O PDDI-RMBH e as possibilidades de um desenvolvimento endógeno desencadeado pela economia popular metropolitana

  • Evandro Luis Alves Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Arquitetura, Belo Horizonte, MG, Brasil.
  • Bruno Siqueira Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências, Belo Horizonte, MG, Brasil.
  • Sibelle Cornélio Diniz Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Belo Horizonte, MG, Brasil.
Palavras-chave: Planejamento metropolitano, PDDI-RMBH, Economia popular, Desenvolvimento endógeno, Minas Gerais

Resumo

Aprovado em 2011, o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte (PDDI-RMBH) é peça fundamental do processo continuado de planejamento metropolitano em Minas Gerais. Em sua referência à produção em pequena escala, chama atenção o fato de o Plano tomar a tese da economia popular solidária como pressuposto para o planejamento. Este artigo pretende explorar essa questão, uma década após a elaboração e a aprovação do documento, apontando os limites e as potencialidades de a economia popular se tornar base desencadeadora de uma trajetória de desenvolvimento endógeno na metrópole.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evandro Luis Alves, Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Arquitetura, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduado em Ciências Econômicas pela Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, mestrando em Arquitetura e Urbanismo na Escola de Arquitetura da UFMG (NPGAU-EA/UFMG) e pesquisador associado do Núcleo RMBH do programa INCT Observatório das Metrópoles.

Bruno Siqueira Fernandes, Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Geociências, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Graduado em Ciências Econômicas pela Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, mestrando em Geografia no Instituto de Geociências da UFMG (IGC/UFMG).

Sibelle Cornélio Diniz, Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutora em Economia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG (Cedeplar-Face/UFMG), professora adjunta do Departamento de Ciências Econômicas e do Cedeplar/UFMG.

Referências

CORAGGIO, J. L. Economía urbana: la perspectiva popular. Quito: Instituto Fronesis, 1994.

CORAGGIO, J. L. Da economia dos setores populares à economia do trabalho. In: KRAYCHETE, G. et al. (org.). Economia dos setores populares: entre a realidade e a utopia. Petrópolis: Vozes, 2000.

CORAGGIO, J. L. Qué significa pasar de la economía popular a la economía del trabajo? Proposta, n. 98, p. 12-20, 2003.

CORAGGIO, J. L. Las tres corrientes de pensamiento y acción dentro del campo de la economía social y solidaria. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 15, n. 2, p. 11-24, 2013.

DAGNINO, R. Tecnologia social: contribuições conceituais e metodológicas. Campina Grande: EDUEPB, 2014.

DINIZ, C. C. Estado e capital estrangeiro na industrialização mineira. Belo Horizonte: UFMG/Proed, 1981.

DINIZ, C. C.; CROCCO, M. Economia regional e urbana: contribuições teóricas recentes. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

DINIZ, S. C. Do precário ao plural: realidades e possibilidades da economia popular no Brasil contemporâneo. 2016. Tese (Doutorado) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

DINIZ, S. C. Economia popular e solidária no Brasil contemporâneo. In: ANDRADE, M. V.; ALBUQUERQUE, E. M. (org.). Alternativas para uma crise de múltiplas dimensões. Belo Horizonte, Cedeplar/UFMG, 2018.

DINIZ, S. C. Possibilidades da economia popular e solidária no Brasil contemporâneo: apontamentos. Nova Economia, v. 29, p. 963-985, 2019.

DINIZ, S. C.; MONTE-MÓR, R. L. M. A pequena produção popular e solidária como instrumento de fortalecimento e reorganização metropolitana: a visão do PDDI-RMBH. In: Anais do XV Encontro da Anpur – Enanpur, Recife, 2013.

DINIZ, S. C.; ROCHA, V. M. Panorama da economia solidária no estado de Minas Gerais. Boletim Mercado de Trabalho – Conjuntura e Análise, v. 66, p. 1-12, 2019.

EUCLYDES, A. C. P. A hipótese otimista: dialética e utopia das áreas verdes, das áreas protegidas e da Trama Verde e Azul. 2016. Tese (Doutorado) – Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

FURTADO, C. Criatividade e dependência na civilização industrial. São Paulo: Paz e Terra, 1978.

FURTADO, C. Cultura e desenvolvimento em época de crise. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

HIRATA, G. I.; MACHADO, A. F. Conceito de informalidade/formalidade e uma proposta de tipologia. Boletim Mercado de Trabalho – Conjuntura e Análise, n. 34, nov. 2007.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico, 2000. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 8 abr. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico, 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 8 abr. 2020.

KRAYCHETE, G. Economia popular solidária: paisagens e miragens. Serviço Social em Revista (on-line), v. 9, n. 1, p. 1-15, 2006.

LISBOA, A. M. Socioeconomia solidaria: marco conceitual latinoamericano. Textos para discussão UFSC CNM, n. 2, 2004.

MONTE MÓR, R. L. M. Urbanização extensiva e economia dos setores populares. In: OLIVEIRA, M. P. et al. (org.). O Brasil, a América Latina e o mundo: espacialidades contemporâneas. Rio de Janeiro: Lamparina/Faperj/Anpege, 2008.

MONTE-MÓR, R. L. M.; COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MELO, M. G. P. The University and Metropolitan Planning: an Innovative Experience. Nova Economia, v. 26, p. 1133-1156, 2016.

MONTE-MÓR, R. L. M.; DINIZ, S. C. Economias populares: alternativas de geração de trabalho e renda na Região Metropolitana de Belo Horizonte. In: OLIVEIRA, F. L. de et al. (org.). Grandes projetos metropolitanos: Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2012.

OLIVEIRA, A. M.; COSTA, H. S. M. A Trama Verde Azul no planejamento territorial: aproximações e distanciamentos. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 20, n. 3, p. 538-555, 2018.

OLIVEIRA. F. A razão dualista/O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003 [1972].

RAZETO, L. De la economía popular a la economía de solidaridad en un proyecto de desarrollo alternativo. Ciudad de México: Instituto Mexicano de Doctrina Social Cristiana, 1993.

RODRÍGUEZ, O. O estruturalismo latino-americano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009 [2006].

SANTOS, M. O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. São Paulo: Edusp, 2008 [1979].

SINGER, P. I. Introdução à economia solidária. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002.

SINGER, P. I. Desenvolvimento capitalista e desenvolvimento solidário. Estudos Avançados, v. 18, n. 51, p. 7-22, 2004.

TIRIBA, L. O trabalho no olho da rua: fronteiras da economia popular e da economia informal. Proposta, n. 97, p. 38-49, jun.-ago. 2003.

TONUCCI FILHO, J. B. M. Dois momentos do planejamento metropolitano em Belo Horizonte: um estudo das experiências do Plambel e do PDDI-RMBH. 2012. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

TONUCCI FILHO, J. B. M.; FREITAS, D. M. Planejamento metropolitano e grandes projetos urbanos: concepção e descaminhos da política de novas centralidades na RMBH. Cadernos Metrópole, 22(47), p. 61-84, 2020.

TONUCCI FILHO, J. B. M.; MONTE MÓR, R. L. M. Avanços e desafios ao planejamento metropolitano: o caso do PDDI-RMBH. In: Anais do XV Encontro da Anpur – Enanpur, Recife, 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG). Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte (PDDI-RMBH). Relatório final – propostas de políticas setoriais, projetos e investimentos prioritários. 6 v. Belo Horizonte: UFMG, 2011. Disponível em: http://www.rmbh.org.br. Acesso em: 8 abr. 2020.

VELLOSO, R. C. L.; WOJCIECHOWSKI, M. J. Processos participativos no planejamento da RMBH: perspectivas e desafios na elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte (PDDI-RMBH). In: ANDRADE, L. T. de; MENDONÇA, J. G. de; DINIZ, A. M. (org.). Belo Horizonte: transformações na ordem urbana. Rio de Janeiro: Carta Capital/PUC Minas, 2015.

Publicado
2020-06-01
Seção
Artigos - Planejamento e Políticas Públicas