Plano Local de Habitação de Interesse Social de Uberlândia. Diagnóstico Estratégico de Habitação de Interesse Social. Uberlândia: Prefeitura Municipal de Uberlândia, 2009.

UBERLÂNDIA. Prefeitura Municipal. População. Uberlândia: Prefeitura Municipal de Uberlândia, [201?]. Disponível em: <http://www.uberlandia.mg.gov.br/?pagina=secretariasOrgaos&s=56&pg=135>.

Acesso em: 27 maio 2014.

VIRGÍLIO reafirma que não dará apoio a invasores sem-teto. Correio do Triângulo, Uberlândia, 21 jan. 1992. p. 10. (Cidades).

Publicado
2015-04-25
Seção
Artigos