Mercados imobiliários e rede urbana no Brasil

Autores

  • Renan Pereira Almeida Universidade Federal de São João del-Rei, Departamento de Ciências Econômicas, São João del-Rei, MG, Brasil / Universidade Federal de São João del-Rei, Programa em Desenvolvimento, Planejamento e Território, São João del-Rei, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1741-7665
  • Fábio Henrique Florindo Amano Universidade Federal de São João del-Rei, Programa em Desenvolvimento, Planejamento e Território, São João del-Rei, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0002-5549-6424
  • Igor Santos Tupy Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Economia, Viçosa, MG, Brasil / Universidade Federal de Viçosa, Programa de Pós-graduação em Economia, Viçosa, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0003-3894-0340

DOI:

https://doi.org/10.22296/2317-1529.rbeur.202208pt

Palavras-chave:

Mercados Imobiliários, Rede Urbana, Urbanização, Assentamentos Humanos, Policentralidades, Brasil

Resumo

Mercados imobiliários revelam aspectos relativos à rede urbano-regional de um país e também às possibilidades para o desenvolvimento dessa rede de forma policêntrica. Usando uma base de dados inédita, este artigo investiga os mercados imobiliários em metrópoles de segundo, terceiro e quarto níveis no Brasil. Explora-se a variabilidade e criam-se tipologias de mercados imobiliários nas metrópoles selecionadas – Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Florianópolis e Vitória – por meio de métodos multivariados. Os resultados indicam altos níveis de segmentação dos mercados, jogam luz sobre os processos de suburbanização em contraposição à presença de centros fortes e geram preocupações sobre a capacidade de pagamento dos residentes em alguns municípios. Dentro de cada metrópole, os mercados imobiliários variam substancialmente, evidenciando alto nível de segregação social; entre elas, há similaridades intrigantes, indicando como os locais residenciais e comerciais são (re)produzidos de maneira relativamente genérica no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Pereira Almeida, Universidade Federal de São João del-Rei, Departamento de Ciências Econômicas, São João del-Rei, MG, Brasil / Universidade Federal de São João del-Rei, Programa em Desenvolvimento, Planejamento e Território, São João del-Rei, MG, Brasil

Doutor em Economia, com ênfase em Economia Urbana e Regional, pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Universidade Federal de Minas Gerais (Cedeplar/UFMG). Professor no Departamento de Ciências Econômicas (DCECO) e do Programa em Desenvolvimento, Planejamento e Território (PGDPLAT) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).

Fábio Henrique Florindo Amano, Universidade Federal de São João del-Rei, Programa em Desenvolvimento, Planejamento e Território, São João del-Rei, MG, Brasil

Mestre em Desenvolvimento, Planejamento e Território (PGDPLAT) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).

Igor Santos Tupy, Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Economia, Viçosa, MG, Brasil / Universidade Federal de Viçosa, Programa de Pós-graduação em Economia, Viçosa, MG, Brasil

Doutor em Economia, com ênfase em Economia Urbana e Regional, pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Universidade Federal de Minas Gerais (Cedeplar/UFMG). Professor no Departamento de Economia (DEE) e do Programa de Pós-graduação em Economia (PPGE) da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Referências

ABRAMO, P. La ciudad com-fusa: mercado y producción de la estructura urbana en las grandes metrópolis latinoamericanas. EURE (Santiago), v. 38, n. 114, p. 35-69, maio 2012.

ABREU, M. A.; AMORIM, W. V. O estudo do mercado imobiliário em cidades médias: procedimentos para coleta e sistematização dos dados. Geo UERJ, v. 2, n. 25, dez. 2014.

AGUIAR, M. M. de; SIMÕES, R.; GOLGHER, A. B. Housing market analysis using a hierarchical-spatial approach: the case of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. Regional Studies, Regional Science, v. 1, n. 1, p. 116-137, 2014.

ALBUQUERQUE, P. H. M. et al. Construção de índices de preços de imóveis para o Distrito Federal por meio de vendas repetidas e GWR. Nova Economia, v. 28, n. 1, p. 181-212, abr. 2018.

ALMEIDA, R. P.; MONTE-MÓR, R. L. M.; AMARAL, P. V. M do. Implosão e explosão na Exópolis: evidências a partir do mercado imobiliário da RMBH. Nova Economia, v. 27, n. 2, p. 323-350, 2017.

ALMEIDA, R. P.; PATRÍCIO, P.; BRANDÃO; M.; TORRES; R. Can economic development policy trigger gentrification? Assessing and anatomising the mechanisms of state-led gentrification. Environment and Planning A: Economy and Space, DOI: 0308518X2110500, 2021.

ANGEL, S. et al. Atlas of urban expansion. New York: New York University; Nairobi: UN-Habitat; Cambridge, MA: Lincoln Institute of Land Policy, 2016. v. 1: Areas and Densities.

BARCELLA, B. L. S.; MELAZZO, E. S. Expansão urbana e dinâmica imobiliária: comparando as estratégias fundiárias dos agentes imobiliários em cidades médias. Sociedade & Natureza, v. 32, p. 108-125, 21 fev. 2020.

BETANCUR, J. J. Gentrification in Latin America: overview and critical analysis. Urban Studies Research, v. 2014, p. 14, 2014.

BRASIL. Estudo da dimensão territorial para o planejamento: volume III – Regiões de Referência. Brasília, DF: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, 2008

CALDEIRA, T. P. R. City of walls. Los Angeles: University of California Press, 2001.

CAMPOLINA DINIZ, C. Desenvolvimento poligonal no Brasil: nem desconcentração, nem contínua polarização. Nova Economia, v. 3, n. 1, p. 35-64, 1993.

CAMPOLINA DINIZ, C. Polygonized development in Brazil: neither decentralization nor continued polarization. International Journal of Urban and Regional Research, v. 18, n. 2, p. 293-314, 1994.

CAMPOLINA DINIZ, C.; CROCCO, M. Economia regional e urbana: contribuições teóricas recentes. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2006.

CAMPOS, R. B. A. O mercado imobiliário residencial no município de São Paulo: uma abordagem de preços hedônicos espacial. Nova Economia, v. 27, n. 1, p. 303-337, abr. 2017.

CASTRIOTA, R.; TONUCCI, J. B. Extended urbanization in and from Brazil. Environment and Planning D: Society and Space, v. 36, n. 3, p. 512-528, jun. 2018.

CAVALCANTE, A. T. M.; ALMEIDA, R. P.; BAKER, N. The urban dynamics of financial services: centralities in the metropolis. Nova Economia, v. 26, n. esp. p. 1245-1285, 2016.

CHRISTALLER, W. Central places in Southern Germany. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 1966.

COSTA, H. S. M. et al. Novas periferias metropolitanas – a expansão metropolitana em Belo Horizonte: dinâmica e especificidades no Eixo Sul. Belo Horizonte: C/Art, 2006.

CRONON, W. Nature’s metropolis: Chicago and the Great West. New York: W. W. Norton, 1991.

DEFUSCO, A. et al. The role of price spillovers in the American housing boom. Journal of Urban Economics, v. 108, p. 72-84, nov. 2018.

EHRENHALT, A. The great inversion and the future of the American city. London: Vintage, 2012.

FURTADO, B. A. Mercado imobiliário e a importância das características locais: uma análise quantílico-espacial de preços hedônicos em Belo Horizonte. Revista Análise Econômica, v. 25, n. 47, p. 71-98, set. 2007.

FURTADO, B. A. Neighbourhoods in urban economics: Incorporating cognitively perceived urban space in economic models. Urban Studies, v. 48, n. 13, p. 2827-2847, fev. 2011.

GREENSTEIN, R.; SABATINI, F.; SMOLKA, M. Urban spatial segregation: forces, consequences, and policy responses. Landlines Newsletter of the Lincoln Institute of Land Policy, v. 7, p. 3, nov. 2000.

HAIR, J. et al. Análise multivariada de dados. 6ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HARVEY, D. Cities or urbanization? In: BRENNER, N.; SCHMID, C. (ed.). Implosions/explosions: towards a study of planetary urbanization. Berlin: Jovis, 2014.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Regiões de influência das cidades: 2007 – Regic. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Regiões de influência das cidades: 2018 – Regic. Rio de Janeiro: IBGE, 2020.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Rede urbana brasileira como agenda de pesquisa no Ipea: retrospecto e perspectivas. Brasília, DF: Ipea, 2016. 82 p.

KEIL, R. Extended urbanization, “disjunct fragments” and global suburbanisms. Environment and Planning D: Society and Space, v. 36, n. 3, p. 494-511, jun. 2018.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 1999.

MAGALHÃES, F. N. C. A Cidade-Região como um novo arranjo espacial metropolitano em formação: elementos de sua morfologia. Encontro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 13., 2009, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: Anpur, 2009.

MALOUTAS, T. Travelling concepts and universal particularisms: a reappraisal of gentrification’s global reach. European Urban and Regional Studies, v. 25, n. 3, p. 250-265, jul. 2018.

MELAZZO, E. S. Dinâmica imobiliária e processos de estruturação intraurbana em cidades de porte médio: hipóteses e propostas de trabalho. Encontro Nacional dos Geógrafos, 16., 2010, Porto Alegre. Anais [...]. Porto Alegre: [s.n.], 2010.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2005.

MONTE-MÓR, R. L. M. Modernities in the jungle: extended urbanization in the Brazilian Amazonia. 2004. Dissertation (Ph.D.) – Ph.D. in Urban Planning, University of California, Los Angeles, 2004.

MONTE-MÓR, R. L. M. O que é o urbano, no mundo contemporâneo. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar. 2006.

MOURA, R.; NAGAMINE, L.; FERREIRA, G. Regic: trajetória, variações e hierarquia urbana em 2018. Brasília, DF: IPEA, 2021. (Texto para discussão, n. 2666).

MOURA, R.; PÊGO, B. Aglomerações urbanas no Brasil e na América do Sul: trajetórias e novas configurações. Textos para discussão Ipea, v. 2.203, p. 84, 2016.

NADALIN, V. Três ensaios sobre a economia urbana e mercado de habitação em São Paulo. 2010. Tese (Doutorado) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

NADALIN, V.; FURTADO, B. A.; RABETTI, M. Concentração intraurbana de população e empregos: os centros antigos das cidades brasileiras perderam primazia? Revista Brasileira de Estudos de População, v. 35, n. 3, p. 1-24, maio. 2018.

PAIXÃO, L. A; ABRAMO, P. Os vetores de expansão da atividade imobiliária em Belo Horizonte – 1994-2003. Nova Economia, v. 18, p. 229-263, 2008.

PAIXÃO, L. A; LUPORINI, V. A valorização imobiliária em Belo Horizonte, 1995-2012: uma análise hedônica-quantílica. Nova Economia, v. 29, n. 3, p. 851-880, dez. 2019.

PARR, J. B. Perspectives on the city-region. Regional Studies, v. 39, n. 5, p. 555-566, jul. 2005.

PERROUX, F. A economia do século XX. Lisboa: Herder, 1967.

RASSE, A. Spatial segregation. In: ORUM, A. M. The Wiley Blackwell encyclopedia of urban and regional studies. Hoboken, NJ: John Wiley & Sons, 2019. p. 1-9.

ROCHA, R. M.; SILVEIRA NETO, R.; GOMES, S. M. P. O. Maiores cidades, maiores habilidades produtivas: ganhos de aglomeração ou atração de habilidosos? Uma análise para as cidades brasileiras. Revista Econômica do Nordeste, v. 42, n. 4, p. 675-695, 2011.

SCHERER, C; AMARAL, P. V. M do; FOLCH, D. A comparative study of urban occupational structures: Brazil and United States. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 36, p. 1-19, dez. 2019.

SHILLER, R. J. Irrational exuberance. 3rd ed. Princeton, NJ: Princeton University Press, 2014.

SIMÕES, R. F. et al. Métodos de análise regional e urbana: diagnóstico aplicado ao planejamento. Belo Horizonte: Cedeplar/UFMG, 2005.

SOJA, E. W. Postmetropolis: a critical study of cities and regions. Malden, MA: Blackwell Publishers, 2000.

SPAROVEK, G. et al. Who owns Brazilian lands? Land Use Policy, v. 87, p. 104062, set. 2019.

STORPER, M.; SCOTT, A. J. Regions, globalization, development. Regional Studies: The Journal of the Regional Studies Association, v. 37, n. 6-7, p. 597-593, 2003.

SUDJIC, D. The 100 mile city. London: André Deustch, 1992.

TONUCCI FILHO, J. B. M.; FREITAS, D. M. de. Planejamento metropolitano e grandes projetos urbanos: concepção e descaminhos da política de novas centralidades na RMBH. Cadernos Metrópole, v. 22, n. 47, p. 61-84, abr. 2020.

TUROK, I. Getting urbanization to work in Africa: the role of the urban land-infrastructure-finance nexus. Area Development and Policy, v. 1, n. 1, p. 30-47, 2016.

UFMG. Universidade Federal de Minas Gerais. Plano diretor de desenvolvimento integrado da Região Metropolitana de Belo Horizonte – PDDI-RMBH. Produto 6., v. 1. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

UN-HABITAT. Estado de las ciudades de América Latina y el Caribe 2012: rumbo a una nueva transición urbana. No HS/053/12S. Nairobi: UN-Habitat, ago. 2012.

VILLAÇA, F. J. M. O espaço intraurbano no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Studio Nobel: FAPESP: Lincoln Institute of Land Policy, 2001.

WINKE, T. The impact of aircraft noise on apartment prices: a differences-in-differences hedonic approach for Frankfurt, Germany. Journal of Economic Geography, v. 17, n. 6, p. 1283-1300, nov. 2017.

WU, J.; DENG, Y.; LIU, H. House price index construction in the nascent housing market: the case of China. The Journal of Real Estate Finance and Economics, v. 48, n. 3, p. 522-545, abr. 2014.

ZHANG, H. et al. Comparisons of the relations between housing prices and the macroeconomy in China’s first-, second- and third-tier cities. Habitat International, v. 57, p. 24-42, out. 2016.

ZHANG, J.; PECK, J. Variegated capitalism, Chinese style: regional models, multi-scalar constructions. Regional Studies, v. 50, n. 1, p. 52-78, jan. 2016.

Publicado

2022-04-22

Edição

Seção

Artigos - Espaço, Economia e População