O papel dos mestrados profissionais na área de Planejamento Urbano e Regional

  • Rosélia Piquet Planejamento Regional e Gestão de Cidades da Universidade Candido Mendes, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro
  • Rodrigo Machado Vilani Planejamento Regional e Gestão de Cidades da Universidade Candido Mendes -Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro
Palavras-chave: mestrados profissionais, Planejamento Urbano e Regional, CAPES, qualificação profissional.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar os desafios e as contribuições da consolidação dos mestrados profissionais na pós-graduação brasileira. Apesar dessa modalidade estar prevista desde a idealização da pós-graduação na década de 1950, a implementação de mestrados para a formação profissional no Brasil sofreu críticas ao longo de sua implantação. A pesquisa analisa as normas da CAPES relacionadas ao reconhecimento dos mestrados profissionais e dos dados de sua evolução a partir de 2000, particularmente, da área de Planejamento Urbano e Regional. À guisa de conclusão são tecidas considerações gerais e específicas quanto à importância dos mestrados profissionais no âmbito da pós-graduação nacional, formando profissionais qualificados para realizar uma leitura adequada e propor medidas positivas para a construção de uma sociedade justa e igualitária para as presentes e futuras gerações.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGOPYAN, V.; OLIVEIRA, J.F.G. Mestrado profissional em Engenharia: uma oportunidade para incrementar a inovação colaborativa entre universidades e os setores de produção no Brasil. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 2, n. 4, p. 79-89, jul. 2005.

BRANDÃO, C.A. A Busca da Utopia do Planejamento Regional. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 120, p. 11-31, jan./jun. 2011.

CAPES. A necessidade de desenvolvimento da pós-graduação profissional e o ajustamento do Sistema de Avaliação às características desse segmento. Boletim da Capes, dez. 2001.

CAPES. Parecer CNE/CES 0079/2002.

CAPES. Documento de Área Interdisciplinar: Triênio 2007-2009. Brasília: CAPES, abril de 2008.

CAPES. Cursos recomendados e reconhecidos. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/avaliacao/cursos-recomendados-e-reconhecidos>. Acesso em: 03 maio 2012.

CASTRO, C. M. A hora do mestrado profissional. In: Revista Brasileira de Pós-graduação, v. 2, n. 4. 2005. p. 16-23.

GEOCAPES. Distribuição de programas de pós-graduação no Brasil. Disponível em: http://geocapes.capes.gov.br/geocapesds/#app=c501&da7a-selectedIndex=0&5317-selectedIndex=0&dbcb-selectedIndex=0. Acesso em: 03 maio 2012.

NEGRET, F. A Identidade e a importância dos mestrados profissionais no Brasil e algumas considerações para a sua avaliação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 5, n. 10, p.217-225, dez./2008.

RIBEIRO, R. J. O mestrado profissional na política atual da Capes. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 2, n. 4, p. 8-15, jul. 2005.

SILVEIRA, V.O.; PINTO, F.C.S. Reflexões necessárias sobre o mestrado profissional. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 2, n. 4, p. 38-47, jul. 2005.

VELOSO, J. Mestres e doutores no Brasil: destinos profissionais e políticas de pós-graduação. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, p. 583-611, set./dez. 2004.

Publicado
2013-05-31
Seção
O Campo do Planejamento Urbano e Regional