Rebelião nas periferias: o “caso” francês

  • Jean-Pierre Garnier Institut Parisien de Recherche sur l’Architecture, l’Urbanisme et la Société (IPRAUS) do CNRS, Paris
Palavras-chave: questão urbana, questão social, política das cidades.

Resumo

Amplamente midiatizadas e dramatizadas, as “revoltas” de novembro de 2005 na França foram igualmente bastante analisadas. Privilegiando seus aspectos “urbanos”, “locais”, ou mesmo “étnicos”, a maior parte das interpretações propostas pelos pesquisadores teve por efeito, senão por objetivo, negar a este evento o seu verdadeiro caráter político. Elas não fazem mais do que reconduzir ao plano teórico o impasse prático ao qual conduziu uma “política urbana” que, há três décadas, segundo diferentes configurações, restringe-se a territorializar a questão social para eludi-la, à falta de poder resolvê-la. Essa questão reveste-se de formas espaciais novas com a transnacionalização do capital na era da acumulação flexível. Para neutralizar “no terreno” as desordens sociais engendradas por essa “nova ordem mundial”, as autoridades francesas esforçam-se em instaurar uma “nova ordem local”, em que a prevenção tende a tomara forma da repressão e a “política urbana” a confundir-se com uma polícia da cidade. Vale dizer que o “caso” francês não é mais que a exceção que, em um contexto sociológico, urbanístico e ideológico, vem confirmar a regra “global”.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean-Pierre Garnier, Institut Parisien de Recherche sur l’Architecture, l’Urbanisme et la Société (IPRAUS) do CNRS, Paris

Referências

BEAUD, S.; PIALOUX, M. Retour sur la condition ouvrière. Paris: Fayard, 1999.

BIHR, A. Du “grand soir” à l’alternative. Le mouvement ouvrier européen en crise. Paris: Les Éditions Ouvrières, 1991.

BOURDIEU, P. La misère du monde. Paris: Seuil, 1993.

GARNIER, J.-P. Des barbares dans la cité de la tyrannie du marché à la violence urbaine. Paris: Flammarion, 1997.

GARNIER, J.-P. Le nouvel ordre local: gouverner la violence. Paris: L’Harmattan, 2000.

LEFEBVRE, H. La production de l’espace. Paris: Éditions Anthropos, 1974.

MASCLET, O. La gauche et les cités. Enquête sur un rendez-vous manqué. Paris: La Dispute, 2003.

MAUGER, G. L’émeute de novembre 2005.Une révolte protopolitique. Paris: Éditions du Croquant, 2006.

NUITS DE NOVEMBRE 2005, Table-ronde avec Jacques Donzelot, Philippe Estèbe, Marie-Christine Jaillet et Hugues Lagrange, Esprit, n.12, décembre 2005.

REDESSINER les territoires de la République. Éditorial, Esprit, n.12, décembre 2005.

Publicado
2006-11-30
Seção
Artigos