Ocupações urbanas: a poética territorial da política | Urban occupations: the territorial poetics of politics

  • Natália Lelis Universidade Federal de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Belo Horizonte, Minas Gerais,
Palavras-chave: ocupações urbanas organizadas, política, espaço diferencial, conflitos fundiários urbanos, Rancière, Lefebvre

Resumo

Este trabalho propõe uma reflexão sobre as recentes ocupações urbanas organizadas da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele procura explorar conflitos e contradições que envolvem a constituição e a dinâmica cotidiana desses espaços, tendo como contribuições teóricas principais alguns conceitos de Rancière e de Lefebvre. Defendemos que a própria constituição deles é poiesis política e que o seu cotidiano, marcado por contradições, heterogeneidades e conflitos, aponta para a impossibilidade da política como ordem instituída. Além disso, como espaços diferenciais escavados no espaço abstrato, essas ocupações se tornam espaços do que difere e do que não difere, bem como do conflito entre ambos. Elas se inscrevem no movimento de produção-reprodução que muda e repete o cotidiano da metrópole. Com isso, recolocam a questão da possibilidade do planejamento em relação ao que é efetivamente político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Lelis, Universidade Federal de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Belo Horizonte, Minas Gerais,
Doutoranda em Geografia na UFMG.

Referências

ALVES, R. O. Entre a desposessão e a apropriação, o direito à cidade: quando o comum é possível. 2015. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

BOURDIEU, P. Razões práticas. São Paulo: Ática,1983.

CARDOSO, A. L. Habitação social no Brasil: política ou mercado? Reflexões sobre a construção do espaço metropolitano. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 14, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPUR, 2011. Disponível em: http://unuhospedagem.com.br/revista/rbeur/index.php/anais/article/view/3082 . Acesso em: 13 jun. 2015.

CARDOSO, A. L. (Org.). O Programa Minha Casa Minha Vida e seus efeitos territoriais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2013.

DAVIS, M. Planeta favela. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.

FERNANDES, E. A regularização de favelas no Brasil: o caso de Belo Horizonte. In: FERNANDES, E. A. (Org.) Direito Urbanístico. Belo Horizonte: Del Rey, 1998. p. 136-167.

FERNANDES, E. A Reforma urbana e reforma jurídica no Brasil: duas questões para reflexão. In: COSTA, G. M.; MENDONÇA, J. G. (Org.). Planejamento urbano no Brasil: trajetória, avanços e perspectivas, Belo Horizonte, C/Arte, 2008. p. 123-135.

FIX, M. São Paulo cidade global: fundamentos financeiros de uma miragem. São Paulo: Boitempo Editorial, 2007.

LEFEBVRE, H. O direito à cidade. São Paulo: Documentos, 1969.

LEFEBVRE, H. El manifiesto diferencialista. 2. ed. México: Siglo Veinteuno Editores, 1970.

LEFEBVRE, H. The production of space. Oxford: Blackwell Publishing, 1991.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG,1999.

LELIS, N. Por uma teoria instável: pensamento e não pensamento em arquitetura e o caso de Bernard Tschumi. 2007. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

LELIS, N. Regularização, regulação e o Estado: entre a política e a polícia. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPUR, 15., 2013, Recife. Anais... Recife: ANPUR, 2013.

LELIS, N. Do momento-espaço político: o momento político e o espaço diferencial. In: COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MONTE-MÓR, R. (Org.). Teorias e práticas urbanas: condições para a sociedade urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015. p. 297-316.

LOURENÇO, T. C. B. A cidade ocupada. 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2014.

MAYER, J. G. B. O comum no horizonte da metrópole biopolítica. 2015. Dissertação. (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

MAGALHÃES, F.; SILVA, H.; TONUCCI FILHO, J. B. M. Valorização imobiliária e produção do espaço: novas frentes na RMBH. In: COSTA, H. S. M.; MENDONÇA, J. G. (Org.). Estado e capital imobiliário: convergências atuais na produção do espaço urbano brasileiro. Belo Horizonte: C/Arte, 2011. p. 17-40.

MARICATO, E. Habitação e Cidade. São Paulo: Atual, 2004

MARICATO, E. et al. Cidades rebeldes: passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo, Carta Maior, 2013.

MARINS, P. C. G. Habitação e vizinhança: limites da privacidade no surgimento das metrópoles brasileiras. In: SEVCENKO, N. (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras. 1998. p. 131-170. v. 3.

MARTINS, J. S. O cativeiro da terra. 9. ed. São Paulo: Contexto, 2010.

RANCIÈRE, J. O desentendimento: política e filosofia. São Paulo: Ed. 34,1996a.

RANCIÈRE, J. O dissenso. In: NOVAES, A. (Org.). A crise da razão. São Paulo: Companhia das Letras, 1996b. p. 367-382.

RANCIÈRE, J. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Ed. 34, EXO experimental org., 2005.

RANCIÈRE, J. O ódio à democracia. São Paulo: Boitempo Editorial, 2014.

SHIMBO. L. Habitação social de mercado: a confluência entre Estado, empresas construtoras e capital financeiro. Belo Horizonte: C/Arte, 2012.

SANTOS JÚNIOR, O. A. Cidade, cidadania e planejamento urbano: desafios na perspectiva da reforma urbana. In: FELDMAN, S.; FERNANDES, A. (Org.). O urbano e o regional no Brasil contemporâneo. Salvador: EDUFBA, 2007. p. 293-314.

TONUCCI FILHO, J. B. M. Urban occupations as urban commons? Explorations from Belo Horizonte, Brasil. In: IASC THEMATIC CONFERENCE, 1... 2015, Bologna. Annals... Bolonha: IASC, 2015.

VAINER, C. Pátria, empresa e mercadoria. In: ARANTES, O.; MARICATO, E.; VAINER, C. A Cidade do Pensamento Único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 75-103.

Publicado
2016-12-22
Seção
Artigos | Articles: Além do Planejamento e do Urbanismo: em busca de um espaço diferencial