Mercados imobiliários: universalidades, particularidades e singularidades

Autores

  • Norma Lacerda Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Recife, PE, Brasil https://orcid.org/0000-0003-3596-1736
  • Helena Lúcia Zagury Tourinho Universidade da Amazônia, Curso de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente Urbano, Belém, PA, Brasil https://orcid.org/0000-0001-7588-1680

DOI:

https://doi.org/10.22296/2317-1529.rbeur.202230pt

Palavras-chave:

Mercado imobiliário, Método dialético, Universalidade, Perticularidades, Singularidades

Resumo

Partindo da ideia de que mercado imobiliário é uma abstração, posto que se refere a um largo espectro de modalidades de mercados, pergunta-se: quais as determinações comuns a todos os mercados imobiliários? Quais são semelhantes e definidoras de cada grupo ou tipo de mercado e quais são específicas de cada mercado local, histórica e espacialmente determinado? Diante dessas indagações, o presente ensaio, com base no método dialético, explora e aplica os conceitos de singular, particular e universal em análises de mercados imobiliários, explicitando correlações e interdependências entre essas dimensões. Além disso, aplica a tríade singular-particular-universal para a análise do mercado imobiliário da área central do Recife.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Norma Lacerda, Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano, Recife, PE, Brasil

Arquiteta e urbanista. Doutora em Géographie et Aménagement du Territorie pela Universidade Sorbonne Nouvelle, Paris III. Professora titular do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Helena Lúcia Zagury Tourinho, Universidade da Amazônia, Curso de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente Urbano, Belém, PA, Brasil

Arquiteta e urbanista. Doutora em Desenvolvimento Urbano pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora titular do curso de Arquitetura e Urbanismo do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente Urbano da Universidade da Amazônia (Unama).

Referências

ABRAMO, P. A regulação urbana e o regime urbano: a estrutura urbana, sua reprodutibilidade e o capital. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 510-555, 1995.

ARAÚJO, T. B.; SANTOS, V. M. dos. A economia pernambucana: dinâmica econômica, mudanças recentes e perspectivas. 2018. Available at: https://www.bnb.gov.br/documents/80223/6034753/2019_CJES_21PE.pdf/ddac2acb-fe1e-c74b-0cc4-e17a205f9b99. Viewed on: September 23, 2021.

BELFORT, A. F. Porto Digital registra crescimento de 22% do faturamento em 2020. Jornal do Commercio, Recife, 4 mar. 2021. Available at: https://jc.ne10.uol.com.br/economia/2021/03/12036845-porto-digital-registra-crescimento-de-22--do-faturamento-em-2020.html. Viewed on: September 24, 2021.

BERNARDINO, I.; LACERDA, N. Centros históricos brasileiros: tensões entre a obsolescência imobiliária e a construção de novas espacialidades. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 17, n. 1, p. 61-74, abr. 2015.

CAPDEVIELLE, J. Le Fétichisme du patrimoine. Paris: Presses de la Fondation Nationale des Sciences Politiques, 1986.

CARVALHO, E. A totalidade como categoria central na dialética marxista. Outubro. Revista de Estudos Socialistas, n. 15, 1º sem. 2007.

FERNANDES, A. C. Da reestruturação corporativa à competição entre cidades: lições urbanas sobre os ajustes de interesses globais e locais no capitalismo contemporâneo. Espaço e Debates, n. 41, p. 26-45, 2001.

GOOGLE. Google Earth website. Available at: http://earth.google.com/. Viewed on: Decemebr 12, 2021.

GRANELLE, J-J. Économie immobilière. Analyses et applications. Paris: Economica, 1998.

HARVEY, D. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1990.

HARVEY, D. Os limites do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LACERDA, N.; BERNARDINO, I. L. Ressemantização das áreas centrais das cidades brasileiras e mercado imobiliário habitacional: o caso recifense (Brasil). Caderno Metrópoles, São Paulo, v. 22, n. 49, p. 913-934, set./dez. 2020.

LOGAN, J. R.; MOLOTCH, H. L. The city as a growth machine. In: FAINSTEIN, S.; CAMPBELL, S. (ed.). Urban Theory. Oxford: Blackwell. p. 291-337, 1996.

LUKÁCS, G. Existencialismo ou marxismo. São Paulo: Senzala, 1967.

LUKÁCS, G. O jovem Marx e outros escritos de filosofia. Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 2009.

MARX, K. Gundrisses. Manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da economia política. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 2011.

MULLER, M. L. Exposição e método dialético em O Capital. Boletim SEAF, Belo Horizonte, 2, 1982. Available at: https://eleuterioprado.files.wordpress.com/2015/09/muller-exposic3a7c3a3o-e-mc3a9todo-dialc3a9tico-em-marx.pdf. Viewed on: January 26, 2021.

NAKAGAWA, F. Valorização de imóvel no Brasil foi a maior do mundo nos últimos 5 anos. O Estadão, São Paulo, 17 jan. 2014. Available at: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia-geral,valorizacao-de-imovel-no-brasil-foi-a-maior-do-mundo-nos-ultimos-5-anos,175663,0.htm. Viewed on: April 2, 2014.

NETTO, J. P. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

NUNES, B. F.; NUNES, C. G. F.; LACERDA, N. Planejamento urbano, arquitetura e urbanismo: a serviços de uma outra geografia? Revista Sociedade e Estado, v. 31, n. esp., p. 989-1001, 2017.

PASQUALINI, J. C.; MARTINS, L. M. Dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia. Psicologia & Sociedade, 27(2), 362-371.

PIKETTY, T. O capital no século XXI. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2014.

RECIFE. Lei Municipal no 18.168/2015. Altera a Lei nº 17.244/2006, que institui o programa de incentivo ao Porto Digital, quanto às áreas contempladas e à aplicação dos benefícios aos serviços de educação à distância. Diário Oficial do Recife: Recife, 9 out. 2015.

ROSDOLSKY, R. Gênese estrutura de O Capital de Karl Marx. Rio de Janeiro: Eduerj; Contraponto, 2001.

RUFINO, M. B. C. Financeirização do imobiliário e transformações na produção do espaço urbano. In: FERREIRA, A.; RUA, J.; MATTOS, R. C. (org.). O espaço e a metropolização: cotidiano e ação. Rio de Janeiro: Consequência, 2017.

TAVARES, M. da C. Da substituição de importações ao capital financeiro. Ensaios sobre a economia brasileira. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

TOPALOV. C. Le Profit, la rente et la ville: éléments de théorie. Paris: Economica, 1984.

Publicado

2022-11-18

Edição

Seção

Artigos - Espaço, Economia e População

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>