O desfio de planejar e produzir expansão urbana com qualidade: a experiência colombiana dos planos parciais em Bogotá, Colômbia

  • Paula Freire Santoro FAU-USP, São Paulo, São Paulo
Palavras-chave: Bogotá, Colômbia, expansão urbana, planejamento urbano, plano parcial, plano urbano.

Resumo

Resumo: O artigo discute a necessidade de planejar o crescimento urbano em extensãonas cidades latino-americanas face à exacerbada mercantilização do desenvolvimentourbano que envolve disponibilizar áreas urbanizáveis e atender às estratégias do mercado interessado na dispersão e em ganhos especulativos, nem sempre produzindo espaços comqualidade urbano-ambiental ou dando conta das necessidades habitacionais. Reconhecendoa perversidade desse quadro e admitindo-se que o crescimento em extensão é um padrão recorrente, procurou-se visitar a experiência colombiana que obriga os municípios a planejarema expansão urbana em diversas escalas, articulando plano urbano, execução e investimentos. Este processo centralizador, elaborado essencialmente por técnicos, parece ter tido resultados urbanos: produziu preventivamente novas áreas urbanizadas com qualidade em Bogotá edeixou aos empreendedores privados a construção da habitação. No entanto, manteve algumas características do padrão periférico de crescimento, como a não mescla de classes sociais, a concentração de habitação distante de outros usos ou trabalho.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARANTES, P. F. Marxistas e a cidade de São Paulo nos anos de 1970. Novos Estudos Cebrap, n.83, março 2009, p.103-27.

ASCHER, F. Los nuevos princípios del urbanismo. Madrid, Espanha: Alianza Editorial, S.A., 2004

BRÍÑEZ, M. R. Lançamentos Imobiliários Residenciais e Estruturação Intraurbana de Bogotá. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: IPPUR/UFRJ, 2007.

CEBALLOS, O. La vivenda social em Colombia. Bogotá: Uniandes, 2000.

DUHAU, E.; GIGLIA, A. Las reglas del desorden: habitar la metrópoli, Siglo XXI. Azcapotzalco, Mexico: UNAM, 2008.

FELDMAN, S. Política urbana e regional em cidades não metropolitanas. In: GONÇALVES, M. F.; BRANDÃO, C. A.; GALVÃO, A. C. F. Regiões e cidades, cidades nas regiões: o desafio urbano-regional. São Paulo: Editora UNESP/ANPUR, 2003, p.105-12.

FIX, M. A fórmula mágica da parceria: operações urbanas em São Paulo. In: SCHICCHI, C.; BENFATTI, D. M. (Orgs.) Urbanismo: Dossiê São Paulo – Rio de Janeiro. Campinas/Rio de Janeiro: PUCCAMP/PROURB, 2003.

FIX, M.; FERREIRA, J. S. W. A urbanização e o falso milagre do CEPAC. Folha de S. Paulo, Tendências e Debates, 17 de abril de 2001.

FREITAS, E. L. H. Loteamentos fechados. Tese de doutorado. São Paulo: FAU-USP, 2008.

GARCÍA BOCANEGRA, J. C. La experiencia colombiana en los planes parciales y el reajuste de terrenos. In: MONTANDON, D. T. (Coord.) Seminário Internacional Instrumentos Urbanísticos de Gestão da Valorização da Terra e de Indução do Desenvolvimento Urbano: um diálogo Brasil-Japão-Colômbia. Brasília, DF: Ministério das Cidades, 2010, p.57-74.

GARCÍA BOCANEGRA, J. C. Land readjustment na Colômbia. In: SOUZA, F. F. Métodos de Planejamento Urbano: Projetos de Land Readjustment e Redesenvolvimento Urbano. São Paulo: Paulo’s Comunicação, 2009.

LEONELLI, G. C. V. A construção da lei federal de parcelamento do solo urbano 6.766: debates e propostas do início do século XX a 1979. Tese de doutorado. São Carlos:

EESCUSP, 2010.

MALDONADO, M. M. La ley 388 de 1997 en Colombia: algunos puntos de tensión en el proceso de su implementación”. In: ACE, ano III, n.7, junho de 2008.

MALDONADO, M. M.; PINILLA, J. F.; VITTA, J. F.; VALENCIA, N. Planes parciales, gestión asociada y mecanismos de distribuición equitativa de cargas y benefícios em el sistema urbanístico colombiano: marco jurídico, conceptos básicos y alternativas de aplicación. Colômbia, Bogotá: Lincoln Institute of Land Policy, junho de 2006.

MATTOS, C. A. Globalización, negócios inmobiliarios y transformación urbana. In: Gobernar la ciudad. Nueva Sociedad, n.212. Buenos Aires, Argentina, nov-dez 2007, p.82-96.

MENEGON, N. M. Planejamento, Território e Indústria: as operações urbanas em São Paulo. Dissertação de mestrado. São Paulo: FAU-USP, 2008.

METROVIVIENDA EMPRESA INDUSTRIAL Y COMERCIAL DEL DISTRITO CAPITAL. Ciudadela El Recreo: memoria del modelo de gestión de Metrovivienda. Bogotá, Colômbia, 2002.

METROVIVIENDA EMPRESA INDUSTRIAL Y COMERCIAL DEL DISTRITO CAPITAL. Balance de Gestión 2007. Disponível em: http://www.metrovivienda.gov. co . Acesso em: dezembro de 2010.

MONTANDON, D. T. Operações Urbanas em São Paulo: da negociação financeira ao compartilhamento equitativo de custos e benefícios. Dissertação de mestrado. São Paulo: FAU-USP, 2009.

MONTANDON, D. T.; SOUZA, F. F. Land Readjustment e Operações Urbanas Consorciadas. São Paulo: Romano Guerra Editora, 2007.

OLIVEIRA, F. Crítica à razão dualista. In: Crítica à razão dualista/O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, [1972] 2003, p.25-121.

OLIVEIRA, F. O Estado e o urbano no Brasil. Revista Espaço & Debates, São Paulo: NERU, n.6, p.36-54, jun.-set. 1982.

PÉREZ MORENO, C. R. La planeación integral em Colombia. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, Facultad de Artes, 2006.

PÉREZ PRECIADO, A. La expansión urbana de Bogotá: mytos y realidades. In: ARDILA, G. (Comp.) Territorio y sociedade: el caso del POT de la ciudad de Bogotá. Bogotá, Colômbia: Ministério do Meio Ambiente, Universidade Nacional de Colômbia/Red de Estudios de Espacio y Territorio, 2003, p.91-136.

PINTO CARRILLO, A. C. Panorama General de la Planificación Urbana em Colombia. In: MONTANDON, D. T. (Coord.) Seminário Internacional Instrumentos Urbanísticos de Gestão da Valorização da Terra e de Indução do Desenvolvimento Urbano: um diálogo Brasil-Japão-Colômbia. Brasília, DF: Ministério das Cidades, 2010, p.41-55.

ROJAS, M. C. Planes parciales en Bogotá: el caso de Ciudadela El Porvenir y La Felicidad. Texto elaborado para a Pesquisa “Urbanizaçao e preços da terra em municípios do Estado de São Paulo”. Relatório final de pesquisa FAPESP. São Paulo, janeiro de 2010. (mimeo).

ROMERO, J. L. Las ciudades y las ideas. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2010.

SABATINI, F. Reforma de los mercados de suelo en Santiago, Chile: efectos sobre los precios de la tierra y la segregación residencial. In: EURE, v.26, n.77, Santiago de Chile, maio de 2000.

SANTORO, P. F.; COBRA, P.; BONDUKI, N. G. Cidades que crescem horizontalmente: instrumentos para o ordenamento territorial justo da mudança de uso rural para urbano em municípios do interior paulista. In: Cadernos Metrópole, n.24, 2º semestre, 2010.

SANTORO, P. F.; BONDUKI, N. G. O desafio do parcelamento do solo a partir do periurbano: a composição do preço da terra na mudança de uso do solo rural para urbano. In: XIII ENAnpur – Encontro Nacional da Anpur. Anais. Florianópolis, Anpur, 2009 (CD-Rom).

SECRETARÍA DISTRITAL DEL HÁBITAT. ALCALDÍA MAYOR DE BOGOTÁ, D. C. (2008). Informe técnico de soporte de la Política integral del hábitat, 2007-2017. Bogotá, fevereiro de 2008.

SHEINBAUM, D. Gated Communities in Mexico City: A Historical Perspective, Gated Communities: Social Sustainability in Contemporary and Historical Gated Developments. In: BAGAEEN, S.; UDUKU, O. (Eds.) Londres: Earthscan, 2010, p.79-91.

SOJA, E. W. Postmetrópolis: estudios críticos sobre las ciudades y las regiones. Barcelona, España: Traficantes de sueños, [2000] 2008.

VIDAL-KOPPMANN, S. La ciudad privada: nuevos actores, nuevos escenarios ¿nuevas políticas urbanas? In: Scripta Nova. Vol. IX, n.194 (15), 1 de agosto de 2005.

VIDAL-KOPPMANN, S. La desterritorialización de los espaços metropolitanos. In: LENCIONI, S.; VIDAL-KOPPMANN, S.; HIDALGO, R.; PEREIRA, P. C. X. Transformações socioterritoriais nas metrópoles de Buenos Aires, São Paulo e Santiago. São Paulo: FAU-USP, 2011.

Publicado
2011-05-31
Seção
Um Olhar sobre a América Latina