Tempos, idéias e lugares: o ensino do Planejamento Urbano e Regional no Brasil

Rosélia Perissé da Silva Piquet, Ana Clara Torres Ribeiro

Resumo


O artigo resgata, de forma sintética, mudanças observadas no perfil dos cursos de pós-graduação em planejamento urbano e regional no Brasil frente a transformações na economia e no sistema nacional de planejamento. O tema é tratado segundo uma periodização que destaca idéias-mestras de quatro fases do debate nacional sobre planejamento, incluindo seus vínculos com leituras do território: década de 1950 e início da década de 1960 (planejamento para a mudança e relevância da questão do desenvolvimento); década de 1970 e início da década de 1980 (planejamento tecnocrático e controle da escala nacional); décadas de 1980 e 1990 (predomínio da gestão e centralidade atribuída às forças do mercado); tendências atuais (retorno à questão do desenvolvimento e crescente preocupação com o planejamento de longo prazo).

 


Palavras-chave


pós-graduação; planejamento; desenvolvimento; sistema urbano; região.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


BRANDÃO, C. (2007) Território & Desenvolvimento – as múltiplas escalas entre o local e o global. Campinas: Editora Unicamp.

CANO, W. (1977) Raízes da concentração industrial em São Paulo. Rio de Janeiro: Difusão Editorial, Coleção Corpo e Alma do Brasil, N. 53.

CORAGGIO, J.L. (1988) Territorios en transición: crítica a la planificación en America Latina. Quito: Ciudad.

FURTADO, C. (1961) Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura.

HARDOY, J. E. (1990) La investigación urbana en América Latina durante las últimas décadas. In: CORAGGIO, J. L. (Org). La investigación urbana en América Latina. Caminos recorridos y por recorrer. Quito: Ciudad.

HARVEY, D. (1992) Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Edições Loyola.

INSTITUTO LATINOAMERICANO DE PLANIFICACIÓN ECONOMICA Y SOCIAL (1965) Debates sobre Planejamento. Rio de Janeiro: SEDEGRA.

LAFER, C. (1970) O Planejamento no Brasil: Observações sobre o Plano de Metas (1956-1961). In: LAFER, B.M. (Org). Planejamento no Brasil. São Paulo: Editora Perspectiva.

MATTOS, C. A. (2001) La Gestión Urbano-Regional en un Escenario Globalizado: nuevos retos para su enseñanza. In: Anais do IV Encuentro de Posgrados sobre Desarrollo y Políticas Territoriales y Urbanas de los Países del Cono Sur. Rio de Janeiro: ANPUR.

PIQUET, R. (2007) Indústria e Território no Brasil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Garamond.

PIQUET, R.; LEAL, J. A. A.; TERRA, D. T. (2005) Mestrado Profissional: proposta polêmica no Sistema Brasileiro de Pós-Graduação – o caso do planejamento regional e urbano. Revista Brasileira de Pós-Graduação. Brasília, v. 2, n.4, julho.

PREBISCH, R. (1949). El desarrollo económico de América Latina y algunos de sus principales problemas. ONU.

RIBEIRO, A. C. T. (2002) O ensino do planejamento urbano e regional – propostas à ANPUR. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, Vol.4, N. 1/2.

SOUZA, M. L. (2006) A Prisão e a Ágora. Reflexões em Torno da Democratização do Planejamento e da Gestão das Cidades. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

VAINER, C. (2002) Pátria, empresa e mercadoria: notas sobre a estratégia discursiva do Planejamento Estratégico Urbano. In: ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. (Orgs). A Cidade do Pensamento Único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 3ª.ed.




DOI: http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2008v10n1p49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS URBANOS E REGIONAIS - REV. BRAS. ESTUD. URBANOS REG. (Online)

ISSN: 2317-1529 (eletrônico); 1517-4115 (impresso)

 

Indexadores, Repositórios e Bases de dados:

                            


Redes Sociais: 


Licenciada sob uma Licença Creative Commons:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia