O campo do Planejamento Urbano e Regional: da multidisciplinaridade à transdisciplinaridade

  • Norma Lacerda Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, UFPE, Recife, Pernambuco
Palavras-chave: multidisciplinaridade, interdisciplinaridade, transdisciplinaridade, planejamento urbano e regional.

Resumo

É comum em textos e debates acadêmicos sobre o planejamento urbano e regional realçar-se que ele exige abordagens multi ou inter e/ou transdisciplinar, sem que sejam esclarecidos os respectivos significados desses termos. Diante dessa lacuna, o presente ensaio tem a pretensão de mostrar o caráter multidimensional dessa área do conhecimento, sob a perspectiva desses três tipos de análise. Para tanto, (i) explicita-se que esse caráter recomenda adotar-se a noção de campo do conhecimento; (ii) relembra-se a ascensão e o declínio do cientificismo – aqui entendido como a presunção da existência deum paradigma único, na construção da ciência –, percorrendo alguns eventos científicos, que questionaram os seus postulados e evidenciaram a necessidade de novos paradigmas analíticos; e (iii) detalham-se as características de cada um desses três tipos de abordagem, enfatizando a importância de um processo de atualização dos saberes e práticas, inerentes a esse campo do conhecimento, pari passu às mudanças responsáveis por um mundo cada vez socialmente mais complexo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROS, J. D’A. Uma disciplina – entendendo como funcionam os diversos campos de saber a partir de uma reflexão sobre a história. OPIS, v. 11, n. 1, p. 252-270, 2011.

BICALHO, M. L; OLIVEIRA, M. Aspectos conceituais da multidisciplinaridade e da interdisciplinaridade e a pesquisa em ciência da informação. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciências da Informação, v. 16, n. 32, p. 1-26, 2011.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand, 1989.

CARTA DA TRANSDISCIPLINARIDADE. Disponível em: http://www.ouviroevento.pro.br/index/carta_da_transdisciplinaridade.htm. Acesso em: 16 out. 2012.

CHAVES, M. M. Complexidade e transdisciplinaridade: uma abordagem multidimensional do setor da saúde. Disponível em http.//www..ufrj.br/leptrans/arquivos/chaves.pdf. Acesso Em: 18 out. 2012.

DICIONÁRIO HOUAISS DA LÍNGUA PORTUGUESA. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. Verbetes interação e integração.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

FRIGOTTO, G. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema. Revista do Centro de Educação e Letras da Unioeste – Campus de Foz de Iguaçu, v. 10, n. 1, p. 41-62, 2008.

LUZ, M. T. Complexidade do campo da saúde coletiva: multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade de saberes e práticas – análise sócio-histórica de uma trajetória paradigmática. Saúde e Sociedade. São Paulo, v. 18, n. 2, p. 304-311, 2009.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.

NICOLESCU, B. O manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Triom, 1999a.

NICOLESCU, B. Um novo tipo de conhecimento. 1o Encontro Catalisador do CETRANS – Escola do Futuro - USP. Itatiba: USP, 1999b.

PIAGET, J. L’epistemologie des relations interdisciplinaires (1972). Disponível em: http://www.fondationjeanpiaget.ch/fjp/site/textes/VE/jp72_epist_relat_interdis.pdf Acesso em: 10 out. 2012.

RIBEIRO, A. C. T. O ensino do planejamento urbano e regional – uma proposta à Anpur. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 4, n.1/2 – maio/novembro, p. 63-71, 2002. http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2002v4n1/2p63

SOMMERMAN, A. Complexidade e transdisciplinaridade. I Encontro Brasileiro de Estudos da Complexidade. Curitiba, PUC-Paraná, 2005. Disponível em: http://www.ufrrj.br/leptrans/arquivos/complex.pdf. Acesso em: 17 out. 2012.

THEOPHILO, R. A transdisciplinaridade e a modernidade. Disponível em: http://www.sociologia.org.br/tex/ap40.htm. Acesso em: 17 out. 2012.

Publicado
2013-05-31
Seção
O Campo do Planejamento Urbano e Regional