O modelo de Bolonha: origens e repercussões no campo da conservação integrada

Autores

  • Fabricio Martins University of Michigan, A. Alfred Taubman College of Architecture and Urban Planning, Ann Arbor, MI, Estados Unidos da América https://orcid.org/0000-0002-5904-5532
  • Tomás de Albuquerque Lapa Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Recife, PE, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1763-1004

DOI:

https://doi.org/10.22296/2317-1529.rbeur.202237pt

Palavras-chave:

Conservação Integrada, Bolonha, Habitação Social em Centros Históricos

Resumo

O desejo de promover a transição de uma “cidade antiga para uma sociedade nova” tomou Bolonha, na Itália, como objeto de um processo singular de planejamento urbano de cidades históricas, entre as décadas de 1960 e 1970. O presente artigo busca compreender a construção da agenda de conservação do centro histórico bolonhês, que se materializou em uma política de habitação social com forte aspiração emancipatória e anticapitalista. Baseado em uma revisão bibliográfica, o artigo buscou desvendar as diversas sínteses políticas e técnicas relacionadas ao tema da restauração patrimonial, em particular na Itália do pós-guerra (1945) até a década de 1970. Foram abordados temas incidentes, como o sistema de regulação estatal e a política fundiária e imobiliária, assim como a natureza da política de salvaguarda e as diretrizes para o ordenamento metropolitano, sendo o centro histórico seu ponto focal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabricio Martins, University of Michigan, A. Alfred Taubman College of Architecture and Urban Planning, Ann Arbor, MI, Estados Unidos da América

Doutorando em Planejamento Urbano e Regional no A. Alfred Taubman College of Architecture and Urban Planning, University of Michigan (2027, previsto). Bacharel em Direito (2009) pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Mestre em Desenvolvimento Urbano (2019) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Especialização em Programa de Pós-graduação em Dinâmica Urbana (2018), pelo consórcio universitário entre a UFPE e a Christian-Albrechts-Universität zu Kiel (Alemanha). Consultor legislativo em Políticas Públicas da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) [em licença para estudos desde 2022]. Anteriormente, pesquisador do Lepur – Laboratório de Estudos Urbanos e Periurbanos (PPGDU/CNPq/UFPE). Áreas de pesquisa: conservação integrada, gestão de políticas públicas, habitação social e planejamento territorial.

Tomás de Albuquerque Lapa, Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Recife, PE, Brasil

Arquiteto e urbanista (1975) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestre em Urbanismo (1979) pela Université Paris VIII – Vincennes. Doutor em Geografia pela Université Paris I – Pantheon-Sorbonne (1992). Estágio de pós-doutorado sênior no Iccrom – Centro Internacional para o Estudo da Preservação e Restauro de Bens Culturais – Roma (2009-2010). Atualmente, professor titular do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da UFPE e pesquisador líder do Lepur – Laboratório de Estudos Urbanos e Periurbanos (PPGDU/CNPq/UFPE). Tem experiência na área de arquitetura e urbanismo, com ênfase em planejamento e desenho do espaço urbano, atuando principalmente nos seguintes temas: conservação urbana integrada, desenvolvimento sustentável, patrimônio cultural, mobilidade urbana e conservação do patrimônio material e imaterial.

Referências

ANCSA. Associazione Nazionale per i Centristorico-Artistici. Convegno Nazionale per la Salvaguardia e il Risanamento dei Centri Storici (Carta di Gubbio), 1960. Available at: https://www.italianostra.org/nazionale/la-carta-di-gubbio-del-1960. Viewed on: August 20, 2021.

BANDARIN, F. The Bologna experience: Planning and historic renovation in a communist city. In: APPLEYARD, D. (ed.). The conservation of European cities. Cambridge, Massachusetts; London: The MIT Press, 1979.

BARTOLINI, F. Changing cities. An urban question for the Italian Communist Party. In: BAUMEISTER, M.; BONOMO, B.; SCHOTT, D. (ed.). Cities contested: Urban politics, heritage, and social movements in Italy and West Germany in the 1970s. Frankfurt-am-Main: Campus Verlag, 2017.

BODENSCHATZ, H. Bologna and the (Re-)discovery of urban values. In: BAUMEISTER, M.; BONOMO, B.; SCHOTT, D (ed.). Cities contested: Urban politics, heritage, and social movements in Italy and West Germany in the 1970s. Frankfurt-am-Main: Campus Verlag, 2017.

CAMPOS VENUTI, G. La administración del urbanismo. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 1971.

CERVELLATI, P. L.; SCANNAVINI, R. Bolonia: política y metodologia de la restauración de centros históricos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 1976.

CERVELLATI, P. L.; SCANNAVINI, R.; DE ANGELIS, C. La nouvelle culture urbaine: Bologne face à son patrimoine. Paris: Éditions du Seuil, 1981.

COMUNE DI BOLOGNA. Piano Regolatore Generale della Città di Bologna. [S.l.: s.n.], 1955.

COMUNE DI BOLOGNA. Assessorato ai problemi urbanistici dell’assetto territoriale del comune del comprensorio. Variante al piano regolatore generale. Piano per il centro storico. Norme tecniche di attuazione adottate con deliberazione consiliare del 21 luglio 1969, n. 74 dell’O.d.G. [S.l.: s.n.], 1969.

COMUNE DI BOLOGNA. Il piano per l’edilizia economica e popolare relativo al centro storico di Bologna (Peep Centro Storico). [S.l.: s.n.], 1973.

CONSELHO DA EUROPA. Carta Europeia do Patrimônio Arquitetônico (Declaração de Amsterdã), 1975. Available at: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Declaracao%20de%20Amsterda%CC%83%201975.pdf. Viewed on: August 20, 2021.

CONSIGLIO SUPERIORE PER LE ANTICHITÀ E BELLE ARTI. Carta Italiana del restauro, 1932. Available at: brescianisrl.it/newsite/public/link/Carta_restauro%20_1932.pdf. Viewed on: August 20, 2021.

DE PIERI, F; SCRIVANO, P. Representing the “Historical Centre” of Bologna: Preservation policies and reinvention of an urban identity. Urban History Review, 33(1), p. 34-45, 2004. Available at: https://doi.org/10.7202/1015673ar. Viewed on: October 10, 2018.

GIOVANNONI, G. Vecchie città ed edilizia nuova. Nuova Antologia, v. CLXV, fasc. 995, p. 449-472, 2012 [1931]. Tradução: Renata Campello Cabral e Carlos Roberto M. de Andrade. Available at: https://docplayer.com.br/57343920-Velhas-cidades-e-nova-construcao-urbana.html. Viewed on: August 15, 2021.

HARVEY, D. Os limites do capital. Tradução: Magda Lopes. São Paulo: Boitempo, 2013 [1982].

HARVEY, D. Cidades rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

ICOMOS. Carta Internacional sobre a Conservação e o Restauro de Monumentos e Sítios (Carta de Veneza), 1964. Tradução de Flávio Lopes e Miguel Brito Correia. Available at: https://www.icomos.pt/images/pdfs/2021/11%20Carta%20de%20Veneza%20-%20ICOMOS%201964.pdf. Viewed on: August 15, 2021.

ITÁLIA. Legge 22 ottobre 1971, n. 865. Programmi e coordinamento dell’edilizia residenziale pubblica; norme sulla espropriazione per pubblica utilita’; modifiche ed integrazioni alle leggi 17 agosto 1942, n. 1150; 18 aprile 1962, n. 167; 29 settembre 1964, n. 847; ed autorizzazione di spesa per interventi straordinari nel settore dell’edilizia residenziale, agevolata e convenzionata. (GU n. 276 del 30-10-1971).

KÜHL, B. M. Observações sobre os textos de Gustavo Giovannoni traduzidos nesta edição. In: KÜHL, B. M. (org.). Gustavo Giovannoni – textos escolhidos. São Paulo: Ateliê Editorial, 2013.

LEFEBVRE, H. La Production de l’espace. Paris: Anthropos, 1974.

NUCIFORA, M. Protection of cultural heritage and urban development. Catania and Syracuse in the seventies: A comparative approach. In: BAUMEISTER, M.; BONOMO, B.; SCHOTT, D. (ed.). Cities contested: Urban politics, heritage, and social movements in Italy and West Germany in the 1970s. Frankfurt-am-Main: Campus Verlag, 2017.

SITTE, C. A construção das cidades segundo seus princípios artísticos. Org. e apres.: Carlos Roberto Monteiro de Andrade. Tradução: Ricardo Ferreira Henrique. São Paulo: Ática, 1992 [1889].

SOCIEDADE DAS NAÇÕES. Carta de Atenas. Atenas: Escritório Internacional de Museus, 1931. Available at: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Carta%20de%20Atenas%201931.pdf. Viewed on: August 18, 2021.

ULSHÖFER, J. From “Vechio Nucleo Cittadino” to “Centro Storico” On Bologna’s preservation policies and the social cost of urban renewal (1955-1975). In: BAUMEISTER, M.; BONOMO, B.; SCHOTT, D (ed.). Cities contested: Urban politics, heritage, and social movements in Italy and West Germany in the 1970s. Frankfurt-am-Main: Campus Verlag, 2017.

ZANCHETTI, S. M. Conservação Integrada e planejamento urbano: uma revisão. Cadernos de Estudos Sociais (Fundaj), Recife. v. 19, n. 1, p. 107-124, jan./jun. 2003. Available at: https://periodicos.fundaj.gov.br/CAD/article/view/1312/1032. Viewed on: June 11, 2018.

Publicado

2022-11-19

Edição

Seção

Artigos - Cidade, História e Cultura