Poéticas de arquivo como práticas urbanas: três gestos de pesquisa no arquivo do Laboratório de Fotodocumentação Sylvio de Vasconcellos

  • Junia Cambraia Mortimer Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Salvador, BA, Brasil https://orcid.org/0000-0001-7939-5110
Palavras-chave: Arquivo, Fotografia, Cidade, Técnica, Cotidiano, Desmontar, Desviar

Resumo

Este texto apresenta três gestos de pesquisa (ampliar, desmontar e desviar) que realizamos no arquivo fotográfico do Laboratório de Fotodocumentação Sylvio de Vasconcellos, a fim de evidenciar aspectos que instituem um campo de debates em torno da cidade, da técnica e do cotidiano. Operamos com fontes provenientes do Serviço de Fotodocumentação da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, majoritariamente dos anos de 1954 a 1964. Os gestos de pesquisa, enquanto poéticas, experimentam modos de “fazer o arquivo falar”. E provocam ruídos quando colocam em discussão a vida ordinária capturada por meio da fotografia e as implicações dessa mediação técnica na prática da cidade e na construção de representações e discursos. Ao perfurarem o dispositivo do arquivo patrimonial e incidirem na trama histórica em torno do popular, esses gestos vislumbram atualizações críticas em torno do descarte e são também práticas urbanas na medida em que instauram outros modos de ver a cidade (ou des-vê-la, nos termos de Manoel de Barros e Rita Velloso).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Junia Cambraia Mortimer, Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Salvador, BA, Brasil

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (2007). Mestre em Artes e Humanidades (2010) pela Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, pela Universidade de Perpignan, na França, e pela Universidade de Sheffield, na Inglaterra (programa Erasmus Mundus). Doutora em Arquitetura e Urbanismo (2015) pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFMG (NPGAU), com estágio sanduíche na Cooper Union, em Nova York, sob orientação de Anthony Vidler. Realizou pós-doutorado (2019) na Escola de Arquitetura da UFMG, sob tutela de Renata Marquez. É professora da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e professora permanente do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) e do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais (PPGAV), ambos dessa instituição.

Referências

AZOULAY, A. Potential history. Unlearning Imperialism. London; New York: Verso, 2019.

BARROS, M. Menino do mato. São Paulo: Alfaguara, 2013.

BARTHES, R. A preparação do romance. São Paulo: Martins Fontes, 2005. v. II. (Coleção Roland Barthes).

BARTHES, R. A câmara clara: nota sobre a fotografia. Tradução de Júlio Castañon Guimarães. 7. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018. (Clássicos de Ouro).

BENJAMIN, W. O anjo da história. Tradução de João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

BENJAMIN, W. A obra de arte na época da possibilidade de sua reprodução técnica. In: Estética e sociologia da arte. Tradução: João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica, 2017a.

BENJAMIN, W. Pequena história da fotografia. In: Estética e sociologia da arte. Tradução: João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica, 2017b.

BRITO, J. G.; STRAMBI, A. O. Forros. Belo Horizonte: Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1961. (Documentário Arquitetônico 4).

CADAVA, E. Words of light. Princeton: Princeton University Press, 1997.

CADAVA, E.; NOUZEILLES, G. The itinerant languages of photography. Princeton: Princeton University Press, 2014.

CARVALHO, V. C.; LIMA, S. F. Fotografia e cidade. São Paulo: Mercado de Letras: FAPESP, 1997.

CASTRIOTA, L.; ÂNGELO, C. As dimensões de um arquivo: recuperando um patrimônio moderno. In: CASTRIOTA, L. Arquitetura e documentação. Belo Horizonte: Annablume, 2011. p. 145-168.

CERTEAU, M. de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 16. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

COLOMINA, B. Privacy and publicity: modern architecture as mass media. Cambridge: The MIT Press, 1996.

COSTA, E. A. Editorial. Cidade e cultura visual. Revista Urbana, Campinas, v. 9, n. 2, 2017a.

COSTA, E. A. Arquitetura e visualidade. São Paulo: Alameda, 2017b.

COSTA, E. A. Arquivo, poder, memória. São Paulo: Alameda, 2018.

DIDI-HUBERMAN, G. Images in spite of all. Chicago: The University of Chicago Press, 2008.

DIDI-HUBERMAN, G. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 2010.

DIDI-HUBERMAN, G. Diante da imagem. São Paulo: Editora 34, 2013.

DIDI-HUBERMAN, G. Montagem, remontagem (do tempo). Tradução: Milene Migliano. Horizonte: Chão da Feira, 2016. (Coleção Cadernos de Leitura).

DIDI-HUBERMAN, G. Cascas. São Paulo: Editora 34, 2017a.

DIDI-HUBERMAN, G. Levantes. São Paulo: Editora Sesc, 2017b.

ESPADA, H.; ALONSO, A. Conflitos: fotografia e violência política no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2018.

FARGE, A. O sabor do arquivo. São Paulo: EDUSP, 2017.

FONTCUBERTA, J. O beijo de Judas: fotografia e verdade. São Paulo: Gustavo Gili, 2010.

FONTCUBERTA, J. A câmera de Pandora: fotografia depois da fotografia. São Paulo: Gustavo Gili, 2012.

FONTCUBERTA, J. La furia de las imágenes: notas sobre la postfotografía. Barcelona: Galáxia Gutenberg, 2016.

JACQUES, P.; BRITTO, F. Gestos urbanos. Salvador, Edufba, 2017.

JESUS, C. M. de. Quarto de despejo: diário de uma favelada. 10. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1983.

KNAUSS, P. O desafio de fazer História com imagens: arte e cultura visual. Artcultura, v. 8, n. 12, 2006.

KOSSOY, B. Fotografia e História. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

MARQUEZ, R. Geografias portáteis: arte e conhecimento espacial. 2009. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

MAZZONI, G. T.; MAZZONI, M. de C. Favelas. Belo Horizonte: Serviço Gráfico da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1961. (Documentário Arquitetônico 3).

MELLO, S. Apresentação. In: MAZZONI, G. T.; MAZZONI, M. de C. Favelas. Belo Horizonte: Serviço Gráfico da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1961. (Documentário Arquitetônico 3).

MENESES, U. B. de. Fontes visuais, cultura visual, história visual. Balanço provisório, propostas cautelares. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 23, n. 45, p. 11-36, 2003.

MENEZES, I. P. de. Fazendas mineiras. Acervo Curt Lange Belo Horizonte: Escola de Arquitetura da UFMG, 1969. (Documentário Arquitetônico 6).

MORTIMER, J. Arquiteturas do olhar. Belo Horizonte: C/Arte, 2017.

MORTIMER, J. Pensar por imagens. In: JACQUES, P; PEREIRA, M. Nebulosas do pensamento urbanístico. Salvador: Edufba, 2018a.

MORTIMER, J. et al. O popular em disputa: em torno de Lina Bo Bardi e Celso Furtado (1959-1964). In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO, 5., 2018, Salvador. Anais [...]. Salvador: Edufba, 2018b. v. 2, p. 3590-3606.

MORTIMER, J.; SÁ, A. Cidade, técnica, cotidiano: trajetórias de Aracy Esteve Gomes e Lina Bo Bardi em Salvador. In: ENANPUR, 2019, 18., Natal. Anais [...] Natal: ANPUR, 2019. Tema: Tempos em/de transformação – utopias.

MORTIMER, J; DRUMMOND, W. (org.). Entre imagem e escrita: Aracy Esteve Gomes e Salvador. Salvador: Edufba, 2020 [no prelo].

MOURA, M. I. P. Primeiras casas de Belo Horizonte. Belo Horizonte: Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1961. (Documentário Arquitetônico 5).

NAVAS, A. M. Fotografia e poesia (afinidades eletivas). São Paulo: Ubu, 2018.

NOUZEILLES, G. Os restos do político ou as ruínas do arquivo. In: SOUZA, E. M. de; MIRANDA, W. M. (org.). Crítica e Coleção. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2011.

NOUZEILLES, G. Arquitectura del fotolibro: escritura e imagen. Outra travessia: – revista de Literatura do Programa de Pós-graduação em Literatura da UFSC, Florianópolis, n. 21, 2016.

OLIVEIRA, S. O movimento de favelas de Belo Horizonte e o Departamento de Habitações e Bairros Populares (1956-1964). Revista Mundos do Trabalho, v. 4, n. 7, p. 100-120, jan.-jun. 2012.

PINHEIRO, C. de V.; MAZZONI, G. T.; MAZZONI, M. de C. Alpendres. Belo Horizonte: Serviço Gráfico da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1960. (Documentário Arquitetônico 1).

SCHIAVINATTO, I. L. F.; COSTA, E. A. Cultura visual e História. São Paulo: Alameda, 2016.

SOMARRIBA, M. M. G.; VALADARES, M. G.; AFONSO, M. R. Lutas urbanas em Belo Horizonte. Petrópolis: Vozes; Belo Horizonte: Fundação João Pinheiro, 1984. 130 p.

STIERLI, M. Las Vegas in the rearview mirror: the city in theory, photography, and film. Los Angeles: Getty Publications, 2013.

STIERLI, M. Montage and the metropolis. Architecture, Modernity, and the Representation of Space. New Haven; London: Yale University Press, 2018.

VEIGA, J. J. A estranha máquina extraviada: contos. 13. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

VELLOSO, Rita. Modos de des-ver. Ou, a arquitetura experimentada depois da fotografia. Resenhas Online, São Paulo, ano 17, n. 194.03, fev. 2018. Available at: https://www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/18.194/6885. Viewed on: May 10, 2020.

VIDLER, A. The spatial uncanny. In: CASEBERE, J. James Casebere. Milano: Edizioni Charta: Sean Kelly Gallery, 2001.

WASNER, M. E. Pavimentação. Acervo Curt Lange Belo Horizonte: Serviço Gráfico da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, 1960. (Documentário Arquitetônico 2).

WISNIK, G. Dentro do nevoeiro. São Paulo: Ubu, 2019.

ZIMMERMAN, C. Modern architecture between photography and image. Beijing: Urban Environment Design, 2012a. p. 66-71.

ZIMMERMAN, C. Photography into building in postwar architecture: The Smithsons and James Stirling. Art History, v. 2, p. 270-287, 2012b. DOI: 10.1111/j.1467-8365.2011.00886.x.

ZIMMERMAN, C. Photographic architecture in the twentieth century. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2014.

Publicado
2020-12-08
Seção
Artigos - Cidade, História e Cultura