Repensando colaborativamente a cidade: o caso do PlanCHA | Rethinking the city collaboratively: the case of the PlanCHA

Palavras-chave: Master plan, Participação comunitária, Colaboração, Políticas públicas, Assunção

Resumo

O artigo focaliza o master plan para o Centro Histórico da cidade de Assunção, Paraguai, (PlanCHA), situando histórica, cultural e urbanisticamente a área como um importante locus de memória da cidade e do país. Em lugar de um master plan tradicional, a proposta vencedora do concurso internacional organizado, em 2014, pelo governo nacional consiste em um master process composto por dezenas de ações participativas top-down e bottom-up, articuladas por dez estratégias iniciais. O texto apresenta e discute a proposta e o processo de sua implementação nos três anos seguintes: seu contexto histórico e sociopolítico, as estratégias de realização, as etapas implementadas e as principais razões que interromperam sua efetivação, em 2017. Foram entrevistadas, em Madri, a equipe do escritório vencedor e, em Assunção, a equipe parceira de arquitetos paraguaios que implementaram o projeto localmente, além de historiadores, membros e ex-membros de governos nacionais e locais, agentes imobiliários, representantes comunitários, produtores culturais, habitantes e pesquisadores acadêmicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Tramontano, Instituto de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo

Arquiteto, Mestre, Doutor, Pós-doutorado e Livre-Docente em Arquitetura. Professor Associado do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - IAU.USP, campus de São Carlos, SP, Brasil. Coordenador do Nomads.usp Núcleo de Estudos de Habitares Interativos. 

Referências

ASUNCIÓN. ASU Viva. Asunción: Prefeitura de Asunción, 2017. Disponível em: https://bit.ly/2P6pVF4. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

ASUNCIÓN. Plan de Manejo Reserva Biologica Banco San Miguel Y Bahia de Asunción. Asunción: Prefeitura de Asunción, 2016. Disponível em: https://bit.ly/2lJxVyg. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

CASTELLS, M. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da Internet. Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CIA. CIA World Factbook 2018. [online] Disponível em: https://bit.ly/1wcXOVZ. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

CRISTALDO, J., BRITEZ, G. Estar en el mapa: relevamiento y caracterización participativa del Barrio Chacarita Alta. V!RUS, São Carlos, n. 16, 2018. [online] Disponível em: <http://www.nomads.usp.br/virus/virus16/?sec=5&item=88&lang=pt>. Acesso em: 12 de junho de 2019.

CRISTALDO, J. C., TORREANI, C. (ed.). Proyecto Creación del ASULAB. Asunción: Itaipu, CAP, SNC, MCA, 2017.

DGEEC. Paraguay: Proyección de la población por sexo y edad, según distrito, 2000-2025. Revisión 2015. Fernando de la Mora: DGEEC, 2015. Disponível em: https://bit.ly/1LeDfDz. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

DGEEC. Principales resultados de pobreza y distribución del ingreso. EPH 2016. Asunción: DGEEC, 2016. Disponível em: https://bit.ly/2Iz1tb2. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

DGEEC. Atlas Demográfico del Paraguay 2012. Asunción: DGEEC, 2012. Disponível em: https://bit.ly/2lzyhaF. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

DGEEC. Informe del Censo Poblacional del Bañado Norte. Asunción: DGEEC, 2014.

DIGUET, C. L’urbanisme transitoire: optimisation foncière ou fabrique urbaine partagée? Paris: IAU-IDF, 2018. Disponível em: https://bit.ly/2lytvtY. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

FERNÁNDEZ, B. Paraguay: un país en una lengua misteriosa y singular. Harvard Review of Latin America. [online]. Territory Guarani (Spring 2015). Disponível em: https://bit.ly/2ySq4I7. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

FERNÁNDEZ, L. S., SÁNCHEZ-BARBA, M. (ed.). Historia general de España y América. Volume 15, Tomo XV. Madrid: Rialp, 1989. Disponível em: https://bit.ly/2IACiVs. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

GALEANO, E. Las venas abiertas de América Latina. Montevideo: Monthly Review, 1971.

ICES. Área Metropolitana de Asunción Sostenible: Plan de acción. Asunción: ICES/BID, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2KnMJ3z. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

IMF. World Economic Outlook Database 2017. Disponível em: https://bit.ly/2hF0zSV. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

JACOBS, J. The Death and Life of Great American Cities. New York/Toronto: Vintage Books, 1961.

MASI, J. R. Un repaso de la arquitectura en 200 años de historia. Paraguay.com, 2011. [online]. Disponível em: https://bit.ly/2KqYlD3. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

MORIN, E. Introduction à la Pensée Complexe [1990]. Paris: Seuil, 2005.

PARAGUAI. Encuesta sobre acceso y uso de Internet en Paraguay. Asunción: Senatics, 2017. Disponível em: https://bit.ly/2J6rUsE. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

PLANCHA. Plan CHA: Plan Maestro de Revitalización del Centro Histórico. Síntesis del Resumen Ejecutivo del Documento del Plan. Asunción: SNC, 2015a. Disponível em: https://bit.ly/2pUfSG5. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

PLANCHA. Asunción Laboratório Abierto. Tomo 1: Documentación, diagnóstico, objetivos y referencias. Asunción: PlanCHA, 2014a.

PLANCHA. Asunción Laboratório Abierto. Tomo 3: Participación ciudadana entorno al PlanCHA. Asunción: PlanCHA, 2014b.

PLANCHA. Project website. 2015b [online]. Disponível em: https://bit.ly/2pUfSG5. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

RUBIANI, J., TRAMONTANO, M. Recuerdos urbanos, planificación de futuros. V!RUS, São Carlos, n. 16, 2018. [online] Disponível em: <http://www.nomads.usp.br/virus/virus16/?sec=2&item=1&lang=pt>. Acesso em: 12 de junho de 2019.

UNDP. The Rise of the South: Human Progress in a Diverse World. Human Development Report 2013. New York: UNDP, 2013. Disponível em: https://bit.ly/1jtTjS6. Acesso em: 25 de Junho de 2018.

Publicado
2019-07-19