O mercado de terras em São Paulo e a continuada expansão da periferia

  • Haroldo da Gama Torres Pesquisador sênior do Cebrap e membro do Conselho Curador da Fundação Seade
  • Renata Gonçalves Centro de Estudos da Metrópole (CEM) - Cebrap
Palavras-chave: mercado de Terras, segregação residencial, São Paulo, planejamento urbano, áreas metropolitanas.

Resumo

Este artigo investiga aspectos da evolução da produção imobiliária habitacional formal na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) nos últimos quinze anos. A partir de uma breve reflexão sobre a idéia de centralidade e da utilização de dados de lançamentos imobiliários (Embraesp), elabora-se um modelo de formação do preço da terra que evidencia a grande importância da localização geográfica do imóvel. Os dados apontam também para um incremento significativo do preço dos imóveis residenciais ao longo da década de 1990 nas áreas urbanas mais centrais, o que poderia, em parte, explicar o processo de esvaziamento demográfico do chamado “centro expandido” e a persistente expansão das áreas periféricas, uma vez que um número menor de moradores tem tido acesso às áreas centrais, mais valorizadas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Haroldo da Gama Torres, Pesquisador sênior do Cebrap e membro do Conselho Curador da Fundação Seade
Renata Gonçalves, Centro de Estudos da Metrópole (CEM) - Cebrap

Referências

ABRAMO, P. Le marché, l´ordre-désordre et la coordination spatiale. Paris, E.H.E.S.S., Tese de Doutoramento, 1994.

ALONSO, W. Location and land use. Harvard University Press, Cambridge, Massachusetts, 1964.

ARANTES, O. F. Uma Estratégia Fatal: a cultura nas novas gestões urbanas. In: ARANTES, O.; VAINER, C. B. e MARICATO, E. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000.

BIDERMAN, C. Forças de atração e expulsão na Grande São Paulo. São Paulo, FGV SP, Tese de Doutoramento, 2001.

BONDUKI, N.; ROLNIK, R. Periferia da Grande São Paulo: reprodução do espaço como expediente de reprodução da força de trabalho. In: MARICATO, E. (org.) A produ- ção capitalista da casa (e da cidade) do Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega, 1982.

FRÚGOLI JR., H. Centralidade em São Paulo: trajetórias, conflitos e negociações na metró- pole. São Paulo: Cortez; Edusp, 2000.

HABI/PMSP. Plano Municipal de Habitação da Cidade de São Paulo. São Paulo: mimeo, 2004.

HENDERSON, J.V. Urban development: theory, fact and illusion. New York: Oxford University Press, 1988.

HERMANN, B. M.; HADAD, E. A. Mercado Imobiliário e Amenidades Urbanas: A View Through the Window. Estudos Econômicos, São Paulo, 35(2): 237-69, abr-jun 2005.

MARICATO, E. Metrópole na periferia do capitalismo: ilegalidade, desigualdade e violência. São Paulo: Hucitec, 1996.

MARICATO, E. Habitação e Cidade. São Paulo: Atual (série Espaço & Debate), 79 p., 1997.

MARICATO, E. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001.

MARICATO, E. Metrópole, legislação e desigualdade. Estudos Avançados, maio/ago, 2003, vol.17, n.48, pp.151-66. ISSN 0103-4014.

MARQUES, E. A dinâmica imobiliária de incorporação no período recente. In: MARQUES, E.;

TORRES, H. (org.) São Paulo: segregação, pobreza urbana e desigualdade social. São Paulo: Editora Senac, pp. 213-41, 2005.

MARQUES, E. Redes Sociais, Instituições e Atores Políticos no Governo da Cidade de São Paulo. São Paulo: Annablume Editora, 2003.

MARQUES, E.; BITAR, S. Espaço e grupos sociais na metrópole paulistana. Novos Estudos Cebrap, n.64. 2002.

MARQUES, E.; BICHIR, R. Investimentos públicos, infra-estrutura urbana e produção da periferia em São Paulo. Revista Espaço e Debates, n.42, 2002.

MARQUES, E.; TORRES, H.; SARAIVA, C. Favelas no Município de São Paulo: estimando a sua presença para os anos de 1991, 1996 e 2000. Revista Brasileira de Estudos Urbanos, vol.5, n.1, 2003.

NERI, J. Um século de política para poucos: o zoneamento paulistano 1886/1996. São Paulo: FAU/USP, Tese de Doutoramento, 2002.

RIBEIRO, L. Dos cortiços aos condomínios fechados: as formas de produção da moradia na cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

RICHARDSON, H. W. Urban Economics. Harmondsworth: Penguin, 1971. ROLNIK, R. A cidade e a lei: legislação, política urbana e territórios na cidade de São Paulo. São Paulo: Nobel/Fapesp, 1997.

SARAIVA, C.; MARQUES, E. A condição social dos habitantes de Favelas. In: MARQUES, E.; TORRES, H. (Org.). São Paulo: segregação, pobreza urbana e desigualdades sociais. São Paulo: Senac, pp.143-67, 2005.

SMOLKA, M. Para uma reflexão sobre o processo de estruturação interna das cidades brasileiras: o caso do Rio de Janeiro. Espaço e Debates, n.21, 1987.

SMOLKA, M. Expulsando os pobres e redistribuindo os ricos: “dinâmica imobiliária” e segregação residencial na cidade do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Estudos Populacionais. Campinas, vol.9(1), 1992.

SMITH, N. The new urban frontier: gentrification and the revanchist city. New York: Routledge, 1996.

TORRES, H. da G. A fronteira paulistana. In: MARQUES, E.; TORRES, H.G. (orgs.). São Paulo: segregação, pobreza e desigualdade. São Paulo: Editora do Senac, pp.101-20, 2005.

TORRES, H. da G. Segregação residencial e políticas públicas: São Paulo na década de 1990. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol.19, n.54, pp.41-56, 2004.

TORRES, H. da G.; MARQUES, E. Políticas Sociais e Território: Uma Abordagem Metropolitana. Revista São Paulo em Perspectiva, vol.18, n.4, 2004.

VALLADARES, L.; COELHO, M. Pobreza urbana e mercado de trabalho: uma análise bibliográfica. O que se deve ler em ciências sociais no Brasil, n.2. São Paulo: Anpocs/Cortez, 1987.

VETTER, D. The impact on the metropolitan system of the interpersonal and spatial distribution of real and monetary income: the case of Grande Rio. Comparative Urbanization Series. University of California, Los Angeles, 1975.

VETTER, D.; PINTO, D.; FRIEDRICH, O.; MASSENA, R. A apropriação dos benefícios das ações do Estado em áreas urbanas: seus determinantes e análise através da ecologia fatorial. Espaço e Debates, vol.1(4), 1981.

VETTER, D.; MASSENA, R. Quem se apropria dos benefícios líquidos dos investimentos do Estado em infraestrutura? Uma teoria da causação circular. In: SILVA, L.A.M. da (org). Solo urbano – Tópicos sobre o uso da terra. Série Debates Urbanos. Rio de Janeiro: Zahar Ed, 1981.

VILLAÇA, F. Espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Fapesp/Lincoln Institute/Nobel, 1998.

Publicado
2007-11-30
Seção
Artigos